Contribuições do PIBIC/CNPq para a constituição do habitus de pesquisador

Autores

  • Daiana De Nez Moura Universidade Comunitária da Região de Chapecó - Unochapecó
  • Elcio Cecchetti Universidade Comunitária da Região de Chapecó - Unochapecó
  • Luci Teresinha Marchiori dos Santos Bernardi Universidade Comunitária da Região de Chapecó - Unochapecó

DOI:

https://doi.org/10.14244/198271993257

Palavras-chave:

PIBIC/CNPq, Iniciação científica, Campo científico, Habitus de pesquisador.

Resumo

Esse trabalho versa sobre o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC), mantido e fomentado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). O estudo foi desenvolvido na Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó), com o objetivo de analisar se o PIBIC/CNPq influenciou os bolsistas egressos da IES a permanecerem no campo científico e a internalizarem um habitus de pesquisador. A coleta de dados foi realizada através de questionário eletrônico aos bolsistas ingressantes no PIBIC/CNPq no período de 2010 a 2015 e que finalizaram as atividades no Programa até 2017. O tratamento dos dados foi realizado com base na Análise de Conteúdo, ancorada epistemologicamente no pensamento de Pierre Bourdieu. Os resultados apontaram que os beneficiados do PIBIC/CNPq adquiriram um montante de capital científico que favoreceu a entrada e permanência no campo científico. Assim, através das atividades científicas desenvolvidas durante a vigência da bolsa - participação e publicação em eventos, acompanhamento de um professor-orientador, auxílio na escolha profissional e estímulo para continuação dos estudos em nível de pós-graduação – tais estudantes constituíram um habitus de pesquisador. 

 

 

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Daiana De Nez Moura, Universidade Comunitária da Região de Chapecó - Unochapecó

Mestre em Educação pela Universidade Comunitária da Região de Chapecó - Unochapecó. Autora do trabalho.

Elcio Cecchetti, Universidade Comunitária da Região de Chapecó - Unochapecó

Doutor em educação pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Professor do Mestrado em Educação da Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó). Vice-líder do grupo de pesquisa Desigualdades Sociais, Diversidades Socioculturais e Práticas Educativas (CNPq/Unochapecó). Atuou como orientador do trabalho.

Luci Teresinha Marchiori dos Santos Bernardi, Universidade Comunitária da Região de Chapecó - Unochapecó

Doutora em Educação Científica e Tecnológica  e Mestre em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Professora pesquisadora do Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó) e do Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI/FW). Atuou como coorientadora do trabalho.

Referências

AGOPYAN, Vahan. Bolsas de pós-graduação para quê? Folha de SP, São Paulo, 18. set. 2019. Disponível em: https://folha.com/6mvyel2z. Acesso em 10 mai. 2020.

AGUDO, M. M.; TOZONI-REIS, M. F.; TEIXEIRA, L. A. Reflexões sobre a educação no projeto de aprofundamento do neoliberalismo no Brasil. Revista Pedagógica, v. 20, n. 45, p. 182-206, set./dez 2018.

ALMEIDA JUNIOR, A. et al. Parecer CFE nº 977/65, aprovado em 3 dez. 1965. Rev. Bras. Educ., n. 30, p. 162-173, dez. 2005.

ANDRÉ, Marli. Pesquisa, formação e prática docente. In: ANDRÉ, Marli (org.) O papel da pesquisa na formação e na prática dos professores. 12 ed.; 5 reimp. Campinas, São Paulo: Papirus, 2015.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70-Brasil, 2011.

BOURDIEU, Pierre. O campo científico. In: ORTIZ, Renato. (Org.). Pierre Bourdieu: sociologia. São Paulo: Ática, 1983. cap. 4, p. 122-155.

BOURDIEU, Pierre. A economia das trocas simbólicas. São Paulo: Perspectiva, 1987.

BOURDIEU, Pierre. O poder simbólico. 4. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2001.

BOURDIEU, Pierre. Algumas propriedades dos campos. In: BOURDIEU, Pierre. Questões de sociologia. Lisboa: Fim de Século, 2003, p. 119-126.

BOURDIEU, Pierre. Coisas ditas. São Paulo: Brasiliense, 2004.

BOURDIEU, Pierre. A dominação masculina. 11. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2012.

BOURDIEU, Pierre. Homo academicus. 2. ed. Florianópolis: UFSC, 2017.

BRASIL. Lei nº 5.540, de 28 de novembro de 1968. Fixa normas de organização e funcionamento do ensino superior e sua articulação com a escola média, e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L5540.htm. Acesso em 20 jan. 2019.

BRASIL. Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. RN-017/2006. Estabelece as normas gerais e específicas para as seguintes modalidades de bolsas por quota no país. Disponível em: http://cnpq.br/view/-/journal_content/56_INSTANCE_0oED/10157/100352. Acesso em 20 jan. 2018.

CUNHA, Luiz Antônio. A universidade temporã: o ensino superior, da Colônia à Era Vargas. São Paulo: Editora UNESP, 2007.

EL PAÍS. Cortes de verbas desmontam ciência brasileira e restringem pesquisa a mais ricos. São Paulo, 09 set. 2019. Disponível em: https://brasil.elpais.com/brasil/2019/09/03/politica/1567542296_718545.html. Acesso em 10 mai. 2020.

FOLHA DE SP. Ciência sob ataque: a violência como forma de governo. São Paulo, 21 dez. 2019. Disponível em: https://facesdaviolencia.blogfolha.uol.com.br/?p=1232. Acesso em 10 mai. 2020.

GARCIA, Maria Manuela Alves. O campo das produções simbólicas e o campo científico em Bourdieu. Cadernos de pesquisa, n. 97, p. 64-72, mai. 1996.

JORNAL O GLOBO. CNPq reduz 87% da verba para equipamentos e materiais de pesquisa em 2020. Rio de Janeiro, 9 set. 2019. Disponível em: https://oglobo.globo.com/sociedade/educacao/cnpq-reduz-87-da-verba-para-equipamentos-materiais-de-pesquisa-em-2020-23927090. Acesso em 10 mai. 2020.

LEBARON, Frédéric. Capital. In: CATANI, Afrânio Mendes et al. (Orgs.) Vocabulário Bourdieu. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2017

LÜDKE, Menga. A complexa relação entre o professor e a pesquisa. In: ANDRÉ, Marli (Org.) O papel da pesquisa na formação e na prática dos professores. 12 ed. 5 reimp. Campinas, São Paulo: Papirus, 2015.

MASSI, Luciana; QUEIROZ Salete Linhares. Pesquisas sobre iniciação científica no Brasil: características do seu desenvolvimento nas universidades e contribuições para os graduandos. Revista Brasileira de Iniciação Científica, v. 1, n. 1, p. 83-64, maio. 2014.

MOURA, Daiana De Nez. Contribuições do PIBIC/CNPQ para a constituição do habitus de pesquisador. 2018. 70f. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Comunitária da Região de Chapecó, Chapecó, 2018.

OLIVEN, Arabela Campos. Histórico da educação superior no Brasil. In: SOARES, Maria Suzana Arrosa (Org.). A educação superior no Brasil. Brasília: CAPES, 2002. Disponível em: http://flacso.redelivre.org.br/files/2013/03/1109.pdf. Acesso em 20 jan. 2018.

PEREIRA, Elaine Aparecida Teixeira. O conceito de campo de Pierre Bourdieu: possibilidade de análise para pesquisas em história da educação brasileira. Revista Linhas, v. 16, n. 32, p. 337-356, set./dez. 2015.

PIRES, Regina Celi Machado. A formação inicial do professor pesquisador universitário no Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica – PIBIC/CNPq e a prática profissional de seus egressos: um estudo de caso da Universidade do Estado da Bahia. 2008. 355f. Tese (Doutorado em Educação). Universidade do Rio Grande do Sul. 2008.

QUEIROZ, Alessandra Santos. A formação acadêmica nos processos de iniciação científica: programa institucional de bolsas de iniciação científica – PIBIC/CNPq. 2016. 67f. Dissertação (Mestrado Acadêmico em Educação). Universidade do Oeste de Santa Catarina, campus de Joaçaba. 2016.

SAMPAIO, Helena. Evolução do ensino superior brasileiro (1808-1990). Documento de Trabalho 8/91. Núcleo de Pesquisa sobre Ensino Superior da Universidade de São Paulo, 1991.

SANTOS, Wildson Luiz Pereira dos. Educação científica na perspectiva de letramento como prática social: funções, princípios e desafios. Revista Brasileira de Educação, v. 12, n. 36, p. 474-550, set./dez. 2007.

TROMBELLI, Renata Oliveira. PIBIC/CNPq no divã: um olhar para a efetividade do processo de iniciação científica na formação de pesquisadores em contabilidade. 2013. 135 f. Dissertação (Mestrado em Contabilidade). Universidade Federal do Paraná. 2013.

VALLE, Ione Ribeiro. Ler Homo Academicus. In: BOURDIEU, Pierre. Homo academicus. 2. ed. Florianópolis: UFSC, 2017.

WACQUANT, Loïc. Habitus. In: CATANI, Afrânio Mendes et al. (Orgs.) Vocabulário Bourdieu. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2017.

Downloads

Publicado

25-06-2020

Como Citar

MOURA, D. D. N.; CECCHETTI, E.; BERNARDI, L. T. M. dos S. Contribuições do PIBIC/CNPq para a constituição do habitus de pesquisador. Revista Eletrônica de Educação, [S. l.], v. 14, p. e3257096, 2020. DOI: 10.14244/198271993257. Disponível em: https://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/view/3257. Acesso em: 24 jun. 2024.

Edição

Seção

Demanda Contínua - Artigos
##plugins.generic.dates.received## 2019-02-02
##plugins.generic.dates.accepted## 2020-04-17
##plugins.generic.dates.published## 2020-06-25