Intermitências no direito à educação de adolescentes autores de atos infracionais no Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14244/198271994714

Palavras-chave:

c

Resumo

 O artigo analisa o direito à educação nas políticas educacionais e socioeducativa à luz dos princípios, diretrizes e normativas do ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente), do SINASE (Sistema de Nacional de Atendimento Socioeducativo) e da LDB (Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional) como processo de inclusão social de adolescentes autores de atos infracionais. Adota como ponto de partida os dados dos Levantamentos do Atendimento Socioeducativo – do SINASE - de 2012 a 2015, especificamente em relação a educação formal e não formal. Analisa criticamente os dados associados ao contexto complexo de desigualdade e exclusão destes sujeitos nas políticas públicas. De natureza qualitativa e perspectiva teórico-crítica, apoia-se na produção bibliográfica, nas legislações, normativas e em dados estatísticos sobre os adolescentes autores de atos infracionais. Assim, descreve elementos significativos da conjuntura histórica, sociocultural, política e econômica brasileira, evidenciando a importância das novas pedagogias, o olhar diferenciado aos sujeitos da educação e os desafios no reconhecimento do SINASE em relação ao direito à educação. Conclui que permanecem presentes os desafios à inclusão social de adolescentes autores de atos infracionais nas políticas educacionais decorrentes das contradições ainda presentes na sociedade brasileira e da resistência em superar às práticas pedagógicas socioeducativas punitivistas na garantia de direitos e cidadania de adolescentes. Persistem, assim, estruturas que reproduzem a desigualdade socioeconômica e políticas que impactam profundamente na vida de adolescentes e jovens brasileiros. Reitera a importância na articulação entre a política socioeducativa e as políticas educacionais no desenvolvimento de práticas pedagógicas com vista a humanização, a emancipação e a inclusão social.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Ivana Aparecida Weissbach Moreira, UPF- UNIVERSIDADE DE PASSO FUNDO UFSC - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA UTFPR - UNVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

Licenciatura em Letras - UNIOESTE 

Bacharelado em Serviço Social - UNIAMERICA

Mestrado em Serviço Social - UFSC

Doutorado em Educação - UPF

Giovana Henrich , Universidade de Passo Fundo - UPF

Doutora em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) – concluído

Downloads

Publicado

25-06-2024

Como Citar

APARECIDA WEISSBACH MOREIRA, I. .; HENRICH , G. . Intermitências no direito à educação de adolescentes autores de atos infracionais no Brasil. Revista Eletrônica de Educação, [S. l.], v. 18, p. e471456, 2024. DOI: 10.14244/198271994714. Disponível em: https://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/view/4714. Acesso em: 23 jul. 2024.

Edição

Seção

Demanda Contínua - Artigos
##plugins.generic.dates.received## 2022-04-30
##plugins.generic.dates.accepted## 2023-07-11
##plugins.generic.dates.published## 2024-06-25