Necessidades formativas de professores iniciantes na educação básica: conceitos, concepções e revisão de literatura

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14244/198271994175

Palavras-chave:

Iniciação de professores, Levantamento de necessidades, Pesquisa educacional, Revisão de literatura.

Resumo

O artigo apresenta como objetivo trazer ao debate a polissemia do conceito de necessidades formativas e a relação entre as concepções de formação e os instrumentos utilizados para fazer o levantamento ou diagnóstico dessas necessidades. Partiu-se dos seguintes questionamentos: o que se tem disponibilizado enquanto referenciais teóricos sobre necessidades formativas a pesquisadores do tema? Quais conceitos de necessidades formativas, e baseados em quais concepções de formação, são apresentados em dez anos de produção sobre o tema no cenário nacional? Quais as compreensões desses pesquisadores sobre as necessidades formativas de professores iniciantes na educação básica? Para tanto, como procedimentos metodológicos, realizou-se primeiramente estudos de teóricos que pudessem contribuir para a compreensão do objeto, seguido da análise de artigos, dissertações e teses disponibilizados em bases de dados, selecionados a partir de critérios elencados em um protocolo de revisão sistemática. Como resultados, aponta-se que as produções de teóricos adotadas para a compreensão de conceitos sobre necessidades formativas contribuíram para aprofundar conhecimentos sobre o objeto. A revisão sistemática de literatura apontou a ausência da conceituação do termo necessidades formativas na maioria das produções analisadas, bem como a prevalência de um entendimento de necessidade como falta de conhecimentos advindos da formação inicial e ligados aos desafios e tensões próprias do cotidiano da profissão e do período de iniciação. Os resultados mostram também, a pertinência da constituição de espaços formativos colaborativos, bem como da elaboração, pelas redes de ensino, de programas de indução.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Sandra Novais Sousa, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS)

Doutora em Educação, mestre em Educação, especialista em Alfabetização, Coordenação Pedagógica e Gestão Escolar, graduada em Pedagogia, professora da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, líder do Grupo de Estudo e Pesquisa em Narrativas Formativas (Gepenaf).

Simone Albuquerque da Rocha, Universidade Federal de Rondonópolis (UFR)

Professora Adjunta IV da Universidade Federal de Rondonópolis (UFR), integrante do Programa de Pós Graduação em Educação/PPGEdu. Doutora em Educação. Líder do Grupo de Pesquisa InvestigAção - Políticas e Programas de Formação de Professores

Marli Amélia Lucas de Oliveira, Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais (IF SUDESTE MG)

Professora Adjunta do Instituto Federal Sudeste de Minas- Barbacena, Doutora em Educação: Psicologia da Educação/PUCSP, pesquisadora do Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Desenvolvimento Profissional Docente pela PUCSP

Maria Joselma do Nascimento Franco, Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)

Professora Associada IV da Universidade Federal de Pernambuco – UFPE/CAA/PE, integrante do Programa de Pós-Graduação em Educação Contemporânea PPGEduC, Doutora em Educação pela Universidade de São Paulo.  Vice-líder do Grupo de Pesquisa em Ensino, Aprendizagem e Processos Educativos (GPENAPE), pesquisadora do Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Desenvolvimento Profissional Docente da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, ambos credenciados pelo CNPq

Referências

AFANASIEV, Viktor Griegorievich. Fundamentos da Filosofia. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1968.

BANDEIRA, Hilda Maria Martins. Necessidades formativas de professores iniciantes na produção da práxis: realidade e possibilidades. 2014. 248 f. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Piauí, Teresina, 2014.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria-Executiva. Subsecretaria de Assuntos Administrativos. Guia sobre as tecnologias do modelo Biblioteca Virtual em Saúde. Brasília: Editora do Ministério da Saúde, 2009. (Série A. Normas e Manuais Técnicos).

BRINKERHOFF, Robert; STUFFLEBEAM, Daniel; MCCORMICK, Charles; NELSON, Cheryl. Conducting educational needs assessment. Boston: KluwerNijhoff Pub, 1985.

CÂMARA, Sandra Cristinne Xavier; PASSEGGI, Maria da Conceição. Memorial autobiográfico: uma tradição acadêmica no Brasil. In: PASSEGGI, Maria da Conceição; VICENTINI, Paula Perin; SOUZA, Elizeu Clementino. (Org.). Narrativas de si e formação. Curitiba: CRV, 2013.

CARDOSO, Fernanda de Mello. Professoras iniciantes e as práticas da língua inglesa no cotidiano da profissão: necessidades e formação. 2018. 152f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Mato Grosso, Rondonópolis, 2018.

CAVACO, Maria Helena. Ofício de professor: o tempo e as mudanças sociais. In: NÓVOA, António. (Org.) Profissão professor. Porto: Porto Editora, 1995.

CORREA, Thiago Henrique Barnabe. Os anos iniciais da docência em Química: da universidade ao chão da escola. 2013. 98f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Metodista de Piracicaba, Piracicaba, 2013.

CUNHA, Maria Isabel. A docência como ação complexa. In: CUNHA, Maria Isabel. (Org.). Trajetórias e lugares de formação da docência universitária: da perspectiva individual ao espaço institucional. Araraquara, SP: Junqueira & Marin; Brasília, DF: CAPES; CNPq, 2010.

DELORY-MOMBERGER, Christine. Formação e socialização: os ateliês biográficos de projeto. Educação e Pesquisa, São Paulo, v.32, n.2, p.359-371, ago. 2006.

DIAS, Ilzeni Silva; ROCHA, Helianane; MARINHO, Raimunda Ramos. Necessidades formativas e formação de competências: desafios na profissionalização docente para a melhoria da educação básica. Revista Labor Edição Especial, Fortaleza, CE, v. 2, n. 18, p. 193-201, 2017.

DONATO, Sueli Pereira. Políticas de formação inicial e profissionalidade docente: representações sociais de professores iniciantes. 2013. 179f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba, 2013.

ESTRELA, Maria Teresa; MADUREIRA, Isabel; LEITE, Teresa. Processos de identificação de necessidades: uma reflexão, Revista de Educação, Lisboa, v. VIII, p. 29-48, jan. 1999.

FREIRE, Paulo. Pedagogia dos sonhos possíveis. São Paulo: Editora Unesp, 2001.

GIORDAN, Miriane Zanetti; HOBOLD, Márcia de Souza; ANDRÉ, Marli Eliza Dalmazo Afonso. Professores iniciantes dos anos finais do ensino fundamental: indicação das necessidades formativas. Educação: Teoria e Prática, Rio Claro, SP, v. 27, n.55, p.308-326, maio/ago. 2017.

HEES, Luciane Weber Baia. O inicio da docência de professores da educação superior. 2016. Tese (Doutorado em Educação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2016.

HUBERMAN, Michael. O ciclo de vida profissional dos professores. In: NÓVOA, António. (Org.). Vidas de professores. Porto: Porto Editora, 1995. p. 31-61.

LEONE, Naiara Mendonça. Necessidades formativas dos professores dos anos iniciais na sua inserção no exercício da docência. 2011. 349f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Presidente Prudente, 2011.

LIMA, Emília Freitas de. Análise de necessidades formativas de docentes ingressantes numa universidade pública, Rev. Bras. Estud. Pedagog. (online), Brasília, v. 96, n. 243, p. 343-358, maio/ago. 2015.

LIMA, Mary Gracy e Silva. Desenvolvimento profissional do docente iniciante egresso do curso de Pedagogia: necessidades e perspectivas do tornar-se professor. 2014. 171f. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2014.

MARCELO GARCIA, Carlos. Profesores principiantes y programas de inducción a la práctica docente. Enseñanza & Teaching: Revista interuniversitaria de didáctica, Salamanca, n. 6, p. 61-80, 1988.

MARCELO GARCIA, Carlos. Formação de professores: para uma mudança educativa. Porto: Porto, 1999.

MARCELO GARCIA, Carlos. Desenvolvimento Profissional Docente: passado e futuro. Sísifo: Revista de Ciências da Educação, Lisboa, n. 8, p. 7-22, jan./abr. 2009.

MARCELO GARCIA, Carlos; VAILLANT, Denise. Políticas y programas de inducción en la docencia en Latinoamérica. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 47, n. 166, p.1224-1249, out./dez. 2017.

MEDEIROS, Ivan; VIEIRA, Alessandro; BRAVIANO, Gilson; GONÇALVES, Berenice Santos. Revisão sistemática e bibliométrica facilitadas por um Canvas para visualização de informação. Revista Brasileira de Design da Informação, São Paulo, v. 12, n. 1, p. 93-110, 2015. |

NONO, Maévi Anabel; MIZUKAMI, Maria da Graça Nicoletti. Formando professoras no ensino médio por meio de casos de ensino. In: MIZUKAMI, Maria da Graça Nicoletti.; REALI, Aline Maria de Medeiros. (Org.). Aprendizagem profissional da docência: saberes, contextos e práticas. São Carlos: EdUFSCar, 2002.

OLIVEIRA, Cristina Maciel de. Análisis y valoración de las necesidades de formación de profesores principiantes de Educación Secundaria en Uruguay como base para el diseño de un programa de desarrollo profesional. Educación, Madrid, v. 21, n.1, p. 63-86, 2018.

PAPI, Silmara de Oliveira Gomes. Professoras iniciantes bem-sucedidas: um estudo sobre seu desenvolvimento profissional. 2011. 302f. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba, 2011.

PEREIRA, Oldair José Tavares. O professor iniciante da escola do campo e sua formação: por entre espelhos... 2017. 124 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Mato Grosso, Rondonópolis, 2017.

PÉREZ JUSTE, Ramón. Evaluación de programas educativos. Madrid: La Muralla, 2006.

RODRIGUES, Maria Ângela Perpétua. Análise de práticas e de necessidades de formação. Lisboa, Portugal: Direcção-Geral de Inovação e Desenvolvimento Curricular, 2006. (Coleção Ciências da Educação, v. 50).

RODRIGUES, Maria Ângela Perpétua; ESTEVES, Manoela. Análise de necessidades na formação de professores. Porto: Porto Editora, 1993.

ROEGIERS, Xavier; WOUTERS, Pascale; GÉRARD, François-Marie. Du concept d'analyse des besoins en formation à sa mise en oeuvre: formation et technologies. Revue Européenne des Professionnels de la Formation, Thessaloniki, v. 1, n. 2-3, p. 32-42, 1992.

SANTOS, Edlauva Oliveira dos. Necessidades formativas de professores iniciantes que ensinam matemática na rede municipal de Boa Vista, RR. 2018. 341f. Tese (Doutorado em Educação em Ciências e Matemática) - Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática, Universidade Federal de Mato Grosso; Universidade do Estado do Amazonas, Cuiabá, 2018.

SARDINHA NETTO, Raul; AZEVEDO, Maria Antônia Ramos de. Concepções e modelos de formação de professores: reflexões e potencialidades. Boletim técnico do Senac, Rio de Janeiro, v. 44, n. 2, p. 1-17, maio/ago. 2018.

SILVA, Adriane Pereira da. Professores iniciantes egressos do curso de Pedagogia e o abandono da carreira docente no município de Rondonópolis, MT. 2018. 110f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Mato Grosso, Rondonópolis, 2018.

SILVA, Maria Odete Emygdio da. A análise de necessidades de formação na formação contínua de professores: um caminho para a integração escolar. 2000. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2000.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. 3 ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2003.

TEJADA, José; GIMÉNEZ, Vicente. (Coord.). Formación de formadores: escenario aula. Madrid: Thomson, 2007.

VEENMAN, Simon. El proceso de llegar a ser profesor: un análisis de la formación inicial. In: VILLA, Alberto (Coord.). Perspectivas y problemas de la función docente. Madrid: Narcea, 1988. p. 39-62.

YAMASHIRO, Carla Regina Caloni. A emergência da necessidade formativa docente no campo discursivo da formação de professores no Brasil. 2014. Tese (Doutorado em Educação), Faculdade de Ciências e Tecnologias, UNESP, Presidente Prudente (SP), 2014.

ZABALZA, Miguel. Diários de aula: um instrumento de pesquisa e desenvolvimento profissional. Tradução: Ernani Rosa. Porto Alegre: Artmed, 2004.

Publicado

09-10-2020

Como Citar

SOUSA, S. N.; ROCHA, S. A. da; OLIVEIRA, M. A. L. de; FRANCO, M. J. do N. Necessidades formativas de professores iniciantes na educação básica: conceitos, concepções e revisão de literatura . Revista Eletrônica de Educação, [S. l.], v. 14, p. e4175116, 2020. DOI: 10.14244/198271994175. Disponível em: https://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/view/4175. Acesso em: 23 jun. 2024.

Edição

Seção

Dossiê Formação e inserção profissional de professores iniciantes: conceitos e práticas
##plugins.generic.dates.received## 2020-04-17
##plugins.generic.dates.accepted## 2020-05-21
##plugins.generic.dates.published## 2020-10-09

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)