Políticas Educacionais e Proesde: Uma experiência de formação docente no Estado de Santa Catarina

Autores

  • Mirele Corrêa Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP
  • Jessiel Odilon Junglos Universidade Regional de Blumenau - FURB
  • Gicele Maria Cervi Universidade Regional de Blumenau - FURB

DOI:

https://doi.org/10.14244/198271993924

Palavras-chave:

BNCC, Currículo, Formação docente, Políticas educacionais.

Resumo

O texto propõe relatar uma experiência de formação docente junto ao Proesde/Licenciatura (Programa de Educação Superior para o Desenvolvimento Regional do Estado de Santa Catarina), vinculado à Universidade Regional de Blumenau – FURB. No ano 2018, tal programa buscou qualificar os estudantes de licenciatura para atuarem frente à BNCC (Base Nacional Comum Curricular), configurada como sendo uma política pública de padronização do currículo nacional. Dentro do programa previsto de formação, foi proporcionado um encontro que percorresse outros fluxos do até então instituído e discursado sobre a BNCC, problematizando o currículo através do viés epistemológico pós-crítico, que o interpreta como sendo um campo de disputas pela significação do que vem a ser currículo e como ele deve operar na instituição escolar. Essa perspectiva entende que as decisões políticas são determinadas por discursos de verdade que cristalizam normas comuns e totalitárias que merecem ser questionadas, fazendo emergir os antagonismos daquilo que foi sedimentado em decorrência de uma escolha/ato de poder. Assim, a BNCC coloca em dúvida sua própria legitimidade no contexto social-político-econômico atual. Objetivou-se nesse encontro de formação discutir, junto aos licenciandos, através de textos e vídeos, as contingências e os fluxos da BNCC, defendendo a ideia de uma política curricular sem fundamentos para poder, a partir daí, pensar possibilidades de currículos-outros, menos hegemônicos, normatizados, desiguais, excludentes, assistidos pela ideia de educação menor. O resultado proveniente de tal discussão cristalizou-se na atividade de escrita e reescrita de uma nuvem de palavras ao longo da formação, na qual a Base passou de um conjunto de afirmações para um conjunto de incertezas e interrogações.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Mirele Corrêa, Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP

Doutoranda em Educação pela Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP. Graduada em Pedagogia pela Universidade Regional de Blumenau - FURB (2012). Mestre em Educação pela Universidade Regional de Blumenau - FURB (2017). Integrante do Grupo de Pesquisa Políticas de Educação na Contemporaneidade, da Linha de Pesquisa "Educação, Cultura e Dinâmicas Sociais" (FURB) e do Grupo PHALA - Educação, Linguagem e Práticas Socioculturais, da Linha de Pesquisa "Filosofias da Diferença" (UNICAMP). Pesquisa a produção de subjetividades na escola contemporânea, com foco nas políticas de currículo neoliberais e a produção de violências a partir de uma perspectiva pós-crítica.

Jessiel Odilon Junglos, Universidade Regional de Blumenau - FURB

Mestre em Educação e graduado em Pedagogia pela Universidade Regional de Blumenau (FURB). Integrante do Grupo de Pesquisa Políticas de Educação na Contemporaneidade (FURB). Foi professor na Prefeitura Municipal de Blumenau e na Secretaria de Estado da Educação de Santa Catarina. Foi bolsista do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID) e do Programa de Iniciação Científica (PIBIC/FURB). Atualmente é Supervisor de Disciplina no Centro Universitário Leonardo da Vinci - UNIASSELVI

Gicele Maria Cervi, Universidade Regional de Blumenau - FURB

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade do Vale do Itajaí (1988), Mestrado em Educação pela Universidade Regional de Blumenau - FURB (1998) e Doutorado em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC-SP (2010). Atualmente é professora do quadro da Universidade Regional de Blumenau. Professora do Mestrado em Educação - PPGE-FURB. Coordenadora do Grupo de Pesquisa Políticas de Educação na Contemporaneidade. Tem experiência na área de Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: escola, currículo, formação e gestão. Coordenadora Institucional do PIBID-FURB de 2011 até 2018.Vice-Presidente do ForPibid Gestão 2014-2016. Vice Coordenadora do Forum-Sul (09/18 - 03/2019) -Coordenadora do Programa Pós-Graduação em Educação da FURB 2017-2019.

Referências

A LINGUA das mariposas (La lengua de las mariposas, original). Direção: José Luis Cuerda. Elenco: Manuel Lozano, Fernando Fernán Gómez, Uxía Blanco, outros. Roteiro: José Luis Cuerda, Manuel Rivas, Rafael Azcona. Produção: Canal+ España. Espanha, 1999 (drama, 96 min).

AGUIAR, Marcia Angela da S.; DOURADO, Luiz Fernandes. (orgs.). A BNCC na contramão do PNE 2014-2014: avaliação e perspectivas. [Livro Eletrônico]. – Recife: ANPAE, 2018.

APPLE, Michael W. Reestruturação Educativa e Curricular e as Agendas Neoliberal e Neoconservadora: Entrevista com Michael Apple. Currículo sem Fronteiras, v.1, n.1, pp.5-33, jan./jun. 2001.

BRASIL. LEI Nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União: Brasília, 1996; 175º da Independência e 108º da República.

DELEUZE, Gilles. Conversações. Tradução de Peter Pál Pelbart. São Paulo: Editora 34, 2013.

DELEUZE, Gilles; GUATARRI, Félix. Kafka: por uma literatura menor. Tradução Cintia Vieira da Silva. Belo Horizonte: Editora Autêntica, 2015.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e Punir: Nascimento da Prisão; tradução de Raquel Ramalhete. 38. Ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2010.

GALLO, Sílvio. Deleuze & a Educação. 3. ed. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2013.

LOPES, Alice Casemiro. Por um currículo sem fundamentos. Linhas Críticas, v. 21, n. 45, 2015.

NEGRI, Antoni. Exílio. São Paulo: Iluminuras, 2001.

QUINTANA, Mario. Caderno H. Rio de Janeiro: Objetiva, 2013.

SILVA, Tomaz Tadeu da. Documentos de identidade: uma introdução as teorias de currículo. 3 ed. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2013.

TODESCHINI, Raquel Terezinha. (org.). BNCC da Educação Infantil e Ensino Fundamental segundo a análise dos profissionais da educação pública de Santa Catarina. UNIEDU: Programa de Bolsas Universitárias de Santa Catarina. Estado de Santa Catarina, Secretaria de Estado da Educação, Diretoria de Políticas e Planejamento Educacional, 2018.

VARELA, Julia; ALVAREZ-URÍA, Fernando. A Maquinaria escolar. Teoria & Educação. São Paulo, n. 6, p.68-96, 1992.

'9"01 September 11. Filme composto de 11 curtas-metragens. Direção e Roteiro: Youssef Chahine, Amos Gitaï, Alejandro González Iñárritu, Shohei Imamura, Claude Lelouch, Ken Loach, Samira Makhmalbaf, Mira Nair, Idrissa Ouedraogo, Sean Penn, Danis Tanovic. Produção: Alain Brigand. França, Estados Unidos, México, Irã, outros, 2002 (drama, 134 min).

Downloads

Publicado

09-09-2020

Como Citar

CORRÊA, M.; JUNGLOS, J. O.; CERVI, G. M. Políticas Educacionais e Proesde: Uma experiência de formação docente no Estado de Santa Catarina. Revista Eletrônica de Educação, [S. l.], v. 14, p. e3924129, 2020. DOI: 10.14244/198271993924. Disponível em: https://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/view/3924. Acesso em: 24 jun. 2024.

Edição

Seção

Relatos de Experiência
##plugins.generic.dates.received## 2020-01-14
##plugins.generic.dates.accepted## 2020-08-25
##plugins.generic.dates.published## 2020-09-09