Projeto de vida: como pesquisadores da área da Psicologia e da Educação abordam essa categoria?

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14244/198271996187

Palavras-chave:

Projeto de vida, Juventude, Revisão de literatura.

Resumo

Este artigo objetiva mapear um conjunto de trabalhos acadêmicos que tratam da temática projeto de vida, com foco na população jovem, de modo a analisar como essa categoria é abordada por pesquisadores da área da Psicologia e da Educação, entre 2006 e 2021. A busca bibliográfica concentrou-se no Scientific Eletronic Library Online (SciELO-Brasil) e, mais especificamente, nos portais de periódicos eletrônicos do campo da Psicologia e da Educação: PePSIC e Educ@. Foram selecionados, lidos na íntegra e analisados 54 artigos. Observou-se que a temática é abordada tradicionalmente pela área da Psicologia e só mais recentemente pela Educação. Vários aspectos comuns integram a definição de projeto de vida: a dimensão temporal e identitária; seu caráter dinâmico; e a necessidade de construí-lo articulando-se subjetividade e objetividade. Apesar da complexidade do mundo contemporâneo, boa parte das pesquisas revela que os jovens ainda buscam elaborar projetos de vida a partir da tríade família, escola e trabalho. Assim, e com a recente reforma do Ensino Médio (Lei 13.415), que institui o projeto de vida na formação integral do aluno, vários estudos também chamam atenção para a importância de institucionalizar programas de orientação profissional e/ou de formação de professores para trabalhar com o projeto de vida, de modo a auxiliar os jovens estudantes a escolherem seus itinerários formativos e a pensarem seu futuro, integrando a busca de sentido às ações necessárias para atingir seus objetivos.  

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Gisela Lobo Baptista Pereira Tartuce, Fundação Carlos Chagas (FCC)

Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo (1996), mestrado (2002) e doutorado (2007) em Sociologia pela mesma Instituição. É pesquisadora sênior da Fundação Carlos Chagas desde 1997, tendo desenvolvido projetos de pesquisa com os seguintes temas: relação escola-trabalho, transição escola-trabalho, qualificação profissional, jovens, juventude, ensino médio e políticas educacionais. Foi editora executiva de Cadernos de Pesquisa, revista de estudos e pesquisas em educação da Fundação Carlos Chagas, por oito anos. É orientadora profissional, com formação pelo Sedes Sapientiae.

Liliane Bordignon de Souza, Universidade de Taubaté (UNITAU)

Doutora (2020) e Mestra em Educação (2013) pela Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Graduada em Pedagogia (2010) pela mesma instituição. Bacharel em Ciências Sociais (2015) pelo Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (Unicamp). Atualmente trabalha como professora do Mestrado Profissional em Educação na Universidade de Taubaté (UNITAU) e assistente de pesquisa no Departamento de Pesquisas Educacionais da Fundação Carlos Chagas (FCC). Realizou doutorado sanduíche (2017-2018) no Centre de Recherches Sociologiques et Politiques de Paris - CRESPPA/GTM, sob a orientação de Lucie Tanguy. É membro do Grupo de Estudos e Pesquisas em Diferenciação Sociocultural (GEPEDISC/FE/UNICAMP). Realiza pesquisas, principalmente, nos seguintes temas: educação, trabalho e gênero; formação profissional e qualificação para o trabalho; trabalho docente.

Patrícia Albieri Almeida, Fundação Carlos Chagas (FCC)

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade de Taubaté (1991), Mestrado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (1999) e Doutorado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (2005). É pesquisadora sênior da Fundação Carlos Chagas e compõe o Comitê Editorial do periódico Cadernos de Pesquisa. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Formação de Professores, atuando principalmente nos seguintes temas: formação inicial e continuada de professores, desenvolvimento e conhecimento profissional. Integra a Rede de Estudos sobre Desenvolvimento Profissional Docente (REPED).

Referências

ABRAMOVAY, Miriam; CASTRO, Mary García; WAISELFISZ, Júlio Jacobo. Juventudes na escola, sentidos e buscas: por que frequentam? Brasília, DF: Flacso-Brasil; OEI; MEC, 2015.

ABREU, Elzenita Falcão; ALENCAR, Heloisa Moulin de. Projetos de vida e profissional: um estudo com universitários da área da saúde. Psicologia da Educação, São Paulo, n. 35, p. 144-170, 2012.

AGUIAR, Fernando Henrique Rezende; CONCEIÇÃO, Maria Inês Gandolfo. Orientação vocacional como tema transversal: uma experiência com profissionais da educação. Revista Brasileira de Orientação Profissional, Campinas, SP, v. 12, n. 1, p. 107 - 117, 2011.

ALMEIDA, Maria Elisa Grijó Guahyba de; MAGALHÃES, Andrea Seixas. Escolha profissional na contemporaneidade: projeto individual e projeto familiar. Revista Brasileira de Orientação Profissional, Campinas, SP, v. 12, n. 2, p. 205 - 214, 2011.

ALMEIDA, Maria Elisa Grijó Guahyba de; PINHO, Luís Ventura de. Adolescência, família e escolhas: implicações na orientação profissional. Psicologia Clínica, Rio de Janeiro, v. 20, n. 2, p. 173-184, 2008.

ATTIAS-DONFUT, Claudine. Jeunesse et conjugaison des temps. Sociologie et Sociétés, v. 28, n. 1, p. 13-22, 1996.

BARROS, Leonardo de Oliveira; MURGO, Camélia Santina. Projetos de carreira de adolescentes: contribuições de uma intervenção em orientação profissional em um centro de referência em assistência social. Pesquisas e Práticas Psicossociais, São João del Rei, MG, v. 12, n. 2, p. 298-309, 2017.

BECKER, Ana Paula Sesti; BOBATO, Sueli Terezinha; SCHULZ, Maria José Louise Caro. Meu lugar no mundo: relato de experiência com jovens em orientação profissional. Revista Brasileira de Orientação Profissional, Campinas, SP, v. 13, n. 2, p. 253-263, 2012.

BORGES, Regina Célia P.; COUTINHO, Maria Chalfin. Trajetórias juvenis: significando projetos de vida a partir do primeiro emprego. Revista Brasileira de Orientação Profissional, Campinas, SP, v. 11, n. 2, p. 189-200, 2010.

BRASIL. Lei n. 13.415, de 16 de fevereiro de 2017. Altera as Leis nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, e 11.494, de 20 de junho 2007, que regulamenta o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação, a Consolidação das Leis do Trabalho - CLT, aprovada pelo Decreto-Lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943, e o Decreto-Lei nº 236, de 28 de fevereiro de 1967; revoga a Lei nº 11.161, de 5 de agosto de 2005; e institui a Política de Fomento à Implementação de Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral. Brasília, DF: Presidência da República, 2017a. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2017/Lei/L13415.htm. Acesso em: ago. 2022.

BRASIL. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, DF: Presidência da República, 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: ago. 2022.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular: ensino médio. Brasília, DF: MEC, 2017b. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/historico/BNCC_EnsinoMedio_embaixa_site_110518.pdf. Acesso em: ago. 2022.

BRASIL. Senado Federal - Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa. Projeto de Lei n. 5.053/2016. Acrescenta parágrafo único ao art. 22 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996 (Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional), para instituir a oferta de serviço de orientação profissional especializado na educação básica. Disponível em: https://www.camara.leg.br/proposicoesWeb/prop_mostrarintegra?codteor=2167338&filename=Tramitacao-PL+5053/2016. Acesso em: ago. 2022.

COMISIÓN ECONÓMICA PARA AMÉRICA LATINA Y EL CARIBE; OFICINA REGIONAL DE EDUCACIÓN PARA AMÉRICA LATINA Y EL CARIBE – CEPAL-UNESCO. Educación y conocimiento: eje de la transformación productiva con equidad. Santiago de Chile: Cepal-Unesco, 1992.

D’ÁVILA, Geruza Tavares et al. Acesso ao ensino superior e o projeto de “ser alguém” para vestibulandos de um cursinho popular. Psicologia & Sociedade, Belo Horizonte, v. 23, n. 2, p. 350-358, 2011.

DELLAZZANA-ZANON, Letícia Lovato et al. Evidências preliminares de validade da Escala de Projetos de Vida para Adolescentes. Avaliação Psicológica, Campinas, SP, v. 18, n. 4, p. 429-437, 2019.

DIAS, Maria Sara de Lima; SOARES, Dulce Helena Penna. Jovem, mostre a sua cara: um estudo das possibilidades e limites da escolha profissional. Psicologia: Ciência e Profissão, Brasília, DF, v. 27, n. 2, p. 316-331, 2007.

DIB, Sandra Korman; CASTRO, Lucia Rabello de. O trabalho é projeto de vida para os jovens? Cadernos de Psicologia Social do Trabalho, São Paulo, v. 13, n. 1, p. 1-15, 2010.

DUBAR, Claude. A socialização: construção das identidades sociais e profissionais. São Paulo, Martins Fontes, 2005.

FERREIRA, Norma Sandra de Almeida. As pesquisas denominadas “estado da arte”. Educação & Sociedade, Campinas, SP, v. 23, n. 79, p. 257-272, 2002.

FURLANI, Daniela Dias; BOMFIM, Zulmira Áurea Cruz. Juventude e afetividade: tecendo projetos de vida pela construção dos mapas afetivos. Psicologia & Sociedade, Belo Horizonte, v. 22, n. 1, p. 50-59, 2010.

GOBBO, Jessica Particelli; NAKANO, Tatiana de Cássia; DELLAZZANA-ZANON, Letícia Lovato. Escala de projetos de vida para adolescentes: evidências de validade de conteúdo. Estudos Interdisciplinares em Psicologia, Londrina, PR, v. 10, n. 1, p. 20-40, 2019.

GRAF, Laila Priscila; DIOGO, Maria Fernanda. Projeções juvenis: visões ocupacionais e marcas de gênero. Revista Brasileira de Orientação Profissional, Campinas, SP, v. 10, n. 1, p. 71-82, 2009.

ITO, Larissa Hery; SOARES, Dulce Helena Penna. Projeto do futuro e identidade: um estudo com estudantes formandos. Aletheia, Canoas, RS, n. 27, p. 65-80, 2008.

JUCÁ, Vládia Jamile dos Santos. Adolescência, Ensino Médio e projetos de vida na escola pública. Estilos da Clínica, São Paulo, v. 25, n. 3, p. 394-406, 2020.

KLEIN, Ana Maria; ARANTES, Valeria Amorim. Projetos de vida de jovens estudantes do ensino médio e a escola. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 41, n. 11, p. 135-154, 2016.

LEÃO, Geraldo; DAYRELL, Juarez Tarcísio; REIS, Juliana Batista dos. Juventude, projetos de vida e ensino médio. Educação & Sociedade, Campinas, SP, v. 32, n. 117, p. 1067-1084, dez. 2011.

LECCARDI, Carmen. Para um novo significado do futuro: mudança social, jovens e tempo. Tempo Social, São Paulo, v. 17, n. 2, p. 35-57, 2005.

LEHMAN, Yvette Piha; UVALDO, Maria da Conceição Coropos; SILVA, Fabiano Fonseca da. O jovem e o mundo do trabalho: consultas terapêuticas e orientação profissional. Imaginário, São Paulo, v. 12, n. 12, p. 81-96, 2006.

LHULLIER, Louise A. Quem é a psicóloga brasileira? Mulher, psicologia e trabalho. Conselho Federal de Psicologia. Brasília: CFP, 2013.

LOPES, Ana Rita; TEIXEIRA, Maria Odília. Projetos de carreira, autoeficácia e sucesso escolar em ambiente multicultural. Revista Brasileira de Orientação Profissional, Campinas, SP, v. 13, n. 1, p. 7-14, 2012.

MAIA, Ana Augusta Ravasco Moreira; MANCEBO, Deise. Juventude, trabalho e projetos de vida: ninguém pode ficar parado. Psicologia: Ciência e Profissão, Brasília, DF, v. 30, n. 2, p. 376-389, 2010.

MANDELLI, Maria Teresa; SOARES, Dulce Helena Penna; LISBOA, Marilu Diez. Juventude e projeto de vida: novas perspectivas em orientação profissional. Arquivos Brasileiros de Psicologia, Rio de Janeiro, v. 63, n. especial, p. 49-57, 2011.

MARCELINO, Maria Quitéria dos Santos; CATÃO, Maria de Fátima Fernandes Martins; LIMA, Claudia Maria Pereira de. Representações sociais do projeto de vida entre adolescentes no ensino médio. Psicologia: Ciência e Profissão, Brasília, DF, v. 29, n. 3, p. 544-557, 2009.

MELO-SILVA, Lucy Leal; MUNHOZ, Izildinha Maria da S.; LEAL, Mara de S. Orientação profissional na educação básica como política pública no Brasil. Revista Brasileira de Orientação Profissional, Campinas, SP, v. 20, n. 1, p. 3-18, 2019. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1679-33902019000100002. Acesso em: ago. 2022.

MELSERT, Ana Luísa de Marsilllac; BOCK, Ana Merces Bahia. Dimensão subjetiva da desigualdade social: estudo de projetos de futuro de jovens ricos e pobres. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 41, n. 3, p. 773-789, 2015.

MENDONÇA, Érika Souza et al. Juventude e projeto de vida: trajetórias na pesquisa acadêmica brasileira. Psicologia em Revista, Belo Horizonte, v. 24, n. 1, p. 230-248, jan./abr. 2018. DOI: http://dx.doi.org/10.5752/P.1678-9563.2018v24n1p230-248.

MENDONÇA, Érika Souza et al. Juventude e projeto de vida: trajetórias na pesquisa acadêmica brasileira. Psicologia em Revista, Belo Horizonte, v. 24, n. 1, p. 230-248, jan./abr. 2018. DOI: http://dx.doi.org/10.5752/P.1678-9563.2018v24n1p230-248

MENDONÇA, Tatiane Rose Oliveira; SANTOS, Larissa Medeiros Marinho dos. Trajetórias de egressos de um Programa de Orientação Profissional: contextos e escolhas. Revista Brasileira de Orientação Profissional, Campinas, SP, v. 20, n. 1, p. 67-77, jan./jun. 2019.

NORONHA, Ana Paula Porto; OTTATI, Fernanda. Interesses profissionais de jovens e escolaridade dos pais. Revista Brasileira de Orientação Profissional, Campinas, SP, v. 11, n. 1, p. 37-47, 2010.

OLIVEIRA, Christiane Maria Ribeiro; NEIVA, Kathia Maria Costa. Orientação vocacional/profissional: avaliação de um projeto piloto para estudantes da educação profissional. Revista Brasileira de Orientação Profissional, Campinas, SP, v. 14, n. 1, p. 133-143, 2013.

OLIVEIRA, Ramon; SILVA, Amanda Felix da. Projetos de vida no ensino médio: o que os jovens nos disseram? Revista e-Curriculum, São Paulo, v. 19, n. 3, p. 1263-1286, 2021.

PAIS, José Machado; LACERDA, Miriam Pires Corrêa de; OLIVEIRA, Victor Hugo Nedel. Juventudes contemporâneas, cotidiano e inquietações de pesquisadores em Educação: uma entrevista com José Machado Pais. Educar em Revista, Curitiba, n. 64, p. 301-313, abr./jun. 2017.

PÁTARO, Cristina Satiê de Oliveira; ARANTES, Valéria Amorim. A dimensão afetiva dos projetos vitais: um estudo com jovens paranaenses. Psicologia em Estudo, Maringá, PR, v. 19, n. 1, p. 145-156, 2014.

PEREIRA, Bruna Caroline; ZANON, Cristian; DELLAZZANA-ZANON, Letícia Lovato. Influência dos contextos escolar e familiar nos projetos de vida de adolescentes. Psicologia: Ciência e Profissão, Brasília, DF, v. 41, e227915, 2021. DOI: https://doi.org/10.1590/1982-3703003227915.

PEREIRA, Heloísa Cristina; STENGEL, Márcia. Projetos de vida na Pós-Modernidade: possibilidades e limites aos jovens. Psicologia em Revista, Belo Horizonte, v. 21, n. 3, p. 582-598, 2015.

PINTO, Telma Maranhão Gomes; CASTANHO, Marisa Irene Siqueira. Sentidos da escolha e da orientação profissional: um estudo com universitários. Estudos de Psicologia (Campinas), Campinas, SP, v. 29, n. 3, p. 395-413, 2012.

RITER, Helena da Silveira; DELLAZZANA-ZANON, Letícia Lovato; FREITAS, Lia Beatriz de L. Projetos de vida de adolescentes de nível socioeconômico baixo quanto aos relacionamentos afetivos. Revista da SPAGESP, Ribeirão Preto, SP, v. 20, n. 1, p. 55-68, jan. 2019.

SALES, Celecina Veras; VASCONCELOS, Maria Aurilene de Deus Moreira. Ensino médio integrado e juventudes: desafios e projetos de futuro. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 41, n. 11, p. 69-90, jan./mar. 2016. DOI: https://doi.org/10.1590/2175-623656094.

SALVARO, Giovana Ilka Jacinto; QUADROS, Samantha Maciel de; ESTEVAM, Dimas de Oliveira. Projetos profissionais de estudantes de um curso técnico em agropecuária. Psicologia & Sociedade, Recife, v. 28, n. 2, p. 309-319, 2016.

SERRÃO, Margarida; BALEEIRO, Maria Clarice. Aprendendo a ser e a conviver. 2. ed. São Paulo: FTD, 1999.

SOUZA, Marina Gomes Coelho; CASTRO, Lucia Rabello de. O projeto profissional de jovens das classes médias: orientações normativas e estratégias de inserção. Cadernos de Psicologia Social do Trabalho, São Paulo, v. 17, n. 2, p. 161-175, 2014.

TARDELI, Denise D’Auria; ARANTES, Valéria Amorim. As possibilidades de autorrealização expressas nos projetos de vida de adolescentes. Psicologia Escolar e Educacional, São Paulo, v. 25, e225698, 2021. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/2175-35392021225698.

TARTUCE, Gisela Lobo B.P. Jovens na transição escola-trabalho: tensões e intenções. São Paulo: Annablume/Fapesp, 2010.

TARTUCE, Gisela Lobo B. P. et al. Desafios do ensino médio no Brasil: iniciativas das secretarias de educação. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 48, n. 168, p.478-504, abr./jun. 2018.

TOLEDO, Caio Cesar Rodrigues de; NORONHA, Ana Paula Porto; DIAS-VIANA, João Lucas. Forças de caráter e construção de projetos vida na adolescência. Revista Brasileira de Orientação Profissional, Campinas, SP, v. 22, n. 1, p. 41-50, 2021.

TORRES, Haroldo da G.; TEIXEIRA, Jaqueline M.; FRANÇA, Danilo. O que pensam os jovens de baixa renda sobre a escola. In: Estudos & Pesquisas Educacionais: relatório final. São Paulo: Fundação Victor Civita, 2014. p. 167-204. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/273955346_O_que_os_jovens_de_baixa_rendapensam_sobre_a_escola. Acesso em: ago. 2022.

VALORE, Luciana Albanese. Orientação profissional no contexto psiquiátrico: Contribuições e desafios. Revista Brasileira de Orientação Profissional, Campinas, SP, v. 11, n. 1, p. 121-131, 2010.

VALORE, Luciana Albanese; CAVALLET, Luiza Helena Raittz. Escolha e orientação profissional de estudantes de curso pré-vestibular popular. Psicologia & Sociedade, Belo Horizonte, v. 24, n. 2, p. 354-363, 2012.

VALORE, Luciana Albanese; SELIG, Gabrielle Ana. Inserção profissional de recém-graduados em tempos de inseguranças e incertezas. Estudos e Pesquisas em Psicologia, Rio de Janeiro, v. 10, n. 2, p. 390-404, 2010. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/revispsi/article/view/8962/6849. Acesso em: ago. 2022.

VELHO, Gilberto. Projeto e metamorfose: antropologia das sociedades complexas. 3. ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2003.

VERIGUINE, Nadia Rocha; BASSO, Cláudia; SOARES, Dulce Helena Penna. Juventude e perspectivas de futuro: a orientação profissional no Programa Primeiro Emprego. Psicologia: Ciência e Profissão, Brasília, DF, v. 34, n. 4, p. 1032-1044, 2014.

VIEIRA, Gabriela Pagano; DELLAZZANA-ZANON, Letícia Lovato. Projetos de vida na adolescência: uma revisão sistemática da literatura. Gerais: Revista Interinstitucional de Psicologia, Belo Horizonte, v. 13, n. 3, e15474, 2020. DOI: http://dx.doi.org/10.36298/gerais202013e15474.

YANNOULAS, Silvia Cristina. Trabalhadoras: análise da feminização das profissões e ocupações. Brasília: Editorial Abaré, 2013.

Downloads

Publicado

19-05-2023

Como Citar

TARTUCE, G. L. B. P. .; SOUZA, L. B. de; ALMEIDA, P. A. . Projeto de vida: como pesquisadores da área da Psicologia e da Educação abordam essa categoria?. Revista Eletrônica de Educação, [S. l.], v. 17, p. e6187038, 2023. DOI: 10.14244/198271996187. Disponível em: https://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/view/6187. Acesso em: 21 fev. 2024.

Edição

Seção

Demanda Contínua - Artigos
##plugins.generic.dates.received## 2022-09-22
##plugins.generic.dates.accepted## 2022-12-26
##plugins.generic.dates.published## 2023-05-19