Ensino de ditadura civil-militar em tempos de “Escola Sem Partido”

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14244/198271992712

Palavras-chave:

Ditadura, Ensino de História – Brasil, História - 1964/1985.

Resumo

Este artigo aborda como a organização Escola Sem Partido (ESP) trata o ensino da ditadura civil-militar. As estratégias, objetivos e atuações da ESP são avaliados, bem como é traçada uma discussão historiográfica sobre as memórias em debate acerca da ditadura civil-militar. A metodologia está embasada na análise de algumas fontes documentais produzidas pela ESP, objetivando refinar a compreensão das forças sociais e dos sujeitos envolvidos com o movimento e com os interesses subjacentes ao seu discurso. Assim, problematiza o modo escolar e acadêmico de lidar com o ensino da ditadura civil-militar, percebendo que, ao contrário da necessidade de um debate democrático sobre o processo de ensino, a ESP defende o retorno de visões que corroboram com a ditadura típica dos anos 60 e 70. Diante disso, o estudo de temas traumáticos permanece relevante nos dias atuais e, apesar das pressões feitas pela ESP e por outras forças conservadoras, a ditadura civil-militar deve ser abordada de forma crítica, sendo problematizada em suas diferentes versões a partir dos conflitos de memória.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

José Airton de Farias, Universidade Federal Fluminense (UFF)

É graduado em História pela Universidade Estadual do Ceará, Bacharel em Direito pela Universidade Federal do Ceará e Mestre em História Social pela mesma UFC. Professor de vários colégios e faculdades, tem experiência na produção de livros didáticos e na pesquisa em História Política, voltado para a Ditadura Militar brasileira e a luta armada das esquerdas. Atualmente é doutorando no Dinter URCA-UFF.

Danielle Rodrigues de Oliveira, Universidade Federal do Ceará (UFC)

Doutoranda em Educação Brasileira pela Faculdade de Educação da Universidade Federal do Ceará - UFC, mestra em Educação Brasileira (2017) e graduada em História (2014) pela mesma universidade. Integrante do Grupo de Pesquisas em Formação Docente, História e Política Educacional (GPFOHPE/UFC). Atualmente, atua como professora-tutora do Instituto Universidade Virtual/UFC/UAB, no curso de Pedagogia Semipresencial da UFC, em diversos polos no estado do Ceará. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em História da Educação, trabalhando nos seguintes temas: Formação docente, História da Educação Brasileira, História e Memória, Ensino de História e Orientação de trabalhos científicos.

Referências

AARÃO, Daniel. A revolução faltou ao encontro. São Paulo: Brasiliense, 1990.

AARÃO, Daniel et al. (Orgs.). Versões e ficções: o sequestro da história. São Paulo: Editora Perseu Abramo, 1997.

AARÃO, Daniel. Ditadura militar, esquerda e sociedade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2000.

AARÃO, Daniel. Ditadura e democracia no Brasil: do golpe de 1964 à Constituição de 1988. Rio de Janeiro: Zarah, 2014.

ALBERTI, Verena. História e memória na sala de aula e o ensino de temas controversos. In: QUADRAT, Samantha Viz; ROLLEMBERG, Denise. História e memória das ditaduras do século XX. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2015.

ALGEBAILE, Eveline. Escola sem Partido: o que é, como age, para que serve. In: FRIGOTTO, Gaudêncio (Org.). Escola “sem” partido: esfinge que ameaça a educação e a sociedade brasileira. Rio de Janeiro: UERJ, LPP, 2017, p. 63 e seguintes.

ARAÚJO, Maria Paula Nascimento. A utopia fragmentada: as novas esquerdas no Brasil e no mundo na década de 1970. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2000.

ARAÚJO, Maria Paula Nascimento. Limites políticos para a transição democrática no Brasil. In. ______. FICO, Carlos; GRIN, Mônica (Orgs.). Violência na história: memória, trauma e reparação. Rio de Janeiro: Ponteio, 2012.

BERSTEIN, Serge. “A cultura política”. In: RIOUX, Jean-Pierre; SIRINELLI, Jean-François (Dirs.). Para uma história cultural. Lisboa: Editorial Estampa, 1998. p. 349-363.

BLOCH, Marc. Apologia da história. Rio de Janeiro, Jorge Zahar, 2001.

BOBBIO, Noberto. Direita e esquerda. São Paulo: Editora da Universidade Estadual Paulista, 1999.

BOBBIO, Noberto. Dicionário de política. Brasília: Editora Universidade de Brasília: São Paulo: Imprensa Oficial de São Paulo, 2000.

CHAUÍ, Marilena. Conformismo e resistência. São Paulo: Brasiliense, 1993.

CORDEIRO, Janaina Martins de. A ditadura em tempos de milagre: comemorações, orgulho e consentimento. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2015.

FARIAS, José Airton de. Alem das armas: guerrilheiros de esquerda no Ceará durante a Ditadura Militar. 2007. 201f. Dissertação (Mestrado em História) – Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2007.

FERREIRA, Jorge; GOMES, Angela Castro. Jango: as múltiplas faces. Rio de Janeiro; FGV, 2007.

FICO, Carlos. Como eles agiam. Rio de Janeiro: Record, 2001.

FICO, Carlos. Além do golpe. Rio de Janeiro: Record, 2004.

GABEIRA, Fernando. O que é isso, companheiro? São Paulo: Companhia das Letras, 1996.

GORENDER, Jacob. Combate nas trevas. São Paulo: Ática, 1999.

MACIEL, Lício; NASCIMENTO, José Conegundes (Orgs). Tentativas de tomada do poder (Orvil). São Paulo: Schoba, 2012.

POLLAK, Michel. Memória e Identidade Social. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v.5, n.10, p. 200-212, 1992.

RIDENTI, Marcelo. O fantasma da revolução brasileira. São Paulo: Editora da Universidade Estadual Paulista, 1993.

RIDENTI, Marcelo. Resistência e mistificação da resistência armada contra a ditadura. In: AARÃO, Daniel et al. O golpe e a ditadura militar. São Paulo: EUSC, 2004.

ROLLEMBERG, Denise. Esquerdas revolucionárias e luta armada. In: FERREIRA, Jorge; DELGADO, Lucilia de Almeida Neves. O Brasil republicano. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, volume IV, 2003.

ROLLEMBERG, Denise. Esquecimento das memórias. In: MARTINS FILHO, João Roberto. O golpe de 1864 e o regime militar: novas perspectivas. São Carlos: EDUFSCAR, 2014.

SILVA, Francisco Carlos Teixeira da. Crise da ditadura militar e o processo de abertura política no Brasil, 1974-85. In: FERREIRA, Jorge; DELGADO, Lucilia de Almeida Neves (Orgs.). O Brasil republicano. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003, V. 4.

USTRA, Carlos Alberto Brilhante. Rompendo o silêncio. Brasília: Editorial, 1987.

VENTURA, Zuenir. 1968 - O ano que não terminou. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1988.

Internet

Zezé Di Camargo é detonado após afirmar que não houve ditadura no Brasil e dispara na internet

Disponível em: <http://www.otvfoco.com.br/zeze-di-camargo-e-duramente-criticado-por-internautas-apos-afirmar-que-nao-houve-ditadura-no-brasil/>. Acesso em: 23/09/2017.

Disponível em: <https://g1.globo.com/sp/campinas-regiao/noticia/em-sessao-tumultuada-camara-de-campinas-aprova-em-1-votacao-projeto-de-lei-escola-sem-partido.ghtml>. Acesso em: 23/09/2017.

Disponível em: <https://oglobo.globo.com/sociedade/educacao/professora-agredida-por-aluno-apos-expulsa-lo-de-sala-dilacerada-21730771>. Acesso em: 24/09/2017.

Disponível em: <http://escolasempartido.org/depoimentos-categoria/635-depoimento-de-r-n-23-09-2016>. Acesso em: 24/09/2017.

Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br/fsp/cotidian/ff1306201018.htm>. Acesso em: 24/09/2017.

Disponível em: <http://www.escolasempartido.org/livros-didaticos-categoria/315-denuncia-da-folha-de-sao-paulo>. Acesso em:24/09/2017.

Disponível em: <http://www.escolasempartido.org/livros-didaticos-categoria/315-denuncia-da-folha-de-sao-paulo>. Acesso em: 24/09/2017.

Relatório da Comissão Nacional da Verdade. Disponível em: www.cartacapital.com.br/.../comissao-da-verdade.../relatorio.../Relatorio_Final_CNV_VolumeII>. Acesso em: 24/09/2017.

Disponível em: <http://www.escolasempartido.org/quem-somos>. Acesso em: 25/09/2017.

Disponível em: <http://www.escolasempartido.org/livros-didaticos-categoria/315-denuncia-da-folha-de-sao-paulo>. Acesso em: 25/09/2017.

Disponível em: <http://escolasempartido.org/corpo-de-delito-categoria/434-ensino-da-ditadura-militar-nas-escolas-gramcismo-puro>. Acesso em: 25/09/2017.

Disponível em: <http://diplomatizzando.blogspot.com.br/2014/04/o-regime-militar-e-o-brasil-resposta.html>. Acesso em: 25/09/2017.

Disponível em: <http://escolasempartido.org/corpo-de-delito-categoria/434-ensino-da-ditadura-militar-nas-escolas-gramcismo-puro>. Acesso em: 25/09/2017.

Disponível em: <http://www.escolasempartido.org/corpo-de-delito-categoria/16-a-glamorizacao-de-um-terrorista>. Acesso em: 26/09/2017.

Disponível em: <https://www.facebook.com/contraoescolasempartido>. Acesso em: 26/09/2017. Disponível em: <https://www.programaescolasempartido.org/>. Acesso em: 01/10/2017.

Downloads

Publicado

15-01-2020

Como Citar

FARIAS, J. A. de; OLIVEIRA, D. R. de. Ensino de ditadura civil-militar em tempos de “Escola Sem Partido”. Revista Eletrônica de Educação, [S. l.], v. 14, p. e2712020, 2020. DOI: 10.14244/198271992712. Disponível em: https://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/view/2712. Acesso em: 24 jun. 2024.

Edição

Seção

Demanda Contínua - Artigos
##plugins.generic.dates.received## 2018-04-03
##plugins.generic.dates.accepted## 2022-05-11
##plugins.generic.dates.published## 2020-01-15