Projeto acadêmico e gestão democrática no ensino superior público: o caso da UNIFESP- campus Guarulhos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14244/198271993347

Palavras-chave:

Gestão democrática, Projeto político pedagógico, Universidade pública, Unifesp - campus Guarulhos.

Resumo

O trabalho apresenta um relato de experiência sobre a gestão acadêmica (2013-2017) no campus de Ciências Humanas da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), localizado em Guarulhos/SP. Destacamos três aspectos importantes envolvidos no processo de consolidação do campus e que buscamos problematizar no texto: i) uma perspectiva de gestão democrática, o incentivo à ecologia de saberes e a ampliação do pertencimento social do campus no território de sua localização; ii) os limites e as possibilidades de produção coletiva do Projeto Político Pedagógico do campus, com a identificação de pontos convergentes e suas interfaces; iii) a apresentação dos principais resultados acadêmicos alcançados no período analisado nos âmbitos do ensino, da pesquisa e da extensão. No período da gestão acadêmica houve significativos avanços em termos de infraestrutura e de democratização interna, porém não foi possível contudo construir - de forma efetiva e coletivamente - um Projeto Político Pedagógico sólido, integrado e integrador. Ainda assim, foram obtidos resultados acadêmicos importantes para o campus, para a Unifesp e para o município de Guarulhos, nos âmbitos do ensino, da pesquisa e da extensão, mesmo em um ambiente de clara disputa por hegemonia interna no campus, considerando o contexto do seu processo de implantação.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Marineide de Oliveira Gomes, Universidade Católica de Santos/SP

Professora do Programa de Pós-Graduação da Universidade Católica de Santos/SP, Doutora em Educação (FE USP) com Pós-Doutoramento pela Universidade Católica Portuguesa - Lisboa.

Daniel Arias Vazquez, Universidade Federal de São Paulo - campus Guarulhos

Professor Associado do curso de graduação e do programa de pós-graduação em Ciências Sociais da Universidade Federal de São Paulo - Unifesp, campus Guarulhos. Doutor em Desenvolvimento Econômico pela Universidade Estadual de Campinas - Unicamp, com pós-doutorado na Universidad Autónoma de Madrid - UAM.

Referências

ARAÚJO. M. A. D.; PINHEIRO. H. D. Reforma gerencial do Estado e rebatimentos no sistema educacional: um exame do REUNI. Ensaio: Aval. Pol. Públ. Educ., Rio de Janeiro, v. 18, n. 69, p. 647-668, out. /dez. 2010.

ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS DIRIGENTES DAS INSTITUIÇÕES FEDERAIS DE ENSINO SUPERIOR/FORUM NACIONAL DE PRÓ-REITORES DE ASSUNTOS COMUNITÁRIOS E ESTUDANTIS. IV Pesquisa do Perfil Socioeconômico e Cultural dos Estudantes de Graduação das IFES Brasileiras (2014), Uberlândia, 2016. Disponível em: https://pt.scribd.com/document/356294790/perfil-Socioeconomico-Dos-Graduandos-Das-Ifes; Acesso em 18/01/2018.

BALL, S.; BOWE, R. El curriculum nacional y su ‘puesta en práctica’: el papel de los departamentos de materias o asignaturas. Revista de Estudios del Curriculum, v.1, n. 2, p. 105-131, 1998.

BOBBIO, N. O futuro da democracia: uma defesa das regras do jogo. 7ª Ed. São Paulo: Paz e Terra, 2000.

BORDIEU, P.; PASSERON, J. C. La Reproduction: élements pour une théorie du système d’enseignement. Paris: Les Éditions de Minuit, 1970.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisa Educacionais Anísio Teixeira – INEP – Censo da Educação Superior: Notas Estatísticas, 2017. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/censo-da-educacao-superior; Acesso em 08/01/2019.

BRASIL. Lei Federal nº 13.005/2014. Institui o Plano Nacional de Educação. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2014/Lei/L13005.htm; Acesso em 10/01/2019.

BRASIL. Ministério da Educação. Decreto Federal nº 6.096/2007 – Institui o Plano de Reestruturação das Universidades Federais. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2007/decreto/d6096.htm; acesso em 02/04/2018.

BRASIL. Lei Federal Nº 11.096, de 13 de janeiro de 2005. Institui o Programa Universidade para Todos - PROUNI, regula a atuação de entidades beneficentes de assistência social no ensino superior; altera a Lei Nº 10.891, de 9 de julho de 2004, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 14 jan. 2005. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/> Acesso em: 10 mar. 2014.

BRASIL. Lei Federal Nº 10.260, de 12 de julho de 2001. Dispõe sobre o Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 13 jul. 2001b. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/> Acesso em: 10 mar. 2014.

BRASIL. Ministério da Educação. Lei Federal nº 9.394/96 - institui a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9394.html Acesso em 02/04/2018.

BURNETT, H. O erro de diagnóstico da Unifesp. Folha de São Paulo, 2012. Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/fsp/opiniao/50003-o-erro-de-diagnostico-da-unifesp.shtml: Acesso em: 20/04/2018.

CAMARGO, R. B.; JACOMINI, M.; GOMES, M. O. Desafios da Gestão Democrática na Educação Pública: 20 anos de LDB. Revista Eletrônica Pesquiseduca/ Universidade Católica de Santos, Santos, v.8, n.16, p.380-393, jul-dez, 2016.

CHAUÍ, M. Comunicação e Democracia. Conferência realizada no Instituto Lula em 13/04/2018. Disponível em: http://www.pt.org.br/marilena-chaui-comunicacao-e-democracia/; Acesso em 03/01/2019.

CHAUÍ, M. Cultura Política e Política Cultural. Revista do Instituto de Estudos Avançados, USP, 9 (23), p.71-84, 1995.

CURY, C. R. J. A qualidade da educação brasileira como direito. Educação & Sociedade, Campinas, v. 35, nº 129, p. 1053-1066, out-dez, 2014. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v35n129/0101-7330-es-35-129-01053.pdf; Acesso em: 10/03/2020.

CURY, C. R. J. O debate sobre a pesquisa e a avaliação da pós-graduação em educação. Revista Brasileira de Educação, v. 15, n. 43, p. 163-165, 2010.

DIAS SOBRINHO, J. Avaliação da educação superior. Petrópolis: Vozes, 2000.

DOSSE, F. O império do sentido: a humanização das Ciências Humanas. Tradução de Ilka Stern Cohen. São Paulo: Ed. Unesp, 2018.

FREIRE, P. Extensão ou Comunicação? 8ª ed. Tradução de Rosyska Darci de Oliveira. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1985.

FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. 21 ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GIGLIO, C.M.B. et al. Residência Pedagógica: diálogo permanente entre a formação inicial e a formação contínua. In: GOMES, M.O. Estágios na formação de professores: possibilidades formativas entre ensino, pesquisa e extensão, São Paulo: Loyola, 2011, p.15-46.

GIROUX, H. Os professores como intelectuais: rumo a uma Pedagogia crítica da aprendizagem. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997.

GOMES, M.O. Universidades e escolas de educação infantil: identidades e formação contextualizada. In: REIS, M.; XAVIER, M.C.; SANTOS, L. (orgs.). Crianças e infâncias: educação, conhecimento, cultura e sociedade. São Paulo: Annablume, 2012, p. 151-164.

GOODSON, I. F. School subjects and curriculum change. Londres: Open University, 1993.

LUGLI, R. S. G. O novo público do ensino superior brasileiro e a tradição acadêmica: o caso das humanidades na UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo). Revista Linhas. Florianópolis, v. 15, n. 29, p. 297-316, jul./dez. 2014.

ORGANIZAÇÃO EUROPEIA PARA O COMÉRCIO E DESENVOLVIMENTO – OECD – Education at a Glance – Indicators, 2016. Disponível em: http://www.oecd.org/education/skills-beyond-school/education-at-a-glance-2016-indicators.htm; Acesso em 08/01/2019.

PEROSA, G. S.; COSTA, T. L. Uma democratização relativa? Um estudo sobre o caso da expansão da Unifesp. Educação e Sociedade, Campinas, v. 36, n. 130, p. 117-137, Mar. 2015.

SANTOMÉ TORRES, J. Globalização e Interdisciplinaridade: o currículo integrado. Ediciones Morata, SL, 1994.

SANTOS, M. Por uma Geografia Nova. São Paulo: Hucitec, Edusp, 1978.

SAVIAN FILHO, J. A Unifesp e as soluções provisórias. Carta Capital, 27/07/2012. Disponível em: https://www.cartacapital.com.br/educacao/crise-e-dinheiro-publico-na-unifesp; Acesso em:10/04/2018.

SOUSA-SANTOS, B. Na oficina do sociólogo artesão: aulas 2011-2016. São Paulo: Cortez, 2018.

SOUSA-SANTOS, B. A gramática do tempo: para uma nova cultura política. São Paulo: Cortez, 2006.

SOUSA-SANTOS. B. A universidade do século XXI: para uma reforma democrática e emancipatória da universidade. 2ª ed. São Paulo: Cortez, 2005.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO. Análise do perfil de estudantes ingressantes da Universidade Federal de São Paulo, 2016, mimeo.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO. Projeto Político Pedagógico. Instituto das Cidades, 2015. Disponível em: https://unifesp.br/campus/zonaleste/images/campus_zona_leste/documentos/Projeto_Pedagogico/PPP/Unifesp_Projeto_Poltico_Pedagogico_Instituto_Das_Cidades.pdf; Acesso em 05/01/2019.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO. Proposta Pedagógica do Campus Guarulhos, 2006, mimeo.

VAZQUEZ, D. A. O desmonte social no Plano Temer-Meirelles. Carta Capital, 20/07/2016. Disponível em: https://www.cartacapital.com.br/politica/o-desmonte-social-no-plano-temer-meirelles/; Acesso em: 29/04/2020.

YOUNG, M. Currículo e Democracia: lições de uma crítica à ‘nova Sociologia da Educação’, Educação e Realidade, Porto Alegre, v.14, p. 29-40, jan/jun, 1981.

Downloads

Publicado

14-05-2020

Como Citar

GOMES, M. de O.; VAZQUEZ, D. A. Projeto acadêmico e gestão democrática no ensino superior público: o caso da UNIFESP- campus Guarulhos. Revista Eletrônica de Educação, [S. l.], v. 14, p. e3347086, 2020. DOI: 10.14244/198271993347. Disponível em: https://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/view/3347. Acesso em: 24 jun. 2024.

Edição

Seção

Relatos de Experiência
##plugins.generic.dates.received## 2019-03-16
##plugins.generic.dates.accepted## 2020-03-29
##plugins.generic.dates.published## 2020-05-14