Ensino de metodologia da pesquisa científica em um curso de Medicina em Roraima

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14244/198271993950

Palavras-chave:

Metodologia, Pesquisa, Aprendizagem, Educação, Ensino.

Resumo

Um dos primeiros contatos dos estudantes de graduação com a pesquisa se dá por meio de disciplinas que objetivam o ensino da metodologia do trabalho científico. Assim, este trabalho traz como objetivo relatar uma exitosa experiência no campo da docência superior relacionado ao ensino de metodologia do trabalho científico em um recém-criado curso de Medicina. Realizou-se a mudança estrutural das ementas das disciplinas de metodologia do trabalho científico a fim de aliar a teoria com a prática para o desenvolvimento de pesquisas de modo precoce na graduação. Nesse sentido, foi possível que ao longo do primeiro ano do curso de Medicina os acadêmicos pudessem aprender as bases da metodologia do trabalho científico com a prática de escrita de projetos de pesquisa durante o primeiro semestre e o desenvolvimento da pesquisa no segundo semestre com coleta de dados e sua análise. Conseguiu-se sólida formação básica em pesquisa e treinamento preparatório voltado para o trabalho de conclusão de curso. Ademais, houve significativo interesse por parte dos estudantes para a publicação dos resultados das pesquisas, resultando já em três artigos publicados. Assim, conclui-se esse relato com a certeza que a metodologia aqui descrita usada para o ensino dessa disciplina no curso de Medicina obteve êxito, com repercussões e resultados positivos para o desenvolvimento, incentivo e formação em pesquisa e que pode ser considerada a replicação dessa abordagem em outros cursos e instituições de ensino superior.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Loeste de Arruda-Barbosa , Universidade Estadual de Roraima (UERR)

Prof. Dr. Nível I do Curso de Medicina da Universidade Estadual de Roraima.

Referências

AAMC. Association of American Medical Colleges. Research in Medical Education A Primer for Medical Students. Frist edition. 2015. Disponível em: https://www.aamc.org/download/429856/data/mededresearchprimer.pdf. Acesso em: 21 dez. 2022.

ANASTASIOU, Léa das Graças Camargos. Metodologia de ensino: primeiras aproximações. Educar em Revista, n. 13, p. 93-100, 1997.

ARRUDA-BARBOSA, Loeste de; SALES, Márcia Cristina; SOUZA, Iara Leão Luna de; GONDIM-SALES, Alberone Ferreira; SILVA, Gabiane Crisóstomo Nascimento da; LIMA-JÚNIOR, Mário Maciel de. Extensão como ferramenta de aproximação da universidade com o ensino médio. Cadernos de Pesquisa, v. 49, n. 174, p. 316-327, out./dez. 2019.

CAMOZZATO, Viviane Castro; COSTA, Marisa Vorraber. A educação permanente e as impermanências na educação. Educar em Revista, p. 153-169, 2017.

CARNO, Hermano; FERREIRA, Manuela Malheiro. Metodologia da Investigação. Guia para Auto-Aprendizagem. Universidade Aberta de Portugal. 2º Edição. 2008.

CHIARINI, Tulio; VIEIRA, Karina Pereira. Universidades como produtoras de conhecimento para o desenvolvimento econômico: sistema superior de ensino e as políticas de CT&I. Revista Brasileira de Economia, v. 66, n. 1, p. 117-132, 2012.

LINHARES, Bianca de Freitas. O ensino de metodologia de pesquisa na visão de alunos de Ciências Sociais e de Ciência Política. Revista Espaço Pedagógico, v. 21, n. 1, 2014.

GALE, Nicola K et al. Using the framework method for the analysis of qualitative data in multi-disciplinary health research. BMC medical research methodology, v. 13, n. 1, p. 117, 2013.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. Ediitora Atlas SA, 2008.

HÖFLER, Michael et al. Writing a discussion section: how to integrate substantive and statistical expertise. BMC medical research methodology, v. 18, n. 1, p. 34, 2018.

MARQUES, Maria Inez Barboza. Produção e apresentação escrita do conhecimento na graduação. Revista Terra & Cultura: Cadernos de Ensino e Pesquisa, v. 24, n. 46, p. 65-74, 2018.

NOGUERA-RAMÍREZ, Carlos Ernesto; MARÍN-DÍAZ, Dora Lilia. Saberes, normas y sujetos: cuestiones sobre la práctica pedagógica. Educar em Revista, v. 33, n. 66, p. 37-56, 2017.

OLIVEIRA, Gloria Pereira. As atividades acadêmicas e a formação para pesquisa: o trabalho de conclusão de curso. Momentum, v. 1, n. 4, p. 123-142, 2017.

PINHEIRO, Maria das Neves Magalhães; OLIVEIRA, S. K. S.; ARAÚJO, Maria do Socorro Melo. Vivências do projeto UERR Rondon: uma proposta de extensão universitária. Revist Participação, v. 23, p. 69-76, 2013.

PRODANOV, Cleber Cristiano; DE FREITAS, Ernani Cesar. Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico-2ª Edição. Editora Feevale, 2013.

SANTANA, Julie Stefany Silva et al. Prova: um momento privilegiado de estudo, não um acerto de contas. Cadernos de Graduação. Ciências Humanas e Sociais, v. 3, n.2, p. 307-312. Março. 2016. Disponível em: file:///C:/Users/Samsung/Downloads/2421-9540-1-PB%20(4).pdf. Acesso em: 21 dez. 2022.

TENÓRIO, Maria do Patrocínio; BERALDI, Gabriel. Iniciação científica no Brasil e nos cursos de medicina. Revista da Associação Médica Brasileira, v. 56, n. 4, p. 390-393, 2010.

VIEIRA, Américo Augusto Nogueira et al. Metodologia Científica no Brasil: ensino e interdisciplinaridade. Educação & Realidade, v. 42, n. 1, p. 237-260, 2017.

VOLPATO, Gilson Luiz. O método lógico para redação científica. Revista Eletrônica de Comunicação, Informação e Inovação em Saúde, v. 9, n. 1, 2015.

Downloads

Publicado

29-12-2022

Como Citar

ARRUDA-BARBOSA , L. de . Ensino de metodologia da pesquisa científica em um curso de Medicina em Roraima. Revista Eletrônica de Educação, [S. l.], v. 16, p. e3950023, 2022. DOI: 10.14244/198271993950. Disponível em: https://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/view/3950. Acesso em: 24 jul. 2024.

Edição

Seção

Relatos de Experiência
##plugins.generic.dates.received## 2020-01-28
##plugins.generic.dates.accepted## 2021-08-25
##plugins.generic.dates.published## 2022-12-29