Curso “inducente”: efetivando e analisando um projeto de indução profissional docente no Rio de Janeiro/Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14244/198271996429

Palavras-chave:

Indução profissional docente, Formação de professores, Professores iniciantes.

Resumo

O objetivo do projeto de pesquisa-ação, ensino e extensão, relatado no artigo, foi apoiar o docente iniciante, egresso dos cursos de Pedagogia da UFF-INFES e da UFRRJ/IE, levantando as dificuldades e as soluções da prática pedagógica desse professor, bem como implementar e analisar estratégias de indução profissional do docente recém-formado pelo curso piloto “Inducente”, proposto para promover o diálogo entre universidade e escola. A metodologia adotada baseia-se em pressupostos qualitativos e narrativos, com ênfase na importância da pesquisa ligada à praxis, ou seja, na pesquisa-ação- os dados são devolvidos à comunidade estudada para possíveis intervenções. Participaram do programa 6 egressos do curso de Pedagogia da UFF/INFES e da UFRRJ/IE, docentes iniciantes dos anos iniciais do ensino fundamental e da educação infantil (menos de 5 anos de docência) no ensino público da região, bem como 6 mentores das escolas básicas nas quais os egressos trabalham (escolhidos pelo seu reconhecimento no trabalho desempenhado). Efetuamos o levantamento dos dados dos egressos por meio de questionário; os selecionados foram entrevistados, assim como seus mentores. O curso foi iniciado, as temáticas foram escolhidas e debatidas em cada encontro; por fim, foram efetuadas a avaliação e a autoavaliação. Concluímos que esse curso funcionou como apoio aos professores iniciantes, pois permitiu maior reflexão e melhor atuação profissional, bem como a diminuição do ‘choque de realidade’, da desmotivação e do abandono docente.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Amanda Oliveira Rabelo, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ)

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (2000), mestrado em Memória Social pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (2004), doutorado em Ciências da Educação pela Universidade de Aveiro (2009), pós-doutorado em Ciências da Educação pela Universidade de Coimbra (2012), pós-doutorado em Educação pelo PPGE-UFRJ (2018). É professora Associada da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), professora do PPGEDUC/UFRRJ. Foi professora da Universidade Federal Fluminense, onde coordenou a elaboração e o envio da proposta do Mestrado de Ensino para a Capes, aprovada em dezembro de 2014, coordenando o curso de Mestrado em Ensino de 2015 a 2017, lecionando disciplinas e orientando discentes. Tem experiência na área de Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: indução profissional docente, formação de professores dos anos iniciais e educação infantil, prática pedagógica, estágio docente, escolha profissional, e memória. Foi premiada em 2016 e 2020 como "Jovem Cientista do Nosso Estado" pela Faperj.

Referências

ALVES, Francisco. O encontro com a realidade docente: estudo exploratório (Auto)biográfico. Tese (Doutoramento em Ciências da Educação), Universidade de Lisboa, Lisboa, 1997.

ANDRÉ, Marli. Políticas e programas de apoio aos professores iniciantes no Brasil. Cadernos De Pesquisa, v. 42, n. 145, p. 112-129, jan./abr. 2012. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/cp/v42n145/08.pdf. Acesso em: 20 nov. 2017.

CARDOSO, Nelson; FERREIRA, Fernando. A problemática da indução profissional no ensino: o estado da arte em Portugal. A Tutoria e Mediação em Educação: Novos Desafios à Investigação Educacional. XVI Colóquio AFIRSE/AIPELF, Lisboa, 2008.

COCHRAN-SMITH, Marilyn. A Tale of Two Teachers: Learning to Teach Over Time, Kappa Delta Pi Record, v. 48, n. 3, p. 108-122, 2012. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/00228958.2012.707501. Acesso em: 20 nov. 2017.

COCHRAN-SMITH, Marilyn et al. (2012) A Longitudinal Study of Teaching Practice and Early Career Decisions: A Cautionary Tale. American Educational Research Journal, v. 49, n. 5, p. 844–880, October, 2012.

CORRÊA, Priscila; PORTELLA, Vanessa. As pesquisas sobre professores iniciantes no Brasil: Uma revisão. Olhar de Professor, Ponta Grossa, v. 15, n. 2, p. 223-236, 2012.

CRUZ, Manuel et al. (1988) A situação do professor em Portugal. Análise Social, XXIV n. 103-104, p. 1187-1293, 1989.

DEMO, Pedro. Metodologia do conhecimento científico. São Paulo: Atlas, 2000.

ESTEVE, José. O mal-estar docente. Lisboa: Escher, 1992.

ESTRELA, Albano. Teoria e Prática de Observação de Classes. Porto: Porto Editora, 1994.

EURYDICE. Temas clave de la educación en la Europa, v. 3, Formación inicial y transición a la vida laboral. Eurydice: Bruxelas, 2002.

FEIMAN-NEMSER, Sharon. Helping novices learn to teach lessons from an exemplary support teacher. Journal of Teacher Education, v. 52, n. 1, p. 17-30, January/February, 2001.

GODOY, Arilda; CUNHA, Maria Alexandra. Ensino em pequenos grupos. In: MOREIRA, Daniel (Org.) Didática do Ensino Superior: técnicas e tendências. São Paulo: Pioneira, 1997.

HAYDT, Regina Célia. Curso de didática geral. São Paulo: Ática, 2011.

HUBERMAN, Michael. O ciclo de vida profissional dos professores. In: NÓVOA, António (Org.). Vidas de professores. 2. ed. Porto: Porto, 2000, p. 31-61.

LAPO, Flavinês; BUENO, Belmira. Professores, desencanto com a profissão e abandono do magistério. Cad. Pesqui. n. 118, p. 65-88, Mar, 2003.

LIMA, Debora N.; RABELO, Amanda Oliveira. Ser “mentor”: um estudo sobre as contribuições de professores experientes ao desenvolvimento de professores iniciantes. In: Carlos Marcelo; Ana Maria Monteiro; Amanda Oliveira Rabelo; Paula Marcelo-Martínez; Maria Amélia Gomes de Souza Reis. (Org.). Programas de apoio e indução ao professor iniciante. 1ed. São Paulo: Anna Blume, 2022, v. 1, p. 77-102.

LIMA, Emília. A construção do início da docência: reflexões a partir de pesquisas brasileiras. Revista do Centro de Educação, Universidade Federal de Santa Maria, v. 29 n. 2, 2004.

MARCELO, Carlos. Estudio sobre estratégias de inserción profesional en Europa. Revista Iberoamericana de Educación, 19, enero-abril. 1999. Disponível em: http://www.rieoei.org/oeivirt/rie19a03.htm. Acesso em: 05 jun. 2017.

MARCELO, Carlos. Formação de Professores. Porto: Porto editora, 2013.

MARCELO, Carlos; GALLEGO-DOMÍNGUEZ, Carmem; MARCELO-MARTÍNEZ, Paula; MURILLO, Paulino. Mentoría para la inducción del profesorado principiante en la República Dominicana. El programa INDUCTIO. In: FLORES, Maria Assunção; CARVALHO, Maria de Lurdes; SILVA, Carlos. Formação e aprendizagem profissional de professores: contextos e experiências. Porto: De Facto Editores, 2016.

MOITA, Filomena Maria; ANDRADE, Fernando Cesar. (2009) Ensino-pesquisa-extensão: um exercício de indissociabilidade na pós-graduação. Rev. Bras. Educ., v. 14, v. 41, p. 269-280, ago., 2009.

MIZUKAMI, Maria da Graça; REALI, Aline. Aprender a Ser Mentora: um estudo sobre reflexões de professoras experientes e seu desenvolvimento profissional. Currículo sem fronteiras, n. 1, p. 113-133, 2019.

NÉRICI, Imídeo. Didática do Ensino Superior. São Paulo: IBRASA, 1993.

NONO, Maévi Anabel; MIZUKAMI, Maria da Graça Nicoletti. Processos de formação de professoras iniciantes. R. bras. Est. pedag., v. 87, n. 217, p. 382-400, set./dez. 2006.

NÓVOA, António. Firmar a posição como professor, afirmar a profissão docente. Cad. Pesqui., v. 47, n. 166, p. 1106-1133, 2017.

ORGANIZAÇÃO PARA A COOPERAÇÃO E DESENVOLVIMENTO (OCDE). Professores são importantes: atraindo, desenvolvendo e retendo professores eficazes. São Paulo: Editora Moderna, 2006.

PAPI, Silmara; MARTINS, Pura Lúcia. O Desenvolvimento Profissional de professores iniciantes e as pesquisas iniciantes. VIII EDUCERE e o III CIAVE. PUC-PR, 2008.

PAPI, Silmara; MARTINS, Pura Lúcia. Professoras Iniciantes e o Trabalho Coletivo em Reuniões Pedagógicas. Currículo sem fronteiras, v. 19, n. 1, p. 39-59, 2019.

PIERI, Glacieli. Experiências de ensino e aprendizagem: estratégia para a formação online de professores iniciantes no programa de mentoria da UFSCAR. Dissertação (Mestrado). Universidade Federal de São Carlos, 2010.

PIRES, Giovana, MOGARRO, Maria João. Formação contínua de professores: Brasil e Portugal. JRSEN, v. 16, n. 1, p. 510–514, 2016.

POLADIAN, Marina. Estudo sobre o Programa de Residência Pedagógica da UNIFESP: uma aproximação entre Universidade e Escola na formação de professores. 130 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2014.

PRÍNCEPE, Lisandra, ANDRÉ, Marli. Condições de Trabalho na Fase de Indução Profissional dos Professores. Currículo sem fronteiras, v. 19, n. 1, p. 60-80, 2019.

RABELO, Amanda Oliveira. Análise comparada da indução profissional como apoio ao docente iniciante. Currículo sem fronteiras, n. 1, 2019.

RABELO, Amanda Oliveira. Estado da arte sobre estágio supervisionado docente nos anos iniciais e na educação infantil. Momento (Rio Grande), v. 29, p. 249-270, 2020.

RABELO, Amanda Oliveira. Formação docente em gênero e sexualidade: entre semelhanças e diferenças luso-brasileiras. In: RABELO, Amanda Oliveira; PEREIRA, Graziela R.; REIS, Maria Amélia G. S. (Org.). Formação docente em gênero e sexualidade: entrelaçando teorias, políticas e práticas. 1ed.Petrópolis: De Petrus et al., 2013, v. 1, p. 15-64.

RABELO, Amanda Oliveira. Professores homens nas séries iniciais: escolha profissional e mal-estar docente. Educação e Realidade, v. 35, p. 279-298, 2010.

RABELO, Amanda Oliveira; MONTEIRO, Ana Maria. Apresentação do Dossiê. Educ. rev. Belo Horizonte, v. 37, e00037, 2021a. Disponível em: http://educa.fcc.org.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-46982021000100801&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 08 jun. 2022. Epub 01-Dez-2021. https://doi.org/10.1590/0102-46982000037.

RABELO, Amanda Oliveira; MONTEIRO, Ana Maria. Apoio ao docente em início de carreira: impactos na indução profissional de professores do programa residência docente do Colégio Pedro II. Support for early career teachers: impacts on the professional induction of teachers in the teacher residency program of Pedro II school. Educação em revista (online), v. 37, p. 1-17, 2021b.

RABELO, Amanda Oliveira; MONTEIRO, Ana Maria. Apresentação da sessão temática: Indução profissional: desafios e experiências entre formação e profissão docente. Currículo sem fronteiras, v. 19, p. 5-22, 2019.

RICHTER, Dirk et al. How different mentoring approaches affect beginning teachers’ development in the first years of practice. Teaching and Teacher Education, n. 36, p. 166-177, 2013.

RIGGS, Iris; SANDLIN, Ruth. Workplace contexts of new teachers: an american tradition of “paying one’s dues”. In: TOWNSEND, Tony; BATES, Richard. (eds.), Handbook of Teacher Education, Netherlands: Springer, 2007, p. 317–330.

SCHÖN, Donald. Formar professores como profissionais reflexivos. In: NÓVOA, António (org.). Os professores e sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1995.

SHANKS, Rachel. Alfabetização Micropolítica e Formação Profissional de Professores Iniciantes. Currículo sem fronteiras, v. 19, n. 1, p. 134-150, 2019.

STENHOUSE, Lawrence. Investigación y desarrollo del curriculum. Madrid: Morata, 1981.

SILVA, Maria Celeste. O Primeiro Ano de Docência: O Choque com a Realidade. In: ESTRELA, Maria Teresa (org.). Viver e construir a profissão docente. Porto: Porto Editora, Coleção Ciências da Educação, n. 26, p. 51-80, 1997.

SNOECK, Marco et al. Developing coherent and system-wide induction programmes for beginning teachers: a handbook for policymakers. Brussels: European Commission, 2010.

Veenmann, Simon. Perceived Problems of Beginning Teachers. Review of Educational Research, v. 54, p. 143-178, 1984.

ZEICHNER, Kenneth. Entendendo a Emergência e o Rápido Crescimento dos Programas de Residência Docente nos EUA. Currículo sem fronteiras, v. 19, n. 1, p. 187-197, 2019.

ZEICHNER, Kenneth. Rethinking the Connections Between Campus Courses and Field Experiences in College and University-based Teacher Education. Educação, v. 35, n. 3, p. 479-504, set/dez, 2010.

Downloads

Publicado

31-05-2024

Como Citar

RABELO, A. O. Curso “inducente”: efetivando e analisando um projeto de indução profissional docente no Rio de Janeiro/Brasil. Revista Eletrônica de Educação, [S. l.], v. 18, p. e6429018, 2024. DOI: 10.14244/198271996429. Disponível em: https://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/view/6429. Acesso em: 14 jun. 2024.

Edição

Seção

Dossiê Concepções, Políticas e Práticas de Indução Docente
##plugins.generic.dates.received## 2023-05-04
##plugins.generic.dates.accepted## 2023-09-18
##plugins.generic.dates.published## 2024-05-31