Teoria histórico-cultural e suas contribuições para o ensino de artes visuais

Autores

  • Ana Rita da Silva Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de Goiás
  • Beatriz Aparecida Zanatta Pontifícia Universidade Catolica de Goias

DOI:

https://doi.org/10.14244/198271993500

Palavras-chave:

Teoria Histórico-Cultural, Ensino de arte, Desenvolvimento psicológico.

Resumo

O conteúdo deste artigo decorre de uma pesquisa de mestrado em Educação, que teve como objeto de investigação a organização do ensino de arte na perspectiva histórico-cultural para a formação da capacidade de leitura estética dos estudantes do ensino fundamental. O objetivo do artigo é apresentar alguns conceitos básicos da teoria histórico-cultural que explicam a formação e o desenvolvimento das funções psicológicas do ser humano, dando ênfase ao papel das relações sociais e das mediações culturais nas interações de ensino-aprendizagem, especificamente em arte. Parte-se da premissa que a arte ocupa lugar de relevância no desenvolvimento humano por proporcionar a mediação com as formas superiores de pensamento e sensibilidade, impulsionando o desenvolvimento da personalidade. A capacidade de metaforizar o mundo amplia a percepção para além da aparência dos objetos e instiga a imaginação a construir novas formas e modos de ver o mundo. Nesta perspectiva, a metodologia adotada neste trabalho foi a pesquisa bibliográfica com foco na teoria histórico-cultural, discutindo as suas contribuições para a organização do processo de ensino-aprendizagem de artes visuais. As conclusões do trabalho apontam para a pertinência da teoria histórico-cultural para o ensino da arte, no sentido de ajudar a compreender como os elementos simbólicos, historicamente produzidos, impulsionam o desenvolvimento psicológico integral dos estudantes.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Ana Rita da Silva, Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de Goiás

 

Professora de Artes Visuais do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás, atuando na educação básica. Faz parte do Núcleo de Estudos e Pesquisas Transdisciplinares do IFG Campus Cidade de Goiás.

Beatriz Aparecida Zanatta, Pontifícia Universidade Catolica de Goias

Professora efetiva da Pontifícia Universidade Católica de Goiás -. Escola de Formação de Professores e Humanidades: Núcleo de Formação Básica em Geografia. Professora da Graduação - Licenciaturas e no Programa de Pós-Graduação stricto sensu em Educação (Mestrado e Doutorado). Linha de Pesquisa: Teorias da Educação e Processos Pedagógicos. Doutora em Educação pela UNESP/Campus Marília, SP.

Referências

DAVYDOV, V.V. Problemas do ensino desenvolvimental: a experiência da pesquisa teórica e experimental na Psicologia. In: DAVÍDOV, V. V. La enseñanza escolar y el desarrollo psíquico. Revista Soviet Education, Moscú Vol XXX, N° 8, 273 p., August/1988.

DAVYDOV. V. Uma nova abordagem para a interpretação da estrutura e do conteúdo da atividade. Tradução de José Carlos Libâneo a partir do texto: “A new approach to the interpretation of activity structure an content”. In: Hedegard, Mariane e Jensen Uffe Juul. Activity theory and social practice: cultural-historical approaches. Aarhus (Dinamarca), Aarthus University Press, 2009.

FICHTNER, B. Introdução na abordagem histórico-cultural de Vygotsky e seus Colaboradores. Apostila para curso ministrado para o Programa de Pós-Graduação em Educação da Pontifícia Universidade Católica de Goiás. 2010. 102 p.

FITTIPALDI, C. B. Conceitos centrais de Vygostky: Implicações pedagógicas. Revista Educação, I(2), 2006. p. 50-54.

FREITAS, R. A. M. da Madeira. Pesquisa em Didática: o experimento didático formativo. In: ENCONTRO DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO DA ANPED CENTRO-OESTE: DESAFIOS DA PRODUÇÃO E DIVULGAÇÃO DO CONHECIMENTO, 10., 2010, Uberlândia. Anais... Uberlândia, 2010. P. 1-11.

LIMA, M. G. A psicologia da arte e os fundamentos da teoria histórico-cultural do desenvolvimento humano. Revista Interações, Vol. 5, n. 9, pp. 73-81 jan/jun 2000.

OLIVEIRA, M. K. Vygotsky, aprendizado e desenvolvimento: um processo sócio-histórico. São Paulo: Scipione, 1998. 111 p.

PRESTES, Zoia Ribeiro. Quando não é quase a mesma coisa: análise de traduções de Lev Seminovitch Vigotsky no Brasil - repercussões no campo educacional. 2010. 295 f. (Doutorado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade de Brasília, 2010.

ROSA, E. Z.; ADRIANI, A. G. Psicologia sócio-histórica: uma tentativa de sistematização epistemológica e metodológica. In: KAHHALE, Edna M. Peters (Org.). A diversidade da pedagogia. 2. Ed. São Paulo: Cortez, 2006.

SCHLICHTA, C. A. B. D. Ensino da arte, formação dos sentidos e leitura da imagem: reflexões sobre o que parece explicado. In: 18º ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PESQUISADORES EM ARTES PLÁSTICAS TRANSVERSALIDADES NAS ARTES VISUAIS. Anais... pp. 3212-3225, Salvador, set/2009.

SMOLKA, A. L. Comentários. VYGOTSKI, L. S. Imaginação e criação na infância: ensaio psicológico. Tradução Zóia Prestes. São Paulo-SP: Ática, 2010. 120 p.

SILVA, F. G. da S. Conceitos de Vigotski no Brasil: produção divulgada nos cadernos de pesquisa. Cadernos de Pesquisa, v. 34, n. 123, p. 633-661, set./dez. 2004.

VIGOTSKI. L. S. A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 1984. 191 p.

VIGOTSKI, L. S. A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 1991, 168 p.

VIGOTSKI. L. S. Pensamento e linguagem. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1989. 520 p.

VIGOTSKI, L. S. Psicología del arte. Traducción: Carles Roche. Barcelona. Paidós, 2006. 364 p.

VIGOTSKI. L. S. Pensamiento y habla. Trad. Alejandro Ariel González. Buenos Aires: Colihue, 2007. 672 p.

VIGOTSKI. L. S. Imaginação e criação na infância: ensaio psicológico: livro para professores/Lev Semionovich Vigotski; apresentação e comentários Ana Luiza Smolka; tradução Zoia Prestes. São Paulo: Ática, 2010.120 p.

Downloads

Publicado

03-03-2020

Como Citar

SILVA, A. R. da; ZANATTA, B. A. Teoria histórico-cultural e suas contribuições para o ensino de artes visuais. Revista Eletrônica de Educação, [S. l.], v. 14, p. e3500063, 2020. DOI: 10.14244/198271993500. Disponível em: https://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/view/3500. Acesso em: 25 jun. 2024.

Edição

Seção

Demanda Contínua - Artigos
##plugins.generic.dates.received## 2019-06-13
##plugins.generic.dates.accepted## 2019-11-20
##plugins.generic.dates.published## 2020-03-03