Hermenêutica objetiva e pesquisa empírica em educação: a experiência com os estudos de sala de aula em Frankfurt am Main (Objective hermeneutics and empirical research on education: the experience with classroom studies in Frankfurt am Main)

Autores

  • Luiz Roberto Gomes Universidade Federal de São Carlos

DOI:

https://doi.org/10.14244/198271992154

Resumo

Among the several perspectives of research on education, Objective Hermeneutics stands out today, in Germany, as one of the most widespread and acknowledged approaches in qualitative sociological research. The internship at the School of Education Sciences – Institute of High-School Teacher Education – in the Johann Wolfgang Goethe University in Frankfurt am Main was one of the outcomes from the academic interchange conducted by the two research groups, "Critical Theory and Education" (UFSCar - Brazil) and "Pedagogical Reconstruction of Teaching " (University of Frankfurt – Germany). Based on the concepts that provide the basis of the pedagogical process (education, instruction, and formation), and based on the formulation of a pedagogical theory supported empirically, utilized with the theoretical/epistemological reference provided by the Objective Hermeneutics, this paper deals with the current situation of the political formation in the German public schools. The results highlight three general aspects: 1) The analyses of the methodology used by the Objective Hermeneutics point to the relevance of this kind of investigation in Education, if the purpose is to bespeak the immanent aspects of the pedagogical process; 2) The recent reforms in the German educational policy indicate the process of instrumentation of teaching and the impoverishment of formation in the sociopolitical dimension; 3) The empirical reconstruction of the classes on politics in the German public schools makes it evident the superficiality of knowledge, the pedagogical authoritarianism, the pseudo-democratic pedagogical practices; in addition to the instrumentation and judicialization of politics, as a topic to be taught.

Key words: Critical theory, Objective hermeneutics, Political formation, Empirically-Based pedagogical theory.

Resumo

Entre as diversas perspectivas de pesquisa em educação, a Hermenêutica Objetiva se destaca hoje, na Alemanha, como uma das mais difundidas e reconhecidas abordagens da pesquisa sociológica qualitativa. O estágio de pós-doutorado realizado na Faculdade de Ciências da Educação - Instituto de Formação de Professores de Nível Secundário - da Universidade Johann Wolfgang Goethe em Frankfurt am Main foi uma das ações decorrentes do intercâmbio acadêmico firmado entre dois grupos de pesquisa, o "Teoria Crítica e Educação" (UFSCar - Brasil) e o "Reconstrução Pedagógica do Ensinar"  (Universidade de Frankfurt - Alemanha). A partir dos conceitos que fundamentam o processo pedagógico (educação, instrução e formação), e da formulação de uma teoria pedagógica com base empírica, operada com o referencial teórico epistemológico da Hermenêutica Objetiva, o artigo aborda a situação atual da formação política nas escolas públicas alemãs. Como resultados, três aspectos gerais se destacam: 1) As análises sobre a metodologia da Hermenêutica Objetiva apontam a pertinência desse tipo de investigação na Educação, se o propósito for evidenciar os aspectos imanentes do processo pedagógico; 2) As reformas recentes na política educacional alemã indicam o processo de instrumentalização do ensino e o empobrecimento da formação em termos sociopolíticos; 3) A reconstrução empírica das aulas de política no ensino público alemão evidencia a superficialidade do conhecimento, o autoritarismo pedagógico, as práticas pedagógicas pseudo-democráticas; além da instrumentalização e judicialização da política, como temática de ensino.

Palavras-chave: Teoria crítica, Hermenêutica objetiva, Formação política, Teoria pedagógica com base empírica.

References:

ADORNO, T. W. Educação e emancipação. Paz e Terra: São Paulo, 1995.

ADORNO, T. W. Tabus a respeito do professor. In: ZUIN, Antônio A. S.; PUCCI, Bruno; RAMOS DE OLIVEIRA, Newton. Adorno: o poder educativo do pensamento crítico. Rio de Janeiro: Vozes, 1999, p. 164.

ADORNO, T. W. Dialética negativa. Rio de Janeiro: Zahar, 2009.

ADORNO, T. W. Teoria da semiformação. In: PUCCI, B.; ZUIN, A. A. S.; LASTÓRIA, L. C. N. (orgs.) Teoria Crítica e Inconformismo: novas perspectivas de pesquisa. Campinas: Autores Associados, 2010, pp. 7-40.

ARENDT, H. Origens do totalitarismo: totalitarismo, o paroxismo do Poder. Rio de Janeiro: Ed. Documentário, 1979.

ARENDT, H. A condição humana. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2005.

ARENDT, H. Entre o passado e o futuro. São Paulo: Perspectiva, 2011.

BOBBIO, N. Teoria geral da política: a filosofia política e as lições dos clássicos. Rio de Janeiro: Editora Campus, 2000.

GRUSCHKA, A. Adeus Pedagogia? o fim das fronteiras da relação pedagógica e a perda da função da pedagogia. In: LASTÓRIA, L. A. C. N.; ZUIN, A. A. S.; GOMES, L. R.; GRUSCHKA, A. (Orgs.) Teoria Crítica: Escritos sobre Educação (contribuições do Brasil e Alemanha). São Paulo: Nankin, 2015. pp. 273-290.

GRUSCHKA, A. Frieza burguesa e educação: a frieza como mal-estar moral da cultura burguesa na educação. Campinas: Autores Associados, 2014.

GRUSCHKA, A. Unterrichten: eine pädagogische Theorie auf empirischer Basis. Opladen, Berlin, Toronto: Verlag Barbara Budrich, 2013.

GRUSCHKA, A. Erkenntnis in und durch Unterricht. Empirische Studien zur Bedeutung der Erkenntinis-und Wissenschaftstheorie für die Didaktik. Wetzlar: Büchse der Pandora, 2009a.

GRUSCHKA, A. Pedagogia negativa como crítica da pedagogia. In: PUCCI, B.; ALMEIDA, J. de; LASTÓRIA, L. A. C. N. Experiência formativa e emancipação. São Paulo: Nankin, 2009b.

GRUSCHKA, A. Escola, didática e indústria cultural. In: DURÃO, F.; ZUIN, A.; VAZ, A. F. A indústria cultural hoje. São Paulo: Boitempo, 2008.

GRUSCHKA, A. Negative pädagogik: Einführung in die Pädagogik mit KritischerTheorie. Wetzlar: Büchse der Pandora, 2004.

GOERGEN, P. L. O sistema de ensino e a formação de professores na Alemanha. In: GOERGEN, P. L.; SAVIANI, D. (Org.). Formação de professores: a experiência internacional sob o olhar brasileiro. Campinas: Autores Associados; São Paulo: NUPES, 1998. pp. 13-72.

HORKHEIMER, M. Eclipse da razão. Trad. Sebastião Uchoa Leite. São Paulo: Centauro, 2007.

HORKHEIMER, M. Teoria tradicional e teoria crítica. Coleção os Pensadores. São Paulo: Editora Abril, 1987.

HORKHEIMER, M.; ADORNO, T. Dialética do esclarecimento. Rio de Janeiro. Jorge Zahar, 1985.

KANT, I. Sobre a pedagogia. Trad. Francisco Cock Fontanella. Piracicaba: Ed. Unimep, 2002.

KELSEN, H.. Teoria Pura do Direito. São Paulo: Martins Fontes, 2011.

KRAIMER, K. Die fallrekonstruktion. Sinn-Verstehen in der sozialwissenschaften Forschung. Frankfurt am Main: Suhrkamp Taschenbuch, 2000.

MARX, Karl. Para a crítica da economia política. São Paulo: Editora Autêntica, 2010.

NEGT, O.; KLUGE, A. O que há de político na política? Relações de medida em política. 15 propostas sobre a capacidade de discernimento. São Paulo: Editora da UNESP, 1999.

OEVERMANN, U. Adorno als empirischer Sozialforscher im Blickwinkel der heutigen Methodenlage. In: GRUSCHKA, A./U. Oevermann (Hrsg.), Die Lebendigkeit der kritischen Gesellschaftstheorie, Wetzlar: Büchse der Pandora, 2004, p. 189-234.

OEVERMANN, U. Kontroverse über sinnverstehende Soziologie. Einige wiederkerende Problema und Missverständnisse in der Rezeption der “objektiven Hemeneutik”. In: Aufenanger und Lensen (HG). Handlung und sinnstruktur. Bedeutung und Anwendung der objektiven Hemeneutik. München: Kindt Verlag, 1986, pp. 14-29.

PFLUGMACHER, T. Reconstrução empírica da aula: a relação dialética presente no processo pedagógico. In: PUCCI, B.; COSTA, B. C. da; DURÃO, F. A. Teoria crítica e crises: reflexões sobre cultura, estética e educação. Campinas: Autores Associados, 2012.

VILELA, R. A. T. Teoria crítica e pesquisa empírica: metodologia hermenêutica objetiva na investigação da escola contemporânea. In: PUCCI, B.; ZUIN, A. A. S.; LASTÓRIA, L. C. N. (orgs.) Teoria Crítica e Inconformismo: novas perspectivas de pesquisa. Campinas: Autores Associados, 2010, pp.131-150.

VILELA, R. A. T. A análise sociológica “Hermenêutica Objetiva”: novas perspectivas na pesquisa qualitativa. XV CONGRESSO BRASILEIRO DE SOCIOLOGIA, Anais do XV Congresso Brasileiro de Sociologia  Curitiba - 26 a 29 de julho de 2011. ISSN: 2236-6636, pp. 1-19.

VILELA, R. A. T. A pesquisa empírica da sala de aula na perspectiva da teoria crítica: aportes metodológicos da hermenêutica objetiva de Ulrich Oevermann. In: PUCCI, B.; COSTA, B. C. da; DURÃO, F. (orgs.) Teoria Crítica e Crises: reflexões sobre cultura, estética e educação. Campinas: Autores Associados, 2012, pp. 157-180.

VILELA, R. A. T. Evidências empíricas do empobrecimento da experiência formativa na sala de aula do ensino médio. In: MORGADO, J. C.; SANTOS, L. L. de C. P; PARAÍSO, M. A. Estudos curriculares: um debate contemporâneo. Curitiba: CRV, 2013, pp. 209-230.

WERNET, A. Hermeneutik-Kasuistik-Fallverstehen. Stuttgart: Kolhammer Verlag, 2006.

WIGGERSHAUS, R. A Escola de Frankfurt: História, desenvolvimento teórico, significação política. São Paulo: Difel, 2002.



Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Luiz Roberto Gomes, Universidade Federal de São Carlos

Doutor em Educação na área de Filosofia, História e Educação pela Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP (2005); mestre em Educação na área de Filosofia e História da Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, PUC-SP (1998) e licenciado em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas, PUC-Campinas (1993). Autor de livros, capítulos de livros, artigos publicados em periódicos e anais de eventos nacionais e internacionais. Atualmente é professor adjunto do Departamento de Educação da Universidade Federal de São Carlos - UFSCAR, professor permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação PPGE/UFSCar (mestrado e doutorado) e professor colaborador do Programa de Pós-graduação Profissional (mestrado) da UFSCar. É líder do Grupo de pesquisa "Teoria Crítica e Educação" (UFSCar/CNPq) e membro pesquisador doutor do grupo de pesquisa "Teoria Crítica e Educação - CNPq. Tem experiência em cursos de pós-graduação (Stricto Sensu) e (Lato Sensu), no Ensino Superior e na Educação Básica, em EAD e em ensino, pesquisa e extensão; tendo atuado nas áreas de Filosofia, Educação e Ciências Humanas. Os projetos de pesquisas em andamento versam sobre a seguinte temática: Teoria Crítica, Pesquisa Empírica e Educação.

Downloads

Publicado

21-08-2017

Como Citar

GOMES, L. R. Hermenêutica objetiva e pesquisa empírica em educação: a experiência com os estudos de sala de aula em Frankfurt am Main (Objective hermeneutics and empirical research on education: the experience with classroom studies in Frankfurt am Main). Revista Eletrônica de Educação, [S. l.], v. 11, n. 2, p. 351–367, 2017. DOI: 10.14244/198271992154. Disponível em: https://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/view/2154. Acesso em: 24 jul. 2024.

Edição

Seção

Dossiê Teoria Crítica e Educação - 25 Anos
##plugins.generic.dates.received## 2017-04-04
##plugins.generic.dates.accepted## 2017-04-25
##plugins.generic.dates.published## 2017-08-21

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)