Coordenadores Pedagógicos: reflexões e práticas de apoio e de acolhimento ao docente iniciante

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14244/198271996453

Palavras-chave:

Indução docente, Professor iniciante, Inserção profissional docente, Desenvolvimento profissional.

Resumo

O presente estudo faz parte de um programa interinstitucional de pesquisas com foco nos processos de indução para professores iniciantes da educação básica e teve por objetivo analisar se e como a formação realizada com um grupo de coordenadores pedagógicos de uma diretoria regional de educação (DRE) da rede municipal de ensino de São Paulo mobilizou reflexões e práticas de apoio e acolhimento ao professor iniciante no contexto da escola. Foram realizados quatro encontros formativos presenciais, gravados e transcritos, com a duração de quatro horas e com a participação de aproximadamente quarenta coordenadores. Os dados produzidos foram sistematizados e organizados em quatro dimensões de análise que abordam desde os sentimentos vividos pelos coordenadores na condição de professores iniciantes, passando por suas dificuldades para apoiar e acompanhar o professor iniciante no contexto da escola e pelas ações de acolhimento e acompanhamento realizadas, bem como as reflexões e práticas mobilizadas na formação realizada. Os dados indicam que a temática da inserção profissional e da indução docente podem estar invisibilizadas em muitas escolas, mas, em outras, é um tema sensível que tem resultado em ações e práticas favoráveis ao docente iniciante. As atividades propostas nos encontros não só mobilizaram reflexões sobre os diferentes elementos, tanto objetivos como subjetivos, que englobam a inserção profissional docente, mas, sobretudo, permitiram evidenciar iniciativas tidas na literatura como elementos facilitadores da inserção profissional, com potencial para constituir um programa de indução.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Laurizete Ferragut Passos, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP)

Professora da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo PUC-SP. Docente dos Programas de Estudos Pós-Graduados em Educação: Psicologia da Educação e do Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: Formação de Formadores onde atuou como coordenadora de 2017 a 2021. É professora aposentada da UNESP. Graduada em Pedagogia com mestrado pela UNICAMP e doutorado pela USP, ambos na área da Educação. A partir de 2021 assumiu a liderança do Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Desenvolvimento Profissional Docente. Pesquisadora da Rede de Estudos e Pesquisas sobre Desenvolvimento Profissional Docente (REDEPE). Membro da diretoria da Rede Internacional de Investigação-Ação Colaborativa - ESTREIADIÁLOGOS. Tem experiência na área de Educação atuando principalmente nos seguintes temas: formação de professores, formação de professores de matemática, trabalho docente, pesquisa narrativa, comunidades de aprendizagem e grupos colaborativos. 

Patrícia Albieri de Almeida, Fundação Carlos Chagas (FCC)

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade de Taubaté (1991), Mestrado (1999) e Doutorado (2005) em Educação pela Universidade Estadual de Campinas. Fez pós-doutorado em Psicologia da Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo/PUC/SP (2007-2008), como bolsista FAPESP. Trabalha com formação inicial e continuada de professores desde 1994. Atualmente é pesquisadora da Fundação Carlos Chagas e Professora do Programa de Mestrado Profissional em Educação do UNASP. Atua na área de Educação com ênfase em Formação de Professores e Didática estudando temas relacionados ao conhecimento e desenvolvimento profissional e à profissionalidade docente. Possui experiência na docência do ensino superior.

Adriana Teixeira Reis, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC)

Doutora pelo Programa de Pós-Graduação em Educação: Psicologia da Educação, da PUC-SP, onde realiza seu estágio de pós doutoramento. Possui experiência profissional na área da educação há mais de 30 anos, especialmente na formação de profissionais da escola básica. Há 10 anos atua como tutora no Programa de Pós-Graduação em Educação: Formação de Formadores, da PUC-SP onde exerceu a atividade de coordenação da tutoria entre 2017 e 2021. Coordena a coleção de livros paradidáticos junto à Garagem do Imaginário Editoração e Soluções Educacionais Ltda. Trabalha, junto a instituições públicas e privadas, no desenvolvimento profissional de educadores (diretor, coordenador, supervisor e professor). Integra a Rede de Estudos sobre Desenvolvimento Profissional Docente (REPED).

Ana Lucia Madsen Gomboeff, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP)

Pós-doutoranda no Programa: Formação de Formadores (Formep) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Doutora em Educação: Psicologia da Educação pela PUC-SP, Mestre em Educação pelo Formep. Monitora no Formep. Membro do Grupo de Pesquisa Estudos da Linguagem para Ensino do Português (Gelep). Coordenadora Pedagógica na Rede Municipal de Ensino de São Paulo.

Referências

ALARCÃO, Isabel; ROLDÃO, Maria do Céu. Um passo importante no desenvolvimento profissional dos professores: o ano de indução. Formação Docente – Revista Brasileira de Pesquisa sobre Formação de Professores, Belo Horizonte, v. 6, n. 11, p. 109-126, 2014.

ALMEIDA, Laurinda Ramalho de. O relacionamento interpessoal na coordenação pedagógica. In: ALMEIDA, Laurinda Ramalho de; PLACCO, Vera Maria Nigro de Souza (org.). O coordenador pedagógico e o espaço da mudança. São Paulo: Loyola, 2003a, p. 67-80.

ALMEIDA, Laurinda Ramalho de. A dimensão relacional no processo de formação docente: uma abordagem possível. In: BRUNO, Eliane Bambini Gorgueira; ALMEIDA, Laurinda Ramalho de; CHRISTOV, Luiza Helena Silva (org.). O coordenador pedagógico e a formação docente. São Paulo: Loyola, 2003b, p. 77-88.

ALMEIDA, Laurinda Ramalho de. O Coordenador Pedagógico e a questão do cuidar. In: ALMEIDA, Laurinda Ramalho de; PLACCO, Vera Maria Nigro de Souza (org.). O coordenador pedagógico e questões da contemporaneidade. São Paulo: Loyola, 2010, p. 41-60.

ANDRÉ, Marli E. Dalmaso Afonso de. Professores iniciantes: egressos de programas de iniciação à docência. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 23, p. 1-20, 2018.

CLOT, Yves. Le travail à cœur. Paris: La Découverte, 2010.

CRUZ, Giseli Barreto da; FARIAS, Isabel Maria Sabino de; HOBOLD, Márcia de Souza. Indução profissional e o início do trabalho docente: debates e necessidades. Revista Eletrônica de Educação, São Carlos (UFSCar), v. 14, jan.- dez. 2020.

FOERSTE, Erineu. Parceria na formação de professores. São Paulo: Cortez, 2005.

GINGRAS, Channy; MUKAMURERA, Joséphine. S’insérer en enseignement au Québec lorsqu’on est professionnellement précaire: vers une compréhension du phénomène. Revue des sciences de l'éducation, Montréal, v. 34, n. 1, p. 203-222, 2008.

GROPPO, Cristiane; ALMEIDA, Laurinda Ramalho de. Passagem de professor a professor coordenador: o choque com a realidade. In: ALMEIDA, Laurinda Ramalho de; PLACCO, Vera Maria Nigro de Souza (org.). O coordenador pedagógico e a formação centrada na escola. São Paulo: Loyola, 2013, p. 93-107.

IMBERNÓN, Francisco. Formação Docente e Profissional: formar-se para a mudança e a incerteza. São Paulo: Cortez, 2004.

LESSARD, Claude et al. La place des sciences humaines et sociales dans l’expertise et les savoirs professionels des enseignants. Bruxelles: De Boeck, 2004.

MORGADO, José Carlos. Currículo e profissionalidade docente. Porto: Porto Editora, 2005.

NÓVOA, Antônio. Professores: Imagens do futuro presente. Universidade de Lisboa, EDUCA, 2009.

NUNEZ-MOSCOSO, Javier; TARDIF, Maurice; BORGES, Cecília. La inserción profesional como experiencia subjetiva: el caso los profesores noveles en Quebec. Educação e Pesquisa, São Paulo (USP-SP), n. 44, 2018.

PAUL, Maela. Autour du mot accompagnement. Recherche et Formation, Paris, n. 62, p. 91-108, 2009.

PAUL, Maela. Accompagnement. In: DELORY-MOMBERGER, Christine (ed.). Vocabulaire des histoires de vie et de la recherche biographique. Toulouse: Érès, 2019, p. 267-271. (Questions de société).

PEREIRA, Rodnei; PLACCO, Vera Maria Nigro de Souza. Mapear os conhecimentos prévios e as necessidades formativas dos professores: uma especificidade do trabalho das coordenadoras pedagógicas. In: ALMEIDA, Laurinda Ramalho; PLACCO, Vera Maria Nigro de Souza. O coordenador pedagógico e seus percursos formativos. São Paulo: Loyola, 2018.

PÉREZ-GÓMEZ, Alberto. A cultura escolar na sociedade neoliberal. Porto Alegre: Artmed, 2001.

PLACCO, Vera Maria Nigro de Souza; SOUZA, Vera Lúcia Trevisan. O trabalho do coordenador pedagógico na visão de professores e diretores: contribuições à compreensão de sua identidade professional. In: PLACCO, Vera Maria Nigro de Souza; ALMEIDA, Laurinda Ramalho de (org.). O coordenador pedagógico: provocações e possibilidades de atuação. São Paulo: Loyola, 2012, p. 9-20.

PRÍNCEPE, Lisandra M.; ANDRÉ, Marli. Condições de trabalho na fase de indução profissional dos professores. Currículo sem Fronteiras, Porto Alegre (UFRGS), v. 19, p. 60-80, 2019.

PRÍNCEPE, Lisandra; PEREIRA, Rodnei; RIGOLON, Walkiria de Oliveira. Formação de Formadores em tempos (extra) ordinários: uma pesquisa em coprodução. Relatório de Pesquisa Pós-Doutorado (Programa de Pós-Graduação em Educação: Formação de Formadores) - PUC-SP, São Paulo, 2022.

THIOLLENT, Michel. Metodologia da Pesquisa-ação. São Paulo: Cortez, 2011.

VEZUB, Lea; ALLIAUD, Andrea. El acompañamiento pedagógico como estrategia de apoyo e desarrollo profesional de los docentes noveles. ANEP, CFE, OEI, 2012. Disponível em: https://oei.int/oficinas/uruguay/publicaciones/el-acompanamiento-pedagogico-como-estrategia-de-apoyo-y-desarrollo-profesional-de-los-docentes-noveles-ano-2012. Acesso em: 20 jun. 2022.

WONG, Harry K. Programas de indução que mantêm os novos professores ensinando e melhorando. Revista Eletrônica de Educação, São Carlos (UFSCar), v. 14, jan.-dez. 2020.

Publicado

31-05-2024

Como Citar

PASSOS, L. F.; ALMEIDA, P. A. de; REIS, A. T.; GOMBOEFF, A. L. M. Coordenadores Pedagógicos: reflexões e práticas de apoio e de acolhimento ao docente iniciante . Revista Eletrônica de Educação, [S. l.], v. 18, p. e6453014, 2024. DOI: 10.14244/198271996453. Disponível em: https://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/view/6453. Acesso em: 14 jun. 2024.

Edição

Seção

Dossiê Concepções, Políticas e Práticas de Indução Docente
##plugins.generic.dates.received## 2023-05-10
##plugins.generic.dates.accepted## 2023-09-14
##plugins.generic.dates.published## 2024-05-31

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)