Como abordar o tema consumo de animais na Educação em Ciências?

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14244/198271995296

Palavras-chave:

Questões sociocientíficas, Ensino de ética e moral, Sequência didática, Carne.

Resumo

Considerando que a abordagem de questões sociocientíficas no ensino possibilita a mobilização de diversos conteúdos como contribuições para a resolução de problemas complexos, ressaltamos a importância da inserção explícita de conteúdos da dimensão atitudinal, relativos à ética e à moral, por meio dessa abordagem. Isso se justifica pela atenção que precisa ser dada às ações e às considerações de valor dos seres humanos em seus posicionamentos sobre essas questões. Nesse sentido, abordamos uma questão socioambiental controversa, relacionada ao consumo de animais, e fornecemos subsídios para o desenvolvimento do pensamento crítico dos estudantes frente à problemática. Os efeitos da produção de carne, das ações dos seres humanos e do valor atribuído aos animais, muitas vezes em prol do suposto benefício e bem-estar humano, são tratados na sequência didática proposta. O intuito principal deste trabalho é evidenciar, por meio de um recorte dessa sequência, o potencial da dimensão atitudinal nas questões sociocientíficas de promover a reflexão sobre valores éticos e morais, o pensamento crítico e a formação integral dos estudantes, com ênfase sobre um caso particular. Com base em uma discussão desse recorte, sustentada pela literatura do campo, argumentamos que propostas desse tipo podem contribuir para o trabalho pedagógico de professores ao lidarem com a dimensão atitudinal em sala de aula, para uma tomada de decisão mais consciente e socialmente responsável e, portanto, para o letramento científico dos estudantes.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Isabela Breder Vargas, Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP)

Graduada em Ciências Biológicas Licenciatura pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Mestra em Educação pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP). Professora de Ciências e Biologia da educação básica. Membro do Grupo de Pesquisa Práticas Científicas e Epistêmicas na Educação em Ciências.

Bárbara Dias Silveira, Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP)

Graduada em Bioquímica pela UFSJ e Química Licenciatura na UFOP. Atua como professora do ensino básico há sete anos, com Ensino Fundamental II e Médio. Mestra em Educação pela UFOP. Membro do Grupo de Pesquisa Práticas Científicas e Epistêmicas na Educação em Ciências.

Jordana Alves de Oliveira, Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP)

Licenciada em Química pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP). Mestra em Educação pela UFOP. Membro do Grupo de Pesquisa Práticas Científicas e Epistêmicas na Educação em Ciências.

Nilmara Braga Mozzer, Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP)

Doutora em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Professora do Departamento de Química e do Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP). Coordenadora do Grupo de Pesquisa Práticas Científicas e Epistêmicas na Educação em Ciências.

Paula Cristina Cardoso Mendonça, Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP)

Doutora em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Professora associada da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP). Departamento de Química e Programa de Pós-graduação em Educação. Coordenadora do Grupo de Pesquisa Práticas Científicas e Epistêmicas na Educação em Ciências.

Nei Nunes-Neto, Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)

Professor Associado da Faculdade de Ciências Biológicas e Ambientais, da Universidade Federal da Grande Dourados, professor colaborador do Programa de Pós-Graduação em Ensino, Filosofia e História das Ciências (UFBA/UEFS), professor permanente do Programa de Pós-graduação em Educação Científica e Matemática – Mestrado Profissional (UEMS) e pesquisador do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Estudos Interdisciplinares e Transdisciplinares em Ecologia e Evolução (INCT IN-TREE).

Referências

ABONIZIO, Juliana. Conflitos à mesa: Vegetarianos, consumo e identidade. Revista Brasileira de Ciências Sociais, São Paulo, v. 31, n. 90, p. 115-137, fev. 2016.

AULER, Décio. Interações entre Ciência-Tecnologia-Sociedade no contexto da formação de professores em Ciências. 2002. 248. Tese (Doutorado em Educação [Ensino de Ciências Naturais]) – Programa de Pós-graduação em Educação, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2002.

BAENA, Renato Corrêa. Dieta vegetariana: riscos e benefícios. Diagnóstico e Tratamento, São Paulo, v. 20, n. 2, p. 56-64, mar. 2015.

BARATA, Rita Barradas. Ética e epidemiologia. História, Ciências, Saúde -Manguinhos, Rio de Janeiro, v. 12, n. 3, p. 735-753, set./dez. 2005.

BARATELA, Daiane Fernandes. Ética ambiental e proteção dos direitos dos animais. Revista Brasileira de Direito dos animais, Salvador, v.9, n. 16, p. 73-93, mai./abr. 2014.

BARBOSA, Fabiano Alvim et al. Cenários para a pecuária de corte amazônica. Belo Horizonte: Ed. IGC/UFMG, 2015, 146 p. Disponível em: https://csr.ufmg.br/pecuaria/wpcontent/uploads/2015/03/relatorio_cenarios_para_pecuaria_corte_amazonica.pdf. Acesso em: 10 mar. 2020.

BOMBARDI, Larissa Mies. Geografia do Uso de Agrotóxicos no Brasil e Conexões com a União Europeia. São Paulo: FFLCH - USP, 2017, 296 p. Disponível em: http://conexaoagua.mpf.mp.br/arquivos/agrotoxicos/05-larissa-bombardi-atlas-agrotoxico-2017.pdf. Acesso em: 30 nov. 2020.

CAMARGO, Maria Cristina de et al. Eficácia da máscara facial (TNT) na população para a prevenção de infecções por coronavírus: revisão sistemática. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 25, n. 9, p. 3365-3376, 2020.

CONRADO, Dália Melissa; EL-HANI, Charbel Nino; NUNES-NETO, Nei de Freitas. Sobre a ética ambiental na formação do biólogo. Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental (REMEA), v. 30, n. 1, p. 120–139, 2013.

CONRADO, Dália Melissa; NUNES-NETO, Nei de Freitas. Dimensões do conteúdo em questões sociocientíficas no ensino de ecologia. In: ENCONTRO NACIONAL DE EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS, 16, 2015, Lisboa. Atas[...] Lisboa: Instituto de Letras, Universidade de Lisboa, 2015. p. 432-435.

CONRADO, Dália Melissa; CONRADO, Íris Selene. Análise crítica do discurso sobre imagens da Ciência e da Tecnologia em argumentos de estudantes de Biologia. Revista Pesquisa Qualitativa, São Paulo, v. 4, n. 5, p. 218-231, ago. 2016.

CONRADO, Dália Melissa. Questões Sociocientíficas na Educação CTSA: contribuições de um modelo teórico para o letramento científico crítico. 2017. 218 p. Tese (Doutorado em Ensino, Filosofia e História das Ciências) – Instituto de Física, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2017.

CONRADO, Dália Melissa; NUNES-NETO, Nei de Freitas. Questões sociocientíficas e dimensões conceituais, procedimentais e atitudinais dos conteúdos no Ensino de Ciências. In: CONRADO, Dália Melissa; NUNES-NETO, Nei de Freitas (orgs.). Questões sociocientíficas: fundamentos, propostas de ensino e perspectivas para ações sociopolíticas. Salvador: EDUFBA, 2018a. p. 77-118.

CONRADO, Dália Melissa; NUNES-NETO, Nei de Freitas. Questões sociocientíficas: Fundamentos, propostas de ensino e perspectivas para ações sociopolíticas. Salvador: EDUFBA, 2018b.

CONRADO, Dália Melissa; NUNES-NETO, Nei de Freitas; EL-HANI, Charbel Nino. Dimensões dos conteúdos mobilizados por estudantes de biologia na argumentação sobre antibióticos e saúde. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 46, e. 223593, p. 1-22, 2020.

DUNCAN, Bruce Bartholow et al. Doenças crônicas não transmissíveis no Brasil: prioridade para enfrentamento e investigação. Revista de saúde pública - Journal of public health, São Paulo, v. 46, supl. 1, p. 126-134, dez. 2012.

FELIPE, Sônia Teresinha. Carnelatria: escolha omnis vorax mortal. Ecoânima: São José, Santa Catarina. 2018, 425 p.

Food and Agriculture Organization of the United Nations (FAO). Livestock's long shadow: environmental issues and options. Roma: LEAD/FAO, 2006, 390 p. Disponível em: http://www.fao.org/3/a0701e/a0701e.pdf. Acesso em: 10 abr. 2020.

FOWLER, Samantha; ZEIDLER, Dana Lewis; SADLER, Troy. Moral Sensitivity in the Context of Socioscientific Issues in High School Science Students. International Journal of Science Education, v.31, n.2, p.279-296, 2009.

GUIMARÃES, Márcio Andrei; CARVALHO, Washington Luiz Pacheco de; OLIVEIRA, Mônica Santos. Raciocínio moral na tomada de decisões em relação a questões sociocientíficas: o exemplo do melhoramento genético humano. Ciência & Educação, Bauru, v. 16, n. 2, p. 465-477, 2010.

GOODPASTER, Kenneth E. On being morally considerable. The Journal of Philosophy, v.75, n.6, p. 308-325, 1978.

HODSON, Derek. Looking the future: building a curriculum for social activism. Rotterdam: Sense Publishers, 2011, 422 p.

HODSON, Derek. Realçando o papel da ética e da política na educação científica: algumas considerações teóricas e práticas sobre questões sociocientíficas. In: CONRADO, Dália Melissa; NUNES-NETO, Nei de Freitas (orgs.). Questões sociocientíficas: Fundamentos, propostas de ensino e perspectivas para ações sociopolíticas. Salvador: EDUFBA, 2018b. p. 27-57.

HOEKSTRA, Arjen Y; MEKONNEN, Mesfin Mergia. The water footprint of humanity. Proceendings of the National Academy of Sciences of the Unites States of America, Washington, v. 109, n. 9, p. 3232-3237, fev. 2012.

HOEKSTRA, Arjen Y. The Water Footprint: The Relation Between Human Consumption and Water Use. In: ANTONELLI, Marta; GRECO, Francesca (Eds./Orgs.). The Water We Eat. Switzerland: Springer Water, 2015, p. 35-48.

IDELAND, Malin; MALMBERG, Claes. Body talk: students’ identify construction while discussing a sociocientific issue. Cultural Studies of Science Education, v. 7, n. 2, p. 279-305, jan. 2012.

IPCC. Climate Change and Land: an IPCC special report on climate change, desertification, land degradation, sustainable land management, food security, and greenhouse gas fluxes in terrestrial ecosystems. Geneva, Switzerland: United Nations: World Meteorological Organization, 2019a, 864 p.

IPCC. Summary for policymakers: an IPCC special report on climate change, desertification, land degradation, sustainable land management, food security, and greenhouse gas fluxes in terrestrial ecosystems. Geneva, Switzerland: United Nations: World Meteorological Organization, 2019b, 36 p.

JORDAN, Vanessa. Coronavirus (COVID-19): infection control and prevention measures. Journal of primary health care, v. 12, n. 1, p. 96-97, 2020.

MACHAN, Tibor Richard. Os animais têm direitos? In: RACHELS, James; RACHELS, Stuart (Eds./Orgs.). A coisa certa a fazer: leituras básicas sobre filosofia moral. 6. ed. Porto Alegre: AMGH, 2014, p. 149-161.

MARTÍNEZ PÉREZ, Leonardo Fabio. Questões sociocientíficas na prática docente: ideologia, autonomia e formação de professores. São Paulo: Editora Unesp, 2012, 360 p.

MARTÍNEZ PÉREZ, Leonardo Fabio; PARGA LOZANO, Diana Lineth. La emergência de las cuestiones sócio-científicas em el enfoque CTSA. Góndola, Enseñanza y Aprendizaje de las Ciencias, Bogotá, v. 8, n. 1, p. 23-35, ago. 2013.

MEKONNEN, Mesfin Mergia; HOEKSTRA, Arjen Y. The green, blue, and grey water footprint of farm animals and animal products. Value of Water Research Report Series. N 48, UNESCO-IHE, Delft, the Netherlands, 2010.

MICHA, Renata; WALLACE, Sarah; MOZAFFARIAN, Dariush. Red and processed meat consumption and risk of incident coronary heart disease, stroke, and diabetes mellitus a systematic review and meta-analysis. Circulation, v. 121, n. 21, p. 2271-2283, jun. 2010.

MIGUEL, Fabiano Koich et al. Compliance with containment measures to the COVID-19 pandemic over time: Do antisocial traits matter? Personality and individual diferences, v. 168, n. 110346, p. 1-8, 2021.

MOREIRA, Célia dos Santos; PEDRANCINI, Vanessa Daiana. Contribuições e limites da questão sociocientífica fosfoetanolamina nas aulas de ciências. Investigações em Ensino de Ciências, Porto Alegre, v. 25, n. 3, p. 344-360, dez. 2020.

NACONECY, Carlos Michelon. Ética e animais: um guia de argumentação filosófica. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2006, 235 p.

NORTON, Bryan. Environmental Ethics and Weak Anthropocentrism. Environmental Ethics, Charlottesville, v. 6, n. 2, p. 131-148. Summer 1984.

NORTON, Bryan. Searching for sustainability: interdisciplinary essays in the Philoshophy of Conservation Biology. Edição. Cambridge: Cambridge University Press, 2003, 566 p.

NUNES-NETO, Nei de Freitas; CONRADO, Dália Melissa. Ensinando Ética. Educação em Revista, v. 37, p. 1-28, 2021.

OLIVEIRA, Adriana Cristina de; LUCAS, Thabata Coaglio; IQUIAPAZA, Robert Aldo. O que a pandemia da COVID-19 tem nos ensinado sobre adoção de medidas de precaução? Texto & Contexto Enfermagem, Florianópolis, v. 29, p. 1-15, 2020.

PAN, An et al. Red meat consumption and mortality: results from 2 prospective cohort studies. Archives of internal medicine, v. 172, n. 7, p. 555-563, abr. 2012.

PEDRETTI, Erminia; NAZIR, Joanne. Current in STSE education: mapping a complex field, 40 years on. Science Education, New York, v. 95, n. 4, p. 601-626, jan. 2011.

RACHELS, James. Uma breve introdução à filosofia moral. In: RACHELS, James; RACHELS, Stuart (Eds./Orgs.). A coisa certa a fazer: leituras básicas sobre filosofia moral. 6. ed. Porto Alegre: AMGH, 2014. p. 13-31.

RAZERA, Júlio César Castilho; NARDI, Roberto. Ética no ensino de ciências: responsabilidades e compromissos com a evolução moral da criança nas discussões de assuntos controvertidos. Investigações em Ensino de Ciências, v.11, n.1, p. 53-66, 2006.

REGAN, Tom. Animal Rights and Environmental Ethics. In: BERGANDI, Donato (Ed./Org.). The Structural Links between ecology, evolution, and ethics: the virtuous epistemic circle. Dordrecht: Springer, 2013. p. 117-126.

REIS, Pedro. Factors of success regarding classroom discussions of SSI: a cross-case study. Les Dossiers des Sciences de L'education, Toulouse, v. 29, p. 67-80, abr. 2013.

RIOS, Terezinha Azerêdo. Ética na docência universitária: a caminho de uma universidade pedagógica? In: PIMENTA, Selma Garrido; ALMEIDA, Maria Isabel de (Ed./Org.). Pedagogia Universitária: caminhos para a formação de professores. São Paulo: Cortez, 2011, p. 229-245.

SÁ, Luciana Passos; QUEIROZ, Salete Linhares. Estudo de casos no Ensino de Química. 2. ed. Campinas: Átomo, 2010, 104 p.

SADLER, Troy D. Situating Socio-scientific Issues in Classrooms as a Means of Achieving Goals of Science Education. In: SADLER, Troy D. (Org.). Socio-scientific Issues in the Classroom. New York: Springer, 2011. v. 39. p. 1-9.

SANTOS, Wildson Luiz Pereira dos; SCHNETZLER, Roseli Pacheco. Função social: o que significa ensino de química para formar o cidadão. Química nova na escola, São Paulo, n. 4, p. 28-34, nov. 1996.

SANTOS, Wildson Luiz Pereira dos; MORTIMER, Eduardo Fleury. Uma análise de pressupostos teóricos da abordagem C-T-S (Ciência-Tecnologia-Sociedade) no contexto da educação brasileira. Ensaio Pesquisa em Educação em Ciências, Belo Horizonte, v. 2, n. 2, p. 133-162, dez. 2002.

SANTOS, Wildson Luiz Pereira dos et al. O enfoque CTS e a Educação Ambiental: “ambientalização” do ensino de Ciências. In: SANTOS, Wildson Luiz Pereira dos; MALDANER, Otávio Aloisio; MACHADO, Patrícia Fernandes Lootens (Orgs.). Ensino de Química em foco. 2. ed. Ijuí: Ed. Unijuí, 2019. p. 109-124.

SCHMIDT-NIELSEN, Knut. Fisiologia Animal: Adaptação e Meio Ambiente. 5 ed. São Paulo: Livraria Santos, 2002, 620 p.

SILVA, Shirley Margareth Buffon da. A moral em questões sócio-científicas no Ensino de Biologia. 2016. 267 p. Tese (Doutorado em Educação [Educação em Ciências e Matemática]) – Faculdade de Educação, Universidade de Brasília, Brasília, 2016.

SILVA, Fábio Castagna et al. Isolamento social e a velocidade de casos de covid-19: medida de prevenção da transmissão. Revista Gaúcha de Enfermagem, Porto Alegre, v. 42 (esp.), p. 1-10, 2021.

SINGER, Peter. Libertação animal. Porto Alegre: Lugano, 2004, 392 p.

TRÉZ, Thales de Astrogildo e; NAKADA, Juliana Isabel Lopes. Percepções acerca da experimentação animal como um indicador do paradigma antropocêntrico-especista entre professores e estudantes de Ciências Biológicas da UNIFAL-MG. Alexandria Revista de Educação em Ciência e Tecnologia, Florianópolis, v. 1, n. 3, p. 3-28, 2008.

VERGNAUD, Anne-Claire et al. Meat consumption and prospective weight change in participants of the EPIC-PANACEA study. The American journal of clinical nutrition, v. 92, n. 2, p. 398-407, ago. 2010. WALLACE, Rob. Big Farms Make Big Flu: Dispatches on Influenza, Agribusiness, and the Nature of Science. Nova York: Monthly Review Press, 2016. 400 p.

WARNOCK, Geoffrey James. The Object of Morality. London: Methuen, 1971, 168 p.

World Cancer Research Fund (WCRF). American Institute for Cancer Research. Food, nutrition, and physical activity: a global perspective. Washington DC: AICR, 2007, 517 p.

ZABALA, Antoni. A Prática Educativa: como ensinar. 1 ed. Porto Alegre: Artmed, 1998, 224 p.

ZABALA, Antoni; ARNAU, Laia. Como aprender e ensinar competências. Porto Alegre: Artmed, 2010, 197 p.

ZEIDLER, Dana Lewis et al. Beyond STS: A Research-Based Framework for Sociocientific Issues Education. Science Education, v. 89, n. 3, p. 357-377, maio. 2005.

Downloads

Publicado

11-04-2023

Como Citar

VARGAS, I. B. .; SILVEIRA, B. D.; OLIVEIRA, J. A. de; MOZZER, N. B.; MENDONÇA, P. C. C.; NUNES-NETO, N. . Como abordar o tema consumo de animais na Educação em Ciências? . Revista Eletrônica de Educação, [S. l.], v. 17, p. e5296029, 2023. DOI: 10.14244/198271995296. Disponível em: https://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/view/5296. Acesso em: 18 jun. 2024.

Edição

Seção

Demanda Contínua - Artigos
##plugins.generic.dates.received## 2022-05-04
##plugins.generic.dates.accepted## 2021-04-30
##plugins.generic.dates.published## 2023-04-11