Tecnologias móveis: do possível ao realizável na educação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14244/198271994359

Palavras-chave:

Educação, Tecnologia, Internet, Mobilidade.

Resumo

Neste artigo apresenta-se uma revisão crítica de bibliografia sobre o tema tecnologias móveis e educação, inscrita em uma pesquisa de pós-doutorado sobre o uso de celular nas aulas de cursos superiores de licenciatura. A revisão foi realizada por meio de busca ao Catálogo de Teses e Dissertações da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, usando-se os descritores tecnologias móveis e educação, articulados a operadores booleanos, com leitura dos resumos e dos textos completos dos trabalhos localizados. A análise está fundamentada em pressupostos sobre a formação de professores e conhecimentos para o uso de tecnologias, entre outros. De modo geral, os estudos encontrados convergem, ao apontarem, de um lado, a presença inexorável da tecnologia móvel em contextos educacionais diversos, com destaque para o smartphone, e, de outro, limitações, dificuldades ou desafios para o seu uso pedagógico, sobressaindo-se a falta de infraestrutura e de formação de professores. Tais fatores que, há algum tempo, despontam como empecilhos à incorporação das Tecnologias de Informação e Comunicação à educação, sugerem que, apesar de a tecnologia ser nova (móvel), velhos são os desafios. Os estudos localizados têm como ponto de partida o potencial das tecnologias móveis à educação, seja ela formal, informal ou não-formal, e como ponto de chegada elementos nos quais esse potencial esbarra para tornar-se realidade nas instituições de ensino, os quais não se pode desprezar, na medida em que sugerem um movimento que vai do “possível” ao “realizável” na educação com tecnologia móvel.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Rosemara Perpetua Lopes, UFG Faculdade de Educação

Doutora em Educação, pela Unesp, Faculdade de Ciências e Tecnologia.

Monica Fürkotter, Unoeste Programa de Pós-graduação em Educação

Doutora em Ciências Matemáticas, pelo Instituto de Ciências Matemáticas de São Carlos.

Referências

ANDRADE, Carlos Drummond. Alguma poesia. São Paulo: Companhia das Letras, 2013, 120 p.

AQUINO, Carla Cristiane Franco de; LIMA, Helen Flávia de; PONTES, Verônica Maria de Araújo; OLIVEIRA, Marcos Antonio de. O Estado da arte sobre o uso das tecnologias móveis na educação básica: mapeamento de trabalhos produzidos no período de 2016 a 2018. Research, Society and Development, v. 9, n. 5, p. 1-18, 2020.

BARRETO, Raquel Goulart (Coord.). Educação e Tecnologia (1996-2002). Brasília: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, 2006, 215 p.

BASTOS, Maria Inês. O desenvolvimento de competências em “TIC para a educação” na formação de docentes na América Latina. Brasília: MEC, 2010, 69 p.

BRASIL. Lei Nº. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEI

S/L9394.htm#art80. Acesso em: 08 mai. 2020.

BUFFA, Ester. Educação e cidadania: quem educa o cidadão? 11. ed. São Paulo: Cortez, 2003, 94 p.

CAMARGO, Andréa Francine de. Formação continuada de professores para o uso dos dispositivos móveis: uma análise de experiência sob a perspectiva da teoria da atividade. 2016. 130 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Centro Universitário Internacional, Curitiba, 2016.

CARNEIRO, Vânia Lúcia Quintão. TV na escola: desafios tecnológicos e culturais. In: SANTOS, Gilberto Lacerda. (Org.). Tecnologias na educação e formação de professores. Brasília: Plano Editora, 2003. p. 141-154.

CENSI, Luciana de Jesus Lessa. Aplicativos móveis e praticantes de língua inglesa: diálogos com um cotidiano escolar em Feira de Santana – BA. 2017. 134 f. Dissertação (Mestrado em Gestão e Tecnologias Aplicadas à Educação) - Universidade do Estado da Bahia, Salvador, 2017.

CETIC. Pesquisa sobre o uso das tecnologias de informação e comunicação nos domicílios brasileiros: TIC domicílios 2018. São Paulo: Comitê Gestor da Internet no Brasil, 2019.

CHAUÍ, Marilena Convite à filosofia. 14. ed. São Paulo: Editora Ática, 2010, 520 p.

CIBOTTO, Rosefran Adriano Gonçales; OLIVEIRA, Rosa Maria Moraes Anunciato. TPACK – Conhecimento Tecnológico e Pedagógico do Conteúdo: uma revisão teórica, Imagens da Educação, v. 7, n. 2, p. 11-23, 2017.

CLEOPHAS, Maria das Graças; CAVALCANTI, Eduardo Luiz Dias; SOUZA, Francislê Neri de; LEÃO, Marcelo Brito Carneiro. M-learning e suas múltiplas facetas no contexto educacional: uma revisão da literatura. Rev. Bras. de Ensino de C&T, v. 8, n. 4, p. 188-2017, set./dez. 2015.

COLL, César; MONEREO, Carles. Educação e aprendizagem no século XXI: novas ferramentas, novos cenários, novas finalidades. In: COLL, César; MONEREO, Carles. (Orgs.). Psicologia da educação virtual: aprender e ensinar com as tecnologias da informação e da comunicação. Porto Alegre: Artmed, 2010. p. 15-46.

CONSOLO, Angeles Treitero Garcia. Formação de professores para a Era da conexão móvel: um estudo reflexivo sobre as práticas da cultura móvel e ubíqua. 2014. 182 f. Tese (Doutorado em Educação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2014.

CORDEIRO, Jaime. Cultura da mídia e educação: relações cruzadas. In: CORDEIRO, Jaime. (Org.). Cultura da mídia e educação: relações cruzadas. São Paulo: Paco, 2018. p. 11-27.

ESTRELLA, Bianca; LIMA, Larissa. CNE aprova diretrizes para escolas durante a pandemia. Ministério da Educação, 28 abr. 2020. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/component/content/article/12-noticias/acoes-programas-e-projetos-637152388/89051-cne-aprova-diretrizes-para-escolas-durante-a-pandemia?Itemid=164. Acesso em: 06 maio 2020.

FERREIRA, Jacques de Lima; BEHRENS, Marilda Aparecida. Formação continuada on-line para professores que atuam no atendimento pedagógico ao escolar em tratamento de saúde: dispositivos móveis utilizados na prática pedagógica. In: TORRES, Patrícia Lupion; AMANTE, Lúcia (Orgs.). Educação e tecnologias web: contributos de pesquisa luso-brasileiras. Curitiba: Appris, 2019. p. 211-239.

FUZA, Ângela Francine; MIRANDA, Flávia Danielle Sordi Silva. Tecnologias digitais, letramentos e gêneros discursivos nas diferentes áreas da BNCC: reflexos nos anos finais do ensino fundamental e na formação de professores. Revista Brasileira de Educação, v. 25, p. 1-26, 2020.

GATTI, Bernadete Angelina et al. Professores do Brasil: novos cenários de formação. Brasília: Unesco, 2019, 351 p.

GIANFARDONI, Carlos. Educação móvel aplicada: uma experiência Brasil-Finlândia. 2018. 71 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Municipal de São Caetano do Sul, São Caetano do Sul, 2018.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. 4. reimpr. São Paulo: Editora Atlas, 2011, 216 p.

GUAZZELLI, Dalva Célia Henriques Rocha. Inovações pedagógicas com o uso de smartphone com base no olhar discente. 2015. 121 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Nove de Julho, São Paulo, SP, 2015.

KNAUL, Ana Paula. Novos letramentos na escola: uma análise da integração do tablet às práticas pedagógicas no Ensino Fundamental. 2015. 255 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC, 2015.

KOEHLER, Mattew J.; MISHRA, Punya; CAIN, William. What Is Technological Pedagogical Content Knowledge (TPACK)? Journal of Education, v. 193, n. 3, p. 13-19, 2013.

LIMA, Mixilene Sales Santos. Aprendizagem colaborativa com apoio computacional: uma experiência no ensino fundamental. 2015. 135f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, CE, 2015.

LOMBARDI, Evandro. Tecnologias móveis na educação básica: o smartphone no processo de ensino e aprendizagem no contexto do Ensino Médio. 2018. 180 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade do Oeste Paulista, Presidente Prudente, 2018.

MARCELO GARCIA, Carlos. A formação de professores: centro de atenção e pedra-de-toque. In: NÓVOA, Antonio. (Org). Os professores e a sua formação. 3. ed. Lisboa: Dom Quixote, 1997. p. 53-76.

MARTINS, Jacqueline Sobral Mesquita. Adultos smartphones e crianças pequenas: um estudo sobre famílias midiatizadas. Rio de Janeiro. 2018. 192 f. Tese (Doutorado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2018.

MELO, Maria Bernadete Oriá de. Engajamento discente no uso de redes sociais em contexto escolar. 2016. 162 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, CE, 2016.

MODELSKI, Daiane; GIRAFFA, Lúcia Maria Martins; CASARTELLI, Alam de Oliveira. Tecnologias digitais, formação docente e práticas pedagógicas. Educ. Pesqui., São Paulo, v. 45, p. 1-17, 2019.

NAGUMO, Estevon; TELES, Lúcio França. O uso do celular por estudantes na escola: motivos e desdobramentos. Rev. Bras. Estud. Pedagog. (on-line), Brasília, v. 97, n. 246, p. 356-371, mai./ago. 2016.

NASCIMENTO, Karla Angélica Silva do. MC-Learning: práticas colaborativas na escola com o suporte da tecnologia móvel. 2016. 256f. - Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Ceará, Fortaleza (CE), 2016.

NASCIMENTO, Péricles Antonio de Souza. Formação de professores para as Tecnologias da Informação e Comunicação nos cursos de Licenciatura em Pedagogia da UFG. 2019. 141 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Goiás, Jataí, 2019.

NÓVOA, Antonio. Nota de apresentação. In: NÓVOA, Antonio (Coord.). Os professores e a sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1997. p. 9-12.

PACHECO, Cínthia Alencar Aluno tecnológico: o perfil do aluno e sua relação com o professor na era digital. 2019. 80 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Goiás, Jataí, 2019.

PACHECO, Marcia Leão da Silva. O não-lugar da tecnologia na aula: investigação sobre a integração das TIC às unidades escolares da CRE/Jataí. 2019. 201 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Goiás, Jataí, 2019.

PENTEADO, Míriam Godoy. Possibilidades para a formação de professores de Matemática. In: PENTEADO, Míriam Godoy; BORBA, Marcelo de Carvalho (Orgs.). A informática em ação: formação de professores, pesquisa e extensão. São Paulo: Olho d’Água, 2000. p. 23-34.

PEREIRA, Julio Cezar Matos. Os usos das tecnologias móveis nas salas de aula da Educação de Jovens e Adultos. 2017. 460 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2017.

PEREIRA, Maurício Gomes; GALVÃO, Taís Freire. Etapas de busca e seleção de artigos em revisões sistemáticas da literatura. Epidemiologia e Serviços de Saúde, Brasília, v. 23, n. 2, p. 369-371, abr./jun. 2014.

PIRES, Célia Maria Carolino. Reflexões sobre os cursos de Licenciatura em Matemática, tomando como referência as orientações propostas nas Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação de professores da Educação Básica. Revista da Sociedade Brasileira de Educação Matemática, São Paulo, n. 11, p. 44-56, abr. 2002.

PRETTO, Nelson de Luca. O desafio de educar na era digital: educações. Revista Portuguesa de Educação, v. 24, n. 1, p. 95-118, 2011.

REGO, Teresa Cristina. Vygotsky: uma perspectiva histórico-cultural da educação. 24. ed. Petrópolis: Vozes, 2013, 138 p.

RIBEIRO, Josiane da Cruz Lima. Uso do celular na escola: suas representações e conexões com o ensino e com a aprendizagem. 2016, 193 f. Dissertação (Mestrado em Educação e Diversidade) – Universidade Estadual da Bahia, Jacobina, 2016.

SACCOL, Amarolinda Zanela; REINHARD, Nicolau. Tecnologias de informação móveis, sem fio e ubíquas: definições, estado-da-arte e oportunidades de pesquisa. RAC, v. 11, n. 4, p. 175-198, out./dez. 2007.

SANTAELLA, Lúcia. Cultura das mídias. São Paulo: Experimento, 2003, 138 p.

SANT’ANNA, Alex Sandro Coitinho. O ser da presença da docência com o dispositivo tablet pc e as teias educacionais de aprendizagens inclusivas na [psico]pedagogia social hospitalar. 2014. 303 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2014.

SILVA, Jadiael Rodrigues da. As tecnologias móveis como possibilidade de inovação no ensino de História: uma análise da aplicação do projeto HMobile em uma escola pública no município de Candeias do Jamari/RO. 2018. 112 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Rondônia, Porto Velho, 2018.

SILVA, Maria da Graça Moreira da. Mobilidade e construção do currículo na cultura digital. In: ALMEIDA, Maria Elizabeth Bianconcini de; DIAS, Paulo; SILVA, Bento Duarte da. Cenários de inovação para a educação na sociedade digital. São Paulo: Edições Loyola, 2013. p. 123-135.

SONEGO, Anna Helena Silveira; BEHAR, Patrícia Alejandra. M-learning: o uso de dispositivos móveis por uma geração conectada. Educação, Porto Alegre, v. 42, n. 3, p. 514-524, set./dez. 2019.

SOUSA, Alexsandro Costa de. O celular como recurso pedagógico para um estudo sobre a relação das pessoas com o lugar: imagens do sujeito e o seu lugar. 2018. 263 f. Dissertação (Mestrado em Gestão de Ensino da Educação Básica) - Universidade Federal do Maranhão, 2018.

SOUZA DO Ó, Ana Paula de. M-learning: desafios aos docentes no contexto escolar. 2016. 95 f. Dissertação (Mestrado em Formação de Professores) – Universidade Estadual da Paraíba, Campina Grande, 2016.

SUBTIL, Maria José; BELLONI, Maria Luiza. Dos audiovisuais à multimídia: análise histórica das diferentes dimensões do uso dos audiovisuais na escola. In: BELLONI, Maria Luiza. (Org.). A formação na sociedade do espetáculo. São Paulo: Edições Loyola, 2002. p. 47-72.

TEZANI, Thaís Cristina Rodrigues. Nativos digitais: considerações sobre os alunos contemporâneos e a possibilidade de se (re)pensar a prática pedagógica. Rev. Bras. Psicol. Educ., Araraquara, v. 19, n. 2, p. 295-307, jul./dez. 2017.

THIOLLENT, Michel. Metodologia da pesquisa-ação. 18. ed. 3. reimpr. São Paulo: Cortez, 2015, 132 p.

Downloads

Publicado

15-07-2022

Como Citar

LOPES, R. P.; FÜRKOTTER, M. Tecnologias móveis: do possível ao realizável na educação. Revista Eletrônica de Educação, [S. l.], v. 16, p. e4359007, 2022. DOI: 10.14244/198271994359. Disponível em: https://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/view/4359. Acesso em: 14 jun. 2024.

Edição

Seção

Demanda Contínua - Artigos
##plugins.generic.dates.received## 2020-05-11
##plugins.generic.dates.accepted## 2020-11-13
##plugins.generic.dates.published## 2022-07-15