O conceito de formação na pesquisa (auto)biográfica: a complexidade como paradigma emergente e o método (auto)biográfico como síntese

Autores

  • Júlia Guimarães Neves Doutora em Educação pela Universidade Federal de Pelotas - UFPEL. http://orcid.org/0000-0002-7548-1668
  • Filipi Vieira Amorim Professor Adjunto da Universidade Federal do Rio Grande - FURG. Líder do Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Ensino de Filosofia e Educação Filosófica - NESEF Extremo Sul, e Pesquisador do Grupo de Estudos em Filosofias Emergentes - GEFE/FURG https://orcid.org/0000-0003-3837-3171
  • Lourdes Maria Bragagnolo Frison Professora Associada da Faculdade de Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Pelotas - UFPEL. Líder do Grupo de Estudos e Pesquisa da Aprendizagem Autorregulada. Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2. http://orcid.org/0000-0001-6671-5808

DOI:

https://doi.org/10.14244/198271993129

Palavras-chave:

Método (auto)biográfico, Formação humana, Complexidade.

Resumo

Neste artigo, propõe-se a reflexão sobre os fundamentos da pesquisa (auto)biográfica e as suas possíveis contribuições à formação humana. Como ponto de partida, reivindica-se a revisão do paradigma dominante em nome de outra compreensão de sujeito da educação. A discussão encaminha-se ao reconhecimento da complexidade, anteriormente negada, como elemento intrínseco à vida humana. Logo, a pesquisa (auto)biográfica não pode prescindir da noção de sujeito imerso na complexidade que acompanha a temporalidade e a historicidade do gênero humano. Em termos metodológicos, trata-se de um ensaio teórico que busca revigorar as perenes discussões conceituais, desde o campo dos fundamentos da educação, oferecendo movimentos e reflexões sobre a pesquisa (auto)biográfica imersa em questões epistemológicas do campo em tese. Com isto, amplia o horizonte compreensivo sobre a existencialidade do sujeito, ser de múltiplas lateralidades: físico, sensível, de emoções, ações, afetividades, atenção consciente, cognição e imaginação. E apresenta, por fim, o Método (auto)biográfico como síntese de um conceito de Formação.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Júlia Guimarães Neves, Doutora em Educação pela Universidade Federal de Pelotas - UFPEL.

Licenciada em Ciências Biológicas e Pedagogia. Mestre em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande - FURG. Doutora em Educação pela Universidade Federal de Pelotas - UFPEL.

Filipi Vieira Amorim, Professor Adjunto da Universidade Federal do Rio Grande - FURG. Líder do Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Ensino de Filosofia e Educação Filosófica - NESEF Extremo Sul, e Pesquisador do Grupo de Estudos em Filosofias Emergentes - GEFE/FURG

Licenciado em Ciências Biológicas, Pedagogia e Filosofia. Mestre em Educação pela Universidade do Planalto Catarinense - UNIPLAC. Doutor em Educação Ambiental pela Universidade Federal do Rio Grande - FURG. Professor Adjunto da Universidade Federal do Rio Grande - FURG. Líder do Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Ensino de Filosofia e Educação Filosófica - NESEF Extremo Sul, e Pesquisador do Grupo de Estudos em Filosofias Emergentes - GEFE/FURG 

Lourdes Maria Bragagnolo Frison, Professora Associada da Faculdade de Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Pelotas - UFPEL. Líder do Grupo de Estudos e Pesquisa da Aprendizagem Autorregulada. Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2.

Licenciada em Pedagogia. Mestre e Doutora em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - PUCRS. Líder do Grupo de Estudos e Pesquisa da Aprendizagem Autorregulada. Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2.

Referências

ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto (org.). A aventura (auto)biográfica: teoria e empiria. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2004.

ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto; FRISON, Lourdes Maria Bragagnolo; BARREIRO, Cristhianny Bento (orgs.). A nova aventura (auto)biográfica: Tomo I. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2016.

ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto (org.). A Nova Aventura (Auto)Biográfica: Tomo II. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2018.

ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto; FRISON, Lourdes Maria Bragagnolo; MAFFIOLETTI, Leda de Albuquerque; BASSO, Fabiane Puntel (orgs.). A Nova Aventura (Auto)Biográfica: Tomo III. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2018.

ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto; PASSEGGI, Maria da Conceição (orgs.). Dimensões epistemológicas e metodológicas da pesquisa (auto)biográfica: Tomo I. Natal: EDUFRN; Porto Alegre: EDIPUCRS; Salvador: EDUNEB, 2012.

BERTAUX, Daniel. Narrativa de vida: a pesquisa e seus métodos. São Paulo: Paulus; Natal, RN: EDUFRN, 2010.

CALLONI, Humberto. A educação e seus impasses: um olhar a partir da noção de pós-modernidade. In: LAMPERT, Ernâni (org.). Pós-modernidade e conhecimento: educação, sociedade, ambiente e comportamento humano. Porto Alegre: Sulina, 2005.

COMENIUS, Iohannis Amos. Didáctica magna: tratado da arte universal de ensinar tudo a todos. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2001.

DARDOT, Pierre; LAVAL, Christian. A nova razão do mundo: ensaio sobre a sociedade neoliberal. São Paulo: Boitempo, 2016.

DELORY-MOMBERGER, Christine. Biografia e Educação: figuras do indivíduo-projeto. Natal: EDUFRN; São Paulo: Paulus, 2008.

DELORY-MOMBERGER, Christine. Construção e transmissão da experiência nos processos de aprendizagem e de formação. In: ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto; FRISON, Lourdes Maria Bragagnolo; BARREIRO, Cristhianny Bento (orgs.). A nova aventura (auto)biográfica: Tomo I. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2016.

DUARTE, Rodrigo. Arte e modernidade. Psicol. cienc. prof., Brasília, v. 14, n. 1-3, p. 10-13, 1994. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1414-98931994000100003 Acesso em: 01 Out. 2018.

FERRAROTTI, Franco. História e histórias de vida: o método biográfico nas Ciências Sociais. Natal, RN: EDUFRN, 2014.

FLICKINGER, Hans-Georg. Fontes de conflito na pedagogia contemporânea. In: MÜHL, Eldon Henrique; GOMES, Luiz Roberto; ZUIN, Antonio Álvaro Soares (orgs.). Teoria crítica, filosofia e educação: homenagem a Pedro L. Goergen. Passo Fundo: Editora da Universidade de Passo Fundo; Maringá: Editora da Universidade Estadual de Maringá, 2014.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 2014.

GOERGEN, Pedro. Pós-modernidade, ética e educação. Campinas: Autores Associados, 2001.

GOERGEN, Pedro. Ciência, ética e sociedade. In: BOMBASSARO, Luiz Carlos; DALBOSCO, Claudio Almir; HERMANN, Nadja (orgs.). Percursos hermenêuticos e políticos: homenagem a Hans-Georg Flickinger. Passo Fundo: Ed. Universidade de Passo Fundo; Porto Alegre: Ed. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Caxias do Sul: Ed. Universidade de Caxias do Sul, 2014.

GUATTARI, Félix. Caosmose: um novo paradigma estético. São Paulo: Editora 34, 2006.

HABERMAS, Jürgen. Pensamento pós-metafísico: estudos filosóficos. São Paulo: Tempo Brasileiro, 2002.

HERMANN, Nadja. Ética & Educação: outra sensibilidade. Belo Horizonte: Autêntica, 2014.

JAPIASSU, Hilton. Interdisciplinaridade e patologia do saber. Rio de Janeiro: Imago. 1976.

JOSSO, Marie-Christine. As histórias de vida como territórios simbólicos nos quais se exploram e se descobrem formas e sentidos múltiplos de uma existencialidade evolutiva singular-plural. In: PASSEGGI, Maria da Conceição (org.). Tendências da pesquisa (auto)biográfica. Natal, RN: EUFRN; São Paulo: Paulus, 2008.

JOSSO, Marie-Christine. Experiências de vida e formação. Natal: EDUFRN; São Paulo: Paulus, 2010.

JOSSO, Marie-Christine. Processo autobiográfico do conhecimento da identidade singular-plural e o conhecimento da epistemologia existencial. In: ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto; FRISON, Lourdes Maria Bragagnolo; BARREIRO, Cristhianny Bento (orgs.). A nova aventura (auto)biográfica: Tomo I. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2016.

LIBÂNEO, José Carlos. Democratização da escola pública: a pedagogia crítico-social dos conteúdos. São Paulo: Edições Loyola, 2014.

LUCKESI, Cipriano Carlos. Avaliação da aprendizagem escolar: estudos e proposições. São Paulo: Cortez, 2011.

MASSCHELEIN, Jan; SIMONS, Maarten. Em defesa da escola: uma questão pública. Belo Horizonte: Autêntica, 2013.

MIZUKAMI, Maria da Graça Nicoletti. Ensino: as abordagens do processo. São Paulo: EPU, 1986.

MORIN, Edgar. Ciência, democracia, civismo e ética. In: PENA-VEGA, Alfredo; ALMEIDA, Cleide R. S. de; PETRAGLIA, Izabel (orgs.). Edgar Morin: ética, cultura e educação. São Paulo: Cortez Editora, 2001.

MORIN, Edgar. Ciência com consciência. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2005.

MORIN, Edgar. Meu caminho: entrevistas com Djénane Kareh Tager. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2010.

MORIN, Edgar. Introdução ao pensamento complexo. Porto Alegre: Sulina, 2011.

MORIN, Edgar. O método V: A humanidade da humanidade: a identidade humana. Porto Alegre: Sulina, 2012.

NEVES, Júlia Guimarães. O sujeito da educação: possibilidades formativas da racionalidade (auto)biográfica. 2019. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2019.

NÓVOA, António; FINGER, Matthias (orgs.). O método (auto)biográfico e a formação. Natal: EDUFRN; São Paulo: Paulus, 2010.

PASSEGGI, Maria da Conceição (org.). Tendências da pesquisa (auto)biográfica. Natal, RN: EUFRN; São Paulo: Paulus, 2008.

PASSEGGI, Maria da Conceição; ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto. (orgs.) Dimensões epistemológicas e metodológicas da pesquisa (auto)biográfica: Tomo II. Natal: EDUFRN; Porto Alegre: EDIPUCRS; Salvador: EDUNEB, 2012.

PAVIANI, Jayme. Epistemologia prática: ensino e conhecimento científico. Caxias do Sul: Educs, 2013.

PINEAU, Gaston. Produire sa vie: produire sa vie autoformation et autobiographie. Paris: Edilig; Montréal: St Martin, 1983.

PINEAU, Gaston. As histórias de vida como artes formadoras da existência. In: SOUZA, Elizeu Clementino; ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto (orgs.). Tempos, narrativas e ficções: a invenção de si. Porto Alegre/Salvador: EDIPUCRS/EDUNEB, 2006.

RICOEUR, Paul. Tempo e narrativa. v. I. Campinas: Papirus, 1994.

RORTY, Richard. A filosofia e o espelho da natureza. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 1994.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Um discurso sobre as ciências. São Paulo: Cortez, 2006.

SAVIANI, Dermeval. Da LDB (1996) ao novo PNE (2014-2024): por outra política educacional. Campinas: Autores Associados, 2016.

SILVA, Tomaz Tadeu da. Documentos de Identidade: uma introdução às teorias do currículo. Belo Horizonte: Autêntica, 1999.

Downloads

Publicado

25-06-2020

Como Citar

NEVES, J. G.; AMORIM, F. V.; FRISON, L. M. B. O conceito de formação na pesquisa (auto)biográfica: a complexidade como paradigma emergente e o método (auto)biográfico como síntese. Revista Eletrônica de Educação, [S. l.], v. 14, p. e3129095, 2020. DOI: 10.14244/198271993129. Disponível em: https://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/view/3129. Acesso em: 24 jun. 2024.
##plugins.generic.dates.received## 2018-11-19
##plugins.generic.dates.accepted## 2020-05-04
##plugins.generic.dates.published## 2020-06-25