Indução na percepção de coordenadores iniciantes em Mato Grosso: leituras sobre formações partilhadas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14244/198271996484

Palavras-chave:

Formação de professores, Indução profissional docente, Coordenador pedagógico, Educação Infantil.

Resumo

O artigo resulta de pesquisa que investiga processos de inserção e indícios de indução junto à professores iniciantes com o agravante de estarem na função de coordenadores pedagógicos. Tais profissionais participam de formação continuada da sua rede municipal de ensino e do projeto tripartite Universidade-escola e rede de ensino, advindo do finalizado projeto OBEDUC/UFMT/2017, que continua as atividades formativas como FormEduc/PPGEdu/UFR/2023. Questiona-se como os iniciantes percebem sua inserção na escola e a que atribuem sua adesão ao convite para assumirem a coordenação, estando na fase iniciática da profissão docente. Indaga-se, ainda, se as formações continuadas de que participam têm lhes propiciado condições para o exercício da coordenação pedagógica na escola em que atuam, sinalizando indícios de indução. Apropriando-se de narrativas (auto)biográficas e dos princípios da pesquisa-formação, apresenta como objetivos investigar, junto a duas iniciantes que atuam na Educação Infantil no interior de Mato Grosso, o que apontam como basilar para sua aceitação à função de coordenação pedagógica; e se percebem, ou não, processos de indução propiciados à sua formação. Resultados ainda preliminares sinalizam que a rede de ensino à qual pertencem os iniciantes oferece formação continuada aos coordenadores pedagógicos, sem tangenciar a fase inicial da docência, sendo, portanto, de pouca contribuição; no entanto, ressaltam que a formação partilhada no projeto colaborativo e itinerante, universidade-escola FormEduc/OBEDUC, embora não sendo para coordenadores pedagógicos iniciantes, foi responsável por encorajá-las às ações desafiadoras da coordenação pedagógica.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Simone Albuquerque da Rocha , Universidade Federal de Rondonópolis (UFR)

Doutora em Educação pela UNESP, é professora Titular da Unviersidade Federal de Rondonópolis. Foi coordenadora do projeto OBEDUC/CAPES/INEP/SCAD. Coordenou a Anped Regional CO na gestão 2021/2022. É Lider do grupo de pesquisa InvestigAção do PPGEdu/UFR. Pesquisa na área de Formação de Professores - Professores iniciantes e narrativas de formação em pesquisas em diferentes níveis e modalidades.

Rosana Maria Martins, Universidade Federal de Rondonópolis (UFR)

Professora da Universidade Federal de Rondonópolis/MT. Possui doutorado em Formación del Docente Universitario pela Universidade de Extremadura/Espanha (2006), convalidado pela Universidade do Minho (2013) e pela UNICAMP (2015) e doutorado em Educação pela UFSCar (2015). É vice-coordenadora do Grupo de Pesquisa InvestigAção, com pesquisas professor iniciante e experiente, histórias de vida, narrativas (auto)biográficas, memoriais de formação, cartas pedagógicas e indução à docência.

Teresa Sarmento, Universidade do Minho (UMinho)

Doutorada em Estudos Socioeducativos da Criança, Professora Associada, membro do Departamento de Ciências Sociais da Educação e investigadora do Centro de Investigação em Estudos da Criança, Instituto da Educação – Universidade do Minho.

Jéssica Lorrayne Ananias da Silva, Secretaria Municipal de Educação no departamento de Educação Infantil (SEMED/Rondonópolis)

Graduada em Pedagogia pela Universidade Federal de Mato Grosso, mestre em educação pela mesma instituição. Durante a graduação foi bolsista OBEDUC/CAPES/INEP/SECADI, e em 2018 coordenadora na Rede Municipal de Ensino de Rondonópolis em um Centro de Educação Infantil (CMEI), atualmente atua como Gerente de Divisão 0-3 anos na Secretaria Municipal de Educação no departamento de Educação Infantil.

Referências

ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto. Organizar um livro. In: ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto (org.). A aventura (auto)biográfica: teoria e empiria. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2004. p. 23-27.

ALARCÃO, Isabel; ROLDÃO, Maria do Céu. Um passo importante no desenvolvimento profissional dos professores: o ano de indução. Formação Docente, Belo Horizonte, v. 6, n. 11, p. 109-126, ago./dez. 2014.

ANDRÉ, Marli. Políticas e programas de apoio aos professores iniciantes no Brasil. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 42, n. 145, p. 112-129, abr. 2012.

ÁVALOS, Beatriz (comp.). El nuevo profesionalismo: formación docente inicial y continua. El Oficio de Docente. Vocación, Trabajo y Profesión en el Siglo XXI. Buenos Aires: Siglo Veintiuno Editores, 2016.

BRASIL. Ministério da Educação. Observatório da Educação/CAPES/INEP/

SECADI. Projeto 24232 - Egressos da licenciatura em pedagogia e os desafios da prática em narrativas: a Universidade e a Escola em um processo interdisciplinar de inserção do professor iniciante na carreira docente, UFMT/PPGEDU/Câmpus Universitário de Rondonópolis - 2013, aprovado no edital nº 49/2012.

CASTRO, Júlia Alessandra Machado de. Narrativas reflexivas-formativas de professoras iniciantes no exercício da coordenação pedagógica. 2021. 125 fls. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Educação) – Universidade Federal de Mato Grosso, Rondonópolis, 2021.

CRUZ, Giseli Barreto da; LAHTERMAHER, Fernanda. Pesquisa-formação e indução docente: contribuições ao professor iniciante. Anais [...] XXX Colóquio. AFIRSE, Lisboa, 2023. p. 43.

CRUZ, Giseli; COSTA Elana Cristina dos Santos; PAIVA, Marisa Maia de Souza; ABREU, Teo Bueno. Indução docente em revisão: sentidos concorrentes e práticas prevalecentes. Cad. Pesqui., São Paulo, v. 52, e09072, 2022. DOI: doi.org/10.1590/198053149072. Disponível em: https://www.scielo.br/j/cp/a/4JwtgxNHdScBJmYwR5b7GZg/. Acesso em: 20 mar. 2023.

CRUZ, Giseli Barreto da; FARIAS, Isabel Maria Sabino de; HOBOLD, Márcia de Souza. Indução profissional e o início do trabalho docente: debates e necessidades. Revista Eletrônica de Educação, [S. l.], v. 14, p. e4149114, 2020. DOI: 10.14244/198271994149. Disponível em: https://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/view/4149. Acesso em: 10 mar. 2023.

CUNHA, Maria Isabel da. O campo da iniciação à docência universitária como um desafio. In: Reunião Anual da ANPEd, 33., 2010, Caxambu. Anais [...]. Caxambu, Minas Gerais, 2010.

ESTEVE ZARAGAZA, Jose Manuel. La formación inicial de los profesores de secundaria. Barcelona: Ariel, 1997.

FALCIANO, Bruno; NUNES, Maria; SANTOS, Edson. Dez anos do proinfância: efeitos de uma política pública de indução. Estud. Aval. Educ., São Paulo, v. 30, n. 73, p. 254-278, jan./abr. 2019, ISSN 0103-6831, e-ISSN 1984-932X2019. https://publicacoes.fcc.org.br/eae/article/view/5719. Acesso em: 10 fev. 2023.

FLORES, Maria Assunção. La investigación sobre los primeiros años de enseñanza: lecturas e implicaciones. In: MARCELO, Carlos (Coord.). El profesorado principiante. Inserción a la docência. Barcelona, Espanha: Editora Octaedro, S. L. Bailen, 5 – 08010, 2009.

FRANÇA, Marcia Socorro dos Santos. 2016, 138 fl. O desenvolvimento profissional dos professores iniciantes egressos do curso de licenciatura em Pedagogia: um estudo de caso. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Mato Grosso, Rondonópolis, 2016.

GOMBOEFF, Ana Lucia Madsen; PASSOS, Laurizete Ferragut. Coordenadores pedagógicos experientes e iniciantes: a parceria colaborativa e a mentoria como ações de indução profissional. Anais [...] XXX Colóquio. AFIRSE, Lisboa, 2023. p. 43.

GROPPO, Cristiane; ALMEIDA, Laurinda Ramalho. Passagem de professor a professor coordenador: o choque com a realidade. In: ALMEIDA, Laurinda Ramalho de; PLACCO, Vera Maria Nigro de Souza. (org.). O coordenador pedagógico e a formação centrada na escola. São Paulo: Edições Loyola, 2015. p. 93-108.

INOSTROZA, Gloria de Celis. Formación de Mentores para la inducción del professorado principiante. REDU- Rev. de docência Universitária, Valência, v. 11. n. 2, maio/ago. 2013. p. 31-45.

JOSSO, Marie-Christine. Experiências de vida e formação. Tradução José Cláudio e Júlia Ferreira. São Paulo: Cortez, 2004.

LIMA, Emília Freitas de (org.). Sobrevivência no início da docência. Brasília: Liber Livros, 2006.

MARCELO, Carlos. Investigaciones y experiencias: el primero año de enseñanza. Análises del proceso de socialización de profesores principiantes. Revista de Educación, Sevilha/ES, n. 300, p. 225-277, 1993.

MARCELO, Carlos. Formação de professores: para uma mudança educativa. Porto: Porto Editora, 1999.

MARCELO, Carlos. El professorado principiante: Inserción a la docencia. Barcelona, Espanha: Editora Octaedro, S. L. Bailen, 5 – 08010. Coordenador: Carlos Marcelo. 2009.

MARCELO, Carlos; VAILLANT, Denise. Ensinando a ensinar: as quatro etapas de uma aprendizagem. Curitiba: Ed. UTFPR, 2012.

MARCELO, Carlos; VAILLANT, Denise. Políticas e programas: indução de ensino na América latina. Cadernos de Pesquisa, v. 47, n. 166, p. 1224-1249, out./dez. 2017. Disponível em: https://doi.org/10.1590/198053144322. Acesso em: 27 maio 2019.

MARCELO, Carlos; VAILLANT, Denise. Desarrolo professional docente. Como se aprende a ensenãr? 3. ed. Madrid, Espanha: NARCE S. A., 2013.

MARIANO, André Luiz Sena. A construção do início da docência: um olhar a partir das produções da ANPEd e do ENDIPE. 2006. 156 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2006.

MARTINS, Rosana Maria, ANUNCIATO, Rosa Maria Moraes. “Sigo procurando quem eu sou, sou o que quero ser!”: Narrativas profissionais de Stella. Educação, 45(1), e34441, 2022. DOI: https://doi.org/10.15448/1981-2582.2022.1.34441. Disponível em: https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/faced/article/view/34441/27555. Acesso em: 10 dez. 2022.

MARTINS, Rosana Maria. Estudando e ensinando, aprende-se e ensina-se: as narrativas de si no processo de vir a ser professora. 324f. Tese (Doutorado em Educação. – Universidade Federal de São Carlos, São Carlos – SP, 2015.

MIRA, Marilia Marques; ROMANOWSKI, Joana Paulin. Inserção profissional de professores iniciantes: elementos para pensar o processo de desenvolvimento profissional. In: PRYJMA, Marielda Ferreira; OLIVEIRA, Oséias Santos de (org.). O desenvolvimento profissional doce em discussão. Curitiba: Ed. UTFPR, 2016. p. 163-178.

NÓVOA, António. Entre a formação e a profissão: ensaio sobre o modo como nos tornamos professores. Revista Currículo sem Fronteiras, v. 19, n. 1, p. 198-208, jan./abr. 2019.

OCHOA TORRES, Sergio. Programa de indución para professores noveles em universidad pública mexicana. Anais [...] II Congresso Internacional sobre professorado principiante e inserción professional a la docência. Buenos Aires, 24-26 feb. 2010.

OLIVEIRA, Andreia Cristiane de. Professores iniciantes no exercício da coordenação pedagógica em Mato Grosso: por entre nós e laços. 2020. 165 fls. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Mato Grosso, Rondonópolis. 2020.

OLIVEIRA Andreia Cristiane de; ROCHA, Simone Albuquerque da. Ritos de passagem de professor iniciante a coordenador pedagógico: alteridade e solidariedade. In: ALMEIDA, Laurinda Ramalho; PLACCO, Vera Naria Nigro de Souza. (Org.). O Coordenador Pedagógico e as relações solidárias na escola. 15. ed. São Paulo: Edições Loyola, 2021, v. 1, p. 65-82

OLIVEIRA, Elizabete Gaspar de. A formação do professor experiente no projeto OBEDUC e os reflexos em suas práticas a partir das percepções dos professores iniciantes. 2019. 104 fls. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Educação) – Universidade Federal de Mato Grosso, Rondonópolis. 2019.

OLIVEIRA, Elizabete Gaspar de. A formação do professor experiente no projeto OBEDUC e os reflexos em suas práticas a partir das percepções dos professores iniciantes. 2019. 104 fls. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Mato Grosso, Rondonópolis. 2019.

PEREIRA, Rodnei; PLACCO, Vera Maria Nigro de Souza. Mapear os conhecimentos prévios e as necessidades formativas dos professores: uma especificidade do trabalho das Coordenadoras Pedagógicas. In: ALMEIDA, Laurinda Ramalho, PLACCO, Vera Maria Nigro de Souza. (org.). O coordenador pedagógico e seus percursos formativos. São Paulo: Loyola, 2018. p. 81-102.

PLACCO, Vera Maria Nigro de Souza; ALMEIDA, Laurinda Ramalho de; SOUZA, Vera Lúcia Trevisan de. O coordenador pedagógico (CP) e a formação de professores: intenções, tensões e contradições. Fundação Victor Civita, 2011. Disponível em: https://observatoriodeeducacao.institutounibanco.org.br/cedoc/detalhe/o-coordenador-pedagogico-e-a-formacao-de-professores-intencoes-tensoes-e-contradicoes,db5d8b20-8e69-41e9-8466-7dce090fcb9a. Acesso em: 12 nov. 2020.

PRÍNCEPE, Lisandra Marisa. Condições de trabalho e desenvolvimento profissional de professores iniciantes em uma rede municipal de educação. 234 f. Tese (Doutorado em Educação: Psicologia da Educação) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, PUC/SP, 2017.

ROCHA, Simone Albuquerque da. A criação do Cefapro na lente do narrador. In: HOLANDA, Valdelice de Oliveira (org.) A Formação Continuada em Mato Grosso: entre discursos e práticas. Curitiba: CRV 2019. ISBN: 9788544438985.

RONDONÓPOLIS. Secretaria Municipal de Educação. Gestão democrática, coordenação e assessoria pedagógica. Rondonópolis, MT: SEMED, 2016. (Coletânea de políticas e referenciais para a educação básica municipal de Rondonópolis – COPREM; 2).

SARMENTO, Teresa. As Identidades Profissionais em Educação de Infância. Revista Locus Soci@al, n. 2, p. 46–64, 2009.

SARMENTO, Teresa; COSTA, Conceição Leal. O que fazemos com o que fazem conosco… trilhar caminhos em interação. Revista @mbienteeducação, São Paulo: Universidade Cidade de São Paulo, v. 12, n. 2, p. 58-71, maio/ago. 2019.

SCHÜTZE, Fritz. 10 de março de 2022. Module B.2.1. INVITE-Biographical counseling in rehabilitative vocational trainingfurther education curriculum, 2007. Disponível em: http://www.biographicalcounselling.com/download/B2.1.pdf Acesso em: 10 abr. 2022.

SILVA, Adriane Pereira da. Professores iniciantes egressos do curso de Pedagogia e o abandono da carreira docente no município de Rondonópolis/MT. 2018. 110 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Mato Grosso, Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Rondonópolis, 2018.

SILVA, Jéssica Lorrayne Ananias da. Coordenadores iniciantes e experientes e as práticas de acolhimento, acompanhamento e indução: eu, eles e o espelho. 2021. 142 fls. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Educação) – Universidade Federal de Mato Grosso, Rondonópolis. 2021.

SOUSA, Rozilene de Morais; ROCHA, Simone Albuquerque. Como um estranho no ninho: o professor iniciante e seu processo de inclusão no ambiente da profissão docente – qual o papel da escola? In: XI Congresso Nacional de Educação (EDUCERE), PUC-Paraná, 2013, p. 8947-8959.

SOUSA, Sandra Zákia; MARTINS, Angela Maria. A gestão da educação básica na esfera municipal: papel do governo federal na indução de programas. Anais [...]. 36ª Reunião Nacional da ANPEd – 29 de setembro a 02 de outubro de 2013, Goiânia-GO.

SOUZA, Elizeu Clementino de. Diálogos cruzados sobre pesquisa (auto)biográfica: análise compreensiva-interpretativa e política de sentido. Educação, Santa Maria, v. 39, n. 1, p. 39-50, jan./abr. 2014. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/reveducacao/article/view/11344/pdf. Acesso em: 10 mar. 2023.

SOUZA, Sueli de Oliveira. Desenvolvimento profissional do professor experiente no projeto colaborativo universidade/escolas: desafios e necessidades formativas. 2017.167 fls. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Mato Grosso, Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Rondonópolis, 2017.

URETA, Consuelo Vélaz de Medrano. Competências del Professor-Mentor para el acompanhamento al profesorado principiante. Profesorado-Rev.de currículum y formación del professorado, Madri/Espanha, v. 13, n. 1, p. 209-229, 2009.

VAILLANT, Denise; MARCELO, Carlos. Ensinando a Ensinar: As quatro etapas de uma aprendizagem. 1. ed. Curitiba: Ed. UTFPR, 2012.

VEENMAN, Simon. Perceived Problems of Beginning Teachers. Review of Educational Research. Catholic University of Nijmegen, v. 54, n. 2, p. 143-178, 1984. Disponível em: https://citeseerx.ist.psu.edu/viewdoc/download?doi=10.1.1.834.9292&rep=rep1&type=pdf. Acesso em: 10 maio 2022.

WONG, Harry. Programas de indução que mantêm os novos professores ensinando e melhorando. Dossiê “Formação e inserção profissional de professores iniciantes: conceitos e práticas”. Revista Eletrônica de Educação, v. 14, p. 1-19, e4139111, jan./dez. 2020. ISSN 1982-7199. DOI: http://dx.doi.org/10.14244/198271994139. Disponível em: https://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/view/4139. Acesso em: 10 mar. 2023.

Downloads

Publicado

30-05-2024

Como Citar

ROCHA , S. A. da; MARTINS, R. M.; SARMENTO, T.; SILVA, J. L. A. da . Indução na percepção de coordenadores iniciantes em Mato Grosso: leituras sobre formações partilhadas. Revista Eletrônica de Educação, [S. l.], v. 18, p. e6484015, 2024. DOI: 10.14244/198271996484. Disponível em: https://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/view/6484. Acesso em: 14 jun. 2024.

Edição

Seção

Dossiê Concepções, Políticas e Práticas de Indução Docente
##plugins.generic.dates.received## 2023-05-31
##plugins.generic.dates.accepted## 2023-09-11
##plugins.generic.dates.published## 2024-05-30

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)