Descentramento Cultural na Educação Primária de Angola

Autores

  • Marcelino Mendes Curimenha Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.14244/198271993039

Palavras-chave:

Descentramento, Cultura, Ensino Primário, Angola.

Resumo

Este artigo apresenta uma análise teórica sobre a emergência da noção de descentramento cultural operado com processo da reforma curricular na educação básica angolana, em que os discursos sobre cultura adquirem certa ruptura e ressignificações. Historicamente, o caminho traçado na construção de Angola privilegiava a invenção de uma cultura homogênea que pretendia eliminar a diferença e o diferente através da unidade étnico-linguístico e da reunião de determinadas características singulares para construção da “grande família nacional”. Os arranjos do sistema educativo seguido pelas produções de conhecimentos nos documentos legais, curriculares e os manuais dos professores, fragmentos estes que servirão como objetos de análise, emergem uma concepção teórica de descontinuidade para pensar a cultura angolana. Agora, os textos curriculares buscam, de forma crítica, contestar o pensamento normatizado como verdade cultural, propondo outros olhares na constituição do sujeito e da sociedade.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Marcelino Mendes Curimenha, Universidade Estadual de Campinas

Doutorando em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação, Faculdade de Educação, UNICAMP, Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Educação e Diferenciações Socioculturais (GEPEDISC). Linha de Pesquisa: Trabalho e Educação. Mestre em Educação pela UFRGS. Licenciado em Filosofia e Graduado em Gestão Financeira pela ULBRA.

Referências

ANGOLA. Ministério da Educação de Angola (MED). Lei nº 13/01. Lei de Bases do Sistema de Educação (LBSE). Luanda, 2001.

ANGOLA. Constituição da República de Angola (CRA). Assembleia Constituinte, Luanda: 2010.

ANGOLA. Ministério da Educação de Angola (MED). Comissão de Acompanhamento das Ações da Reforma Educativa - CAAR. Ficha Técnica. Luanda, setembro de 2010.

ANGOLA. Instituto Nacional de Investigação e Desenvolvimento da Educação (INIDE). Currículo do Ensino Primário: reforma curricular. Luanda: Editora Moderna. 2013.

BRASIL. Lei n. 9394 de 20 de dezembro de 1996. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial da União, Brasília, 23 dez. 1996. p. 27833.

FREYRE, Gilberto. Casa-Grande & Senzala. São Paulo: Global Editora, 2005.

GOMES, Nilma Lino. Indagações sobre Currículo: diversidade e currículo. Brasília: Ministério da Educação; Secretaria de Educação Básica, 2007. 48 p.

GONÇALVES, António Custódio. Identidades e Alteridades Culturais: desafios às solidariedades sociais e aos poderes políticos. Porto: Faculdade de Letras e Centro de Estudos Africanos da Universidade do Porto, 2001.

HALL, Stuart. A Identidade Cultural da Pós-Modernidade. 10. ed. Rio de Janeiro: DP&A Editora, 1992.

HAYEK, Friedrich A. von. Fundamentos da liberdade. Brasília: Universidade de Brasília, 1983.

JORGE, Manuel. Nação, Identidade e Unidade Nacional em Angola. Latitudes, France, n. 28, déc. 2006.

NGULUVE, Alberto. Política Educacional Angolana (1976-2005). Organização, Desenvolvimento e Perspectiva. São Paulo: USP, 2006. Dissertação (Mestrado em Educação) ? Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006.

NIETZSCHE, Friedrich. A Gaia Ciência. Tradução de Paulo César de Souza. São Paulo: Companhia das Letras, 2001.

PORTUGAL. Lei n.º 46/86, de 14 de outubro de 1986. Lei de Bases do Sistema Educativo Que Estabelece o Quadro Geral do Sistema Educativo. Diário da República, Lisboa, I Série, n. 237, p. 3067-3081, 1986.

RTP- NOTÍCIA. Reforma do sistema educativo em Angola. 2004. ONLINE. Disponível em: https://www.rtp.pt/noticias/mundo/reforma-do-sistema-educativo-em-angola_n100386. Acessado no dia 28 de março de 2019.

SCHULTZ, Adilson. Poderemos viver juntos? Revista Tecer, Belo Horizonte, v. 3, n. 5, nov. 2010.

SILVA, Eugenio Adolfo da. Direito a Educação e Educação Para Todos Numa Sociedade em Desenvolvimento (Caso Angola). In: CONGRESSO LUSO-AFROBRASILEIRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS, 8, 2004, Coimbra. Anais... Coimbra: Universidade de Coimbra, 2004.

TOURAINE, Alain. Poderemos Viver Juntos? Iguais e Diferentes. Petrópolis: Vozes, 1999.

Downloads

Publicado

01-02-2020

Como Citar

CURIMENHA, M. M. Descentramento Cultural na Educação Primária de Angola. Revista Eletrônica de Educação, [S. l.], v. 14, p. e3039046, 2020. DOI: 10.14244/198271993039. Disponível em: https://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/view/3039. Acesso em: 24 jun. 2024.

Edição

Seção

Demanda Contínua - Artigos
##plugins.generic.dates.received## 2018-09-25
##plugins.generic.dates.accepted## 2019-04-05
##plugins.generic.dates.published## 2020-02-01