Auguste Comte e o projeto educacional burguês

Autores

  • Ana Paula Aires Rodrigues Universidade Estadual de Maringá-UEM
  • Daniela Azarias Ferreira da Silva Universidade Estadual de Maringá - UEM
  • Marco Antônio de Oliveira Gomes Universidade Estadual de Maringá-UEM
  • Maria Cristina Gomes Machado Universidade Estadual de Maringá-UEM

DOI:

https://doi.org/10.14244/198271993382

Palavras-chave:

Auguste Comte, Positivismo, Educação.

Resumo

O arcabouço teórico elaborado por Auguste Comte apresenta uma natureza fundamentalmente pedagógica, visto que pressupõe a “regeneração” da humanidade. Assim, este artigo tem como propósito apresentar uma análise acerca da compreensão comteana sobre a sociedade moderna, bem como dos postulados que fundamentaram o positivismo diante de um cenário marcado por profundas transformações e convulsões sociais. Para alcançar os objetivos propostos, faz-se uma abordagem inicial contextualizando sua produção no cenário político, social e econômico da Europa da primeira metade do século XIX. Em seguida, são apresentadas as propostas conservadoras do autor, que buscava uma solução racional e científica para os problemas da sociedade. Foi abordado o projeto pedagógico de Comte, que atribui à mulher e à família um papel de destaque na nova ordem por ele preconizada e, por fim, o modelo de educação comteano. A metodologia adotada está alicerçada numa pesquisa histórica fundamentada no materialismo histórico e dialético, que compreende a sociedade a partir das condições reais da existência humana, partindo do concreto para o abstrato, ou seja, da realidade para o campo das ideias. A análise histórica nos leva a concluir que, a produção comteana, em seu conjunto, buscou apontar para a necessidade social de uma educação positiva sistemática, com o objetivo de formar o indivíduo como cidadão consciente de seu papel na sociedade e, dessa forma, alcançar o progresso, dentro dos limites da ordem social estabelecida.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Ana Paula Aires Rodrigues, Universidade Estadual de Maringá-UEM

Discente de mestrado acadêmico, no Programa de Pós-Graduação em Educação (PPE/UEM), na linha de História e Historiografia da educação. É integrante do Grupo de Pesquisa sobre Política, Religião e Educação na modernidade. Graduada em Pedagogia pela Universidade Estadual de Maringá-UEM (2017). Atua como Pedagoga na Universidade Estadual de Maringá.

Daniela Azarias Ferreira da Silva, Universidade Estadual de Maringá - UEM

Discente de mestrado acadêmico e bolsista do Programa de Demanda Social - DS/CAPES no Programa de Pós-Graduação em Educação (PPE/UEM), na linha de História e Historiografia da educação. É integrante do Grupo de Pesquisas e Estudos em História da Educação, Intelectuais e Instituições Escolares-GEPHEIINSE. Graduada em Pedagogia pela Universidade Estadual de Maringá-UEM (2016).

Marco Antônio de Oliveira Gomes, Universidade Estadual de Maringá-UEM

Doutor em História e Filosofia da Educação pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp-2008). Professor adjunto na Universidade Estadual de Maringá, lotado no Departamento de Fundamentos da Educação, membro do corpo docente e Coordenador Adjunto do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual de Maringá.

Maria Cristina Gomes Machado, Universidade Estadual de Maringá-UEM

Doutora em Filosofia e História da Educação (1999), pela Universidade Estadual de Campinas-UNICAMP. Professora titular na Universidade Estadual de Maringá-UEM, lotada no Departamento de Fundamentos da Educação.  Docente no Programa de Pós-Graduação em Educação-UEM. É líder do Grupo de Pesquisas e Estudos em História da Educação, Intelectuais e Instituições Escolares-GEPHEIINSE.

Referências

ANDERY, Maria Amália Pie Abib; SÉRIO, Tereza Maria de Azevedo Pires. Há uma ordem imutável na natureza e o conhecimento a reflete: Auguste Comte. In: ANDERY, Maria Amália “et al.”. Para compreender a ciência: uma perspectiva histórica. Rio de Janeiro: Espaço e Tempo: São Paulo: Educ, 1996.

BENOIT, Lelita Oliveira. Augusto Comte: fundador da física social. 2 ed. São Paulo: Moderna, 2006. (Coleção Logos)

BERGO, Antonio Carlos. O positivismo: caracteres e influência no Brasil. Reflexão, Campinas, ano VIII, n. 25, p. 47-97, jan./abr. 1983.

COMTE, Auguste. Curso de filosofia positiva; Discurso sobre o espírito positivo; Discurso preliminar sobre o conjunto do positivismo; Catecismo positivista. São Paulo: Abril Cultural, 1978. (Os Pensadores).

LOPES, Eliane Marta Teixeira. As relações entre os contextos históricos e os discursos pedagógicos. In:____ Origens da educação pública: a instrução na revolução burguesa do século XVIII. Coleção EDUCAÇÃO. São Paulo: Loyola, 1981.

LÖWY, Michael. As aventuras de Karl Marx contra o Barão de Münchhausen: marxismo e positivismo na sociologia do conhecimento. São Paulo: Cortez Editora, 1998.

MANACORDA, Mario Alighiero. História da Educação: da Antiguidade aos nossos dias. São Paulo: Cortez, 1996.

MARTINS, Carlos Benedito. O que é sociologia. São Paulo: Brasilense, 1984.

MARX, Karl. O capital. Crítica da Economia Política. Livro Primeiro. VOLUME I. O Processo de Produção do Capital. TOMO 1 (Prefácios e Capítulos I a XII). São Paulo: Editora Nova Cultural, 1996. (Os Economistas).

PONCE, Aníbal. Educação e luta de classes. São Paulo: Cortez Editora, 2001.

RIBEIRO JR., João. O que é positivismo. São Paulo: Brasilense, 1988.

SILVA, João Carlos da. “O amor por princípio, a ordem por base, o progresso por fim”: as propostas do apostolado positivista para a educação brasileira (1870-1930). Cascavel: Unioeste, 2016.

SINGER, Paul. Aprender economia. São Paulo: Brasiliense, 1983.

Downloads

Publicado

26-06-2020

Como Citar

RODRIGUES, A. P. A.; SILVA, D. A. F. da; GOMES, M. A. de O.; MACHADO, M. C. G. Auguste Comte e o projeto educacional burguês. Revista Eletrônica de Educação, [S. l.], v. 14, p. e3382097, 2020. DOI: 10.14244/198271993382. Disponível em: https://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/view/3382. Acesso em: 24 jun. 2024.

Edição

Seção

Demanda Contínua - Artigos
##plugins.generic.dates.received## 2019-03-26
##plugins.generic.dates.accepted## 2020-05-25
##plugins.generic.dates.published## 2020-06-26