Cultura da leitura e escrita em práticas mídia-educativas nas escolas municipais do Rio de Janeiro

Autores

  • Patrícia Teixeira de Sá
  • Mirna Juliana Santos Fonseca
  • Carla Silva Machado

DOI:

https://doi.org/10.14244/198271993830

Palavras-chave:

Práticas mídia-educativas, Cultura do impresso, Educação básica, Políticas públicas.

Resumo

Em 2015, a Gerência de Mídia e Educação/SME-RJ, o Instituto Desiderata e o Grupo de Pesquisa em Educação e Mídia da PUC-Rio realizaram uma pesquisa quantitativa sobre práticas mídia-educativas, que contou com participação de 911 escolas da rede municipal e apontou a baixa recorrência de produção de mídias digitais e audiovisuais nas escolas. Alguns números dos questionários respondidos chamam a atenção: 90,6% das escolas assinalaram “assistir a filmes/vídeos” com frequência, enquanto 53,7% apontaram nunca ter produzido vídeos com os alunos. Os resultados indicam estar consolidadas nessas escolas práticas mídia-educativas que têm por base a produção de materiais ligados à cultura da leitura e escrita, como livros, fanzines e jornais. A partir desses dados, este artigo tem por objetivo estruturar argumentos para a compreensão desse cenário, com foco na análise comparativa entre políticas públicas de promoção da leitura e de práticas mídia-educativas, a fim de levantar questões sobre o papel das mídias digitais na cultura escolar, levando em conta que os estudantes atuam nas redes virtuais, compartilhando opiniões e produzindo conteúdos. Cultura escolar, mídia-educação, literacia digital são os conceitos que permitem o adensamento do debate sobre esse tema. A pesquisa conclui que as práticas mídia-educativas latentes no cotidiano dessas escolas ocorrem por meio de ações isoladas de professores e coletivos, e argumenta sobre a necessidade de uma articulação institucional sistematizada e prolongada para que a aprendizagem escolar se enriqueça com o potencial representado pelo uso das mídias digitais e audiovisuais na contemporaneidade.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

CHARTIER, R. A aventura do livro: do leitor ao navegador. São Paulo: Ed. Unesp, 1999.

DUARTE, R. et al. Pesquisa projetos de mídia-educação nas escolas da rede pública municipal do Rio de Janeiro e aprendizagem escolar: 2015/2016. Relatório. Rio de Janeiro: Instituto Desiderata, 2016. Disponível em: http://www.grupem.pro.br/2016/12/22/projetos-de-midia-educacao-nas-escolas-da-rede-publica-municipal-do-rio-de-janeiro-e-aprendizagem-escolar/. Acesso em: 12 ago. 2018.

GUTIÉRREZ, A.; TYNER, K. Educación para los medios, alfabetización mediática y competencia digital. Comunicar, n. 38, p. 31-39, 2012.

JENKINS, H. Cultura da convergência. São Paulo, Aleph, 2009.

LIVINGSTONE, S. Internet literacy: a negociação dos jovens com as novas oportunidades on-line. Matrizes, São Paulo, n. 2, p. 11-42, jan./jun. 2011.

MARTÍN-BARBERO, J. Novos regimes de visualidade e descentramentos culturais. In: FILÉ, V. Batuques, fragmentações e fluxos: zapeando pela linguagem audiovisual escolar. Rio de Janeiro: DP&A, 2000.

MARTÍN-BARBERO, J. Tecnicidades, identidades, alteridades: mudanças e opacidades da comunicação no novo século. In: MORAES, D. (Org.). Sociedade midiatizada. Rio de Janeiro: Mauad, 2006.

MAUÉS, Flamarion. A exclusão da leitura. Revista Teoria e Debate. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, n. 50, fev./mar./abr. 2002.

RODRIGUES, Maria Antonieta Sampaio. A literatura na formação cultural: a literatura como mediadora. 2013. Dissertação (Mestrado em Letras) – Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2013.

ROJO, R. Letramentos múltiplos, escola e inclusão social. São Paulo: Parábola Editorial, 2009.

STREET, B. Letramentos sociais: abordagens críticas do letramento no desenvolvimento, na etnografia e na educação. São Paulo: Parábola Editorial, 2014.

TAVARES, M.; DUARTE, R.; JORDÃO, C. Prática mídia-educativa de análise de produtos e conteúdos midiáticos nas escolas da Prefeitura do Rio de Janeiro. Revista Educação e Cultura Contemporânea, v. 13, n. 31, p. 323-349, ago. 2016.

TAYIE, S.; PATHAK-SHELAT, M.; HIRSJARVI, I. La interacción de los jóvenes con los medios en Egipto, India, Finlandia, Argentina y Kenia. Comunicar, n. 39, p. 53-63, 2012.

WEIERS, Daniela Piergili. Políticas Públicas de Fomento à Leitura: política nacional, agenda governamental e práticas locais, 2011. Dissertação (Mestrado) – Escola de Administração de Empresas de São Paulo, São Paulo, 2011.

Downloads

Publicado

15-01-2020

Como Citar

SÁ, P. T. de; FONSECA, M. J. S.; MACHADO, C. S. Cultura da leitura e escrita em práticas mídia-educativas nas escolas municipais do Rio de Janeiro . Revista Eletrônica de Educação, [S. l.], v. 14, p. e3830003, 2020. DOI: 10.14244/198271993830. Disponível em: https://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/view/3830. Acesso em: 24 jun. 2024.

Edição

Seção

Dossiê Educação e Mídias Digitais
##plugins.generic.dates.received## 2019-11-10
##plugins.generic.dates.accepted## 2019-11-10
##plugins.generic.dates.published## 2020-01-15