Relação teoria-prática na percepção de alunas-professoras de um programa especial de formação (Theory-practical relationship in the perception of students-teachers of a special training program)

Autores

  • Isabel Melero Bello Universidade Federal de São Paulo - Unifesp
  • Marieta Gouvêa de Oliveira Penna Universidade Federal de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.14244/198271992177

Resumo

The article shows a research results done with primary and secondary education teachers in a special program offered by the State of São Paulo Education Department in partnership with São Paulo municipalities and universities in the state of São Paulo, Brazil, (in the case, University of São Paulo). This program aimed certifying teachers in the field of higher education. This text intends to present real research results to the learning developed in the processes of socialization of the teachers, supported by authors like Bourdoncle, Chartier, Tardif and Raymond. The focus is the teachers' perception about the relation between theoretical and practical knowledge in the professional practice. Data were collected through interviews with three teachers, observations in the classroom and records in the field. There was a tension between practical and theoretical knowledge in several classes, but also moments in which there was recognition of their practices in the academic texts studied. As results, it was observed that the socialization promoted by the program was highlighted as fundamental by the students, because it allowed the exchange of experiences and made them perceive themselves as a professional group. This perception and the higher level diploma increased the sense of self-esteem and security of the teachers in relation to their work.
Key words: Inservice teacher training, Theory practice relationship, Professionalism.

Resumo
O artigo apresenta resultado de pesquisa realizada com professoras da educação infantil e dos anos iniciais do ensino fundamental em formação em um programa especial oferecido pela Secretaria da Educação do Estado de São Paulo em parceria com municípios paulistas e universidades do estado de  São Paulo, Brasil, (no  caso pesquisado, a Universidade de São Paulo). Esse programa visava certificar os docentes no âmbito do ensino superior. Este texto pretende apresentar resultados de investigação relativos às aprendizagens desenvolvidas nos processos de socialização das professoras, tendo como suporte autores como Bourdoncle, Chartier, Tardif e Raymond. O foco é a percepção das professoras sobre a relação entre saberes teóricos e práticos no exercício profissional. Os dados foram coletados por meio de entrevistas com três professoras, observações in loco e registros em caderno de campo. Presenciou-se uma tensão entre saberes práticos e teóricos em várias aulas, mas também momentos em que havia o reconhecimento de suas práticas  nos textos acadêmicos estudados. Como resultados, observou-se que a socialização profissional promovida pelo programa foi destacada como fundamental pelas cursistas, pois propiciou a troca de experiências e fez que se percebessem como um grupo profissional. Essa percepção e o diploma de nível superior aumentaram o sentimento de autoestima e de segurança das professoras em relação ao seu trabalho.  
Palavras-chave: Formação de professores em serviço, Relação teoria-prática, Profissionalização do docente.

References

ANDRÉ, M. Políticas de formação continuada e de inserção à docência no Brasil. Educação Unisinos. Nº19(1), p. 34-44, janeiro/abril 2015.

APPLE, M. W. Trabalho docente e textos: Economia política das relações de classe e de gênero em Educação. XX ed. São Paulo: Artes Médicas, 1995, 218p.

AZANHA, J. M. P. Uma reflexão sobre a formação do professor da escola básica. In: ______.  A formação do professor e outros escritos. São Paulo: SENAC, 2006, p. 53-74.

BOURDIEU, P. O poder simbólico. 9. ed. Tradução de Fernando Tomaz. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2006, 311p.

BOURDONCLE, R. Autour des mots. Professionalisation, formes et dispositifs. Recherche et Formation, Lyon, n.35, p.117-132, 2000.

BRASIL. RESOLUÇÃO Nº 2, DE 1º DE JULHO DE 2015. Define as Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial em nível superior (cursos de licenciatura, cursos de formação pedagógica para graduados e cursos de segunda licenciatura) e para a formação continuada. Diário Oficial da União, Brasília, 2 de julho de 2015, Seção 1, p. 8.

 BRASIL. RESOLUÇÃO CNE/CP Nº 1, DE 15 DE MAIO DE 2006. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Graduação em Pedagogia, licenciatura. Diário Oficial da União, Brasília, 16 de maio de 2006, Seção 1, p. 11.

CHARTIER, A. M. L’expertise enseignante entre savoirs théoriques et savoirs pratiques. Recherche et formation, Lyon, n.27, p.67-82, 1998.

DAVIS, C. et al. Posturas docentes e formação universitária de professores do ensino fundamental. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 37, n. 130, p. 227-245, jan./abr. 2007.

FUNDAÇÃO CARLOS CHAGAS (FCC). Relatório Final de Atividades Avaliação Externa-PEC Formação Universitária. São Paulo: FCC, 2003, 170p.

GATTI, B. A. Análise das políticas públicas para formação continuada no Brasil, na última década. Revista Brasileira de Educação, v. 13 n. 37, p. 57-70, jan./abr. 2008.

GIMENO SACRISTÁN, J. Poderes instáveis em educação. 4. ed. Trad. Beatriz Affonso Neves. Porto Alegre: Artes Médicas do Sul, 1999, 287 p.

HUBERMAN, M. O ciclo de vida profissional dos professores. In: NÓVOA, A. Vidas de professores. 2.ed. Porto: Porto Editora, 1995, p.31-61.

HYPOLITO, A. M. Trabalho docente, classes sociais e relações de gênero. 1. ed. Campinas: Papirus, 1997, 120p.

MARCELO GARCIA, Carlos. Formación del profesorado para el cambio educativo. 2. ed. Barcelona: EUB, 1999, 283p.

MARIN, A. J. O trabalho docente: núcleo de perspectiva globalizadora de estudos sobre ensino. In: ______. (Coord.). Didática e trabalho docente. Araraquara: Junqueira & Marin, 2005, p. 30-56.

MIZUKAMI, M. da G. N. Relações universidade-escola e aprendizagem da docência: algumas lições colaborativas. In: BARBOSA, R. L. L. Trajetórias e perspectivas de formação de educadores. São Paulo: UNESP, 2004, p. 285-314.

NÓVOA, A. Formação de professores e profissão docente. In: ______. Os professores e sua formação. Lisboa: Publicações Dom Quixote/Instituto de Inovação Educacional, 1995, p. 15-33.

OLIVEIRA, A. S.; BUENO, B. O. Formação às avessas: problematizando a simetria invertida na educação continuada de professores. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 39, n. 4, p. 875-890, out./dez. 2013.

PIMENTA, S. G; LIMA, M. do S. L. Estágio e docência. (Coleção docência em formação. Série saberes pedagógicos). 5. ed. São Paulo: Cortez, 2004, 296p.

POPKEWITZ, T. S. Profissionalização e formação de professores: algumas notas sobre a sua história, ideologia e potencial. In: NÓVOA, A. Os professores e sua formação. 2. ed. Lisboa: Publicações Dom Quixote/ Instituto de Inovação Educacional, 1995, p. 35-50.

SARTI, Flavia Medeiros; BUENO, Belmira Oliveira. Leituras profissionais docentes e apropriação de saberes acadêmico-educacionais. Cadernos de Pesquisa, v. 37, n. 131, p. 455-479, maio/ago. 2007.

SCHEIBE, L. Diretrizes Curriculares para o curso de Pedagogia: trajetória longa e inconclusa. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 37, n. 130, p.43-62, jan./abr. 2007.

TARDIF, M.; RAYMOND, D. Saberes, tempo e aprendizagem do trabalho no magistério. Educação e Sociedade, Campinas, v.21, n. 73, p. 209-244, dez. 2000.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Isabel Melero Bello, Universidade Federal de São Paulo - Unifesp

Doutora em Educação pela Universidade de São Paulo - USP. Professora do Departamento de Educação da Unifesp.

Marieta Gouvêa de Oliveira Penna, Universidade Federal de São Paulo

Doutora em Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUCSP. Professora do Departamento de Educação da Universidade Federal de São Paulo - Unifesp.

Downloads

Publicado

30-11-2017

Como Citar

BELLO, I. M.; PENNA, M. G. de O. Relação teoria-prática na percepção de alunas-professoras de um programa especial de formação (Theory-practical relationship in the perception of students-teachers of a special training program). Revista Eletrônica de Educação, [S. l.], v. 11, n. 3, p. 938–949, 2017. DOI: 10.14244/198271992177. Disponível em: https://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/view/2177. Acesso em: 25 fev. 2024.

Edição

Seção

Demanda Contínua - Artigos
##plugins.generic.dates.received## 2017-04-12
##plugins.generic.dates.accepted## 2017-08-15
##plugins.generic.dates.published## 2017-11-30