Fazer filosófico no ensino médio: sentidos e desafios

Autores

  • Francis Silva de Almeida Universidade de Uberaba - UNIUBE

DOI:

https://doi.org/10.14244/198271992685

Palavras-chave:

Ensino da filosofia, Ensino médio, Sentidos, Desafios.

Resumo

Este artigo se insere no âmbito das pesquisas sobre os fundamentos e práticas educacionais e se relaciona com o desenvolvimento de uma pesquisa de mestrado realizada em Uberaba, Minas Gerais. Neste texto, propomos contextualizar e caracterizar os sentidos e os desafios apontados pelos professores de filosofia ao ensino desta disciplina em nível médio. Pautamo-nos em perspectiva qualitativa, tendo em conta o emprego de questionário misto para a produção de dados (GIL, 2010) e a opção pela técnica da análise temática de conteúdo (BARDIN, 2010). Nosso referencial teórico encontra sustentação no entretecimento das ideias de Deleuze (1992, 2006), Deleuze e Guattari (1995, 1997a, 1997b, 2005), Nietzsche (2003) e Foucault (1987, 2006, 2007). Os sentidos e os desafios atribuídos pelos professores pesquisados evidenciam um cenário de complexidade: se de um lado os limites impostos pelos diferentes aspectos burocráticos do sistema de ensino e a desvalorização da filosofia como disciplina do pensamento expõem a fragilidade do fazer filosófico no ensino médio; por outro lado, os aspectos que se circunstanciam entre a filosofia e o seu ensino exprimem as condições de um fazer provocativo das rupturas e dos movimentos capazes de enunciar, no interior do próprio pensamento, o cultivo da crítica, da autonomia e da criatividade.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Francis Silva de Almeida, Universidade de Uberaba - UNIUBE

Professor do curso de Pedagogia (EaD) da Universidade de Uberaba - UNIUBE, com atuação nas áreas de Fundamentos da Educação, História Geral da Educação e História da Educação no Brasil. Mestre em Educação pela Universidade Federal do Triângulo Mineiro - UFTM (2016). Possui Graduação em Filosofia - Licenciatura Plena pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás - PUC-Goiás (2009) e pós-Graduação Latu Sensu em Docência nos Ensinos Médio, Técnico e Superior pelo Centro Universitário Leonardo da Vinci - Uniasselvi/Instituto Passo1 (2012). Membro do grupo de estudos e pesquisa "Rapsódia: Educação, Geografia e Cultura", vinculado ao Laboratório de Educação Geográfica - Labeduc-Geo, da Universidade Federal do Triângulo Mineiro - UFTM. Participou como membro do grupo de estudos e pesquisa "Formação Ética do Professor", vinculado ao Programa de Pós-Graduação / Mestrado em Educação, da Universidade Federal do Triângulo Mineiro - UFTM. Atuou como professor de Filosofia no Ensino Médio pela SEE-MG (2009-2015). É pesquisador das interfaces entre Filosofia e Educação, com ênfase no ensino da Filosofia.

Referências

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Tradução de Luís Antero Reto e Augusto Pinheiro. Lisboa/Portugal: Edições 70, 2010.

BIRCHAL, Telma; KAUARK, Patrícia; MARQUES, Marcelo. CBC/Filosofia. Governo do Estado de Minas Gerais, Secretaria de Estado de Educação. Disponível em: <http://crv.educacao.mg.gov.br>. Acesso em: 06 jul. 2016.

BRASIL. Lei nº 11.684, de 2 de junho 2008. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 03 jun. 2008. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2008/Lei/L11684.htm>. Acesso em: 03 jan. 2016.

CESCON, Everaldo; NODARI, Paulo César. Temas de filosofia da educação. Caxias do Sul, RS: Educs, 2009.

CHERVEL, André. História das disciplinas escolares: reflexões sobre um campo de pesquisa. Teoria & Educação, Porto Alegre, v. 2, p. 177-229, 1990.

CHERVEL, André; COMPÈRE, Marie-Madeleine. As humanidades no ensino. Educação e Pesquisa. São Paulo, vol. 25, n. 2, p. 147-148, jul./dez. 1999. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.1590/S1517-97021999000200011>. Acesso em: 02 set. 2016.

DELEUZE, Gilles. O abecedário de Gilles Deleuze. Entrevista a Claire Parnet nos anos 1988-1989, em vídeo, divulgado Brasil pela TV Escola, Ministério da Educação. Tradução e legendas: Raccord [com modificações]. Disponível em: <http://stoa.usp.br/prodsubjeduc/files/262/1015/Abecedario+G.+Deleuze.pdf >. Acesso em: 03 fev. de 2016.

DELEUZE, Gilles. Conversações. Tradução Peter Pál Perbart. Rio de Janeiro: Ed. 34, 1992.

DELEUZE, Gilles. Diferença e repetição. Tradução Luiz Orlandi e Roberto Machado. Rio de Janeiro: Graal, 2006.

DELEUZE; Gilles; GUATTARI, Félix. Mil platôs – capitalismo e esquizofrenia (vol. 1). Tradução Aurélio Guerra Neto e Celia Pinto Costa. São Paulo: Ed. 34, 1995.

DELEUZE; Gilles; GUATTARI, Félix. Mil platôs – capitalismo e esquizofrenia (vol. 4). Tradução Suely Rolnik. São Paulo: Ed. 34, 1997a.

DELEUZE; Gilles; GUATTARI, Félix. Mil platôs – capitalismo e esquizofrenia (vol. 5). Tradução Peter Pál Pelbart e Janice Caiafa. São Paulo: Ed. 34, 1997b.

DELEUZE; Gilles; GUATTARI, Félix. O que é a filosofia? Tradução Bento Prado Jr. e Alberto Alonso Muñoz. Rio de Janeiro: Ed. 34, 2005.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir: nascimento da prisão. Tradução de Raquel Ramalhete. Petrópolis: Vozes, 1987.

FOUCAULT, Michel. Hermenêutica do sujeito. Tradução de Márcio Alves da Fonseca e Salma Tannus Muchail. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

FOUCAULT, Michel. Os limites da representação. In:______. As palavras e as coisas: uma arqueologia das ciências humanas. Tradução Salma Tannus Muchail. 9. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2007, p. 207-342.

GALLO, Sílvio. Deleuze e a Educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2003.

GALLO, Sílvio. A filosofia e seu ensino: conceito e transversalidade. In: SILVEIRA, René José Trentin; GOTO, Roberto. Filosofia no ensino médio: temas, problemas e propostas. São Paulo: Ed. Loyola, 2007, p. 15-36.

GALLO, Sílvio; KOHAN, Walter Omar. Filosofia no Ensino Médio. Petrópolis: Vozes, 2000.

GELAMO, Rodrigo Pelloso. O ensino da filosofia no limiar da contemporaneidade: o que faz o filósofo quando o seu ofício é ser professor de filosofia? São Paulo: Cultura Acadêmica, 2009.

GIL, Antônio Carlos. Métodos e técnicas da pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

LALANDE, André. Vocabulário técnico e crítico de filosofia. 3. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

LORIERI, Marcos Antônio. Filosofia: fundamentos e métodos. São Paulo: Cortez, 2002.

MINAS GERAIS (Estado). Resolução nº 2.742, de 24 de janeiro de 2015. Belo Horizonte: SEE-MG, 2015. Disponível em: . Acesso em: 03 jan. 2016.

MOREIRA, Antônio Flávio Barbosa. Conhecimento, currículo e ensino: questões e perspectivas. Em Aberto. Brasília, ano 12. n.58, abr./jun. 1993.

NIETZSCHE, Friedrich. Escritos sobre educação. Tradução, apresentação e notas de Noéli Correia de Melo Sobrinho. Rio de Janeiro: Ed. PUC-Rio; São Paulo: Loyola, 2003.

RODRIGO, Lídia Maria. Filosofia em sala de aula: teoria e prática para o ensino médio. Campinas, SP: Autores Associados, 2009.

Downloads

Publicado

01-02-2020

Como Citar

ALMEIDA, F. S. de. Fazer filosófico no ensino médio: sentidos e desafios . Revista Eletrônica de Educação, [S. l.], v. 14, p. e2685035, 2020. DOI: 10.14244/198271992685. Disponível em: https://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/view/2685. Acesso em: 24 jun. 2024.

Edição

Seção

Demanda Contínua - Artigos
##plugins.generic.dates.received## 2018-03-12
##plugins.generic.dates.accepted## 2019-02-11
##plugins.generic.dates.published## 2020-02-01