Inteligência artificial: uma alternativa à educação personalizada e inclusiva

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14244/198271994466

Resumo

No mundo, cerca de 15% da população possui algum tipo de necessidade especial, o que impacta diretamente no aprendizado em sala de aula, sendo necessário produtos, ferramentas e/ou metodologias  assertivas que possibilitem o aprendizado do aluno. Diante deste cenário, o trabalho demonstra tendências tecnológicas relacionadas ao uso de inteligência artificial na educação aplicadas em sala de aula, como uma alternativa a educação personalizada e inclusiva, por meio de levantamento bibliográfico e patentométrico. Nos últimos 20 anos, houve um acentuado crescimento em relação ao número de patentes depositadas e artigos produzidos no que se refere a tecnologias, metodologias e ferramentas assistivas utilizando inteligência artificial aplicada à educação, destacando-se neste cenário Estados Unidos e China. O Brasil ainda se encontra em desvantagem competitiva em relação ao número de depósitos de patente e produção literária, evidenciando a necessidade de investimentos em pesquisa, tecnologia e inovação.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Lucas Martins Bernardino, Universidade Federal de Mato Grosso

Graduado em Engenheiria Florestal pela UFMT. Atualmente aluno do mestrado profissional em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para Inovação (UFMT/PROFNIT/ FORTEC). 

Renan Souza Camiran, Universidade Federal de Mato Grosso

Graduado em Administração pela Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT). Atualmente aluno do mestrado profissional em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para Inovação (UFMT/PROFNIT/ FORTEC). 

Fernando Selleri Silva, Universidade Estadual de Mato Grosso (UNEMAT), campus Barra do Bugres-MT.

Graduado em Ciência da Computação pela Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT, mestrado em  Ciência da Computação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - PUCRS e doutorado em Ciência da Computação pelo Centro de Informática - CIn da Universidade Federal de Pernambuco - UFPE. Atualmente professor Adjunto da Universidade Estadual de Mato Grosso - UNEMAT, campus Barra do Bugres.

Joaquim Manuel da Silva, Universidade Estadual de Mato Grosso, campus de Nova Xavantina-MT.

Graduado em Matemática Aplicada e Computacional pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP), mestrado em Biofísica Molecular pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP) e doutorado em Genética e Biologia Molecular - ênfase em Bioinformática pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Atualmente é professor de Estatística na Universidade do Estado de Mato Grosso - Departamento de Biologia.

Olivan da Silva Rabêlo, Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT)

Graduado em Administração de Empresas pela Universidade do Estado da Bahia  e Doutor em Economia Aplicada - Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).  Atualmente é professor ADJUNTO II na Universidade Federal de Mato Grosso-FAeCC - Faculdade de Administração e Ciências Contábeis - Campus de Cuiabá-MT.

Downloads

Publicado

20-06-2024

Como Citar

BERNARDINO, L. M.; CAMIRAN, R. S.; SILVA, F. S.; DA SILVA, J. M.; RABÊLO, O. da S. Inteligência artificial: uma alternativa à educação personalizada e inclusiva. Revista Eletrônica de Educação, [S. l.], v. 18, p. e446629, 2024. DOI: 10.14244/198271994466. Disponível em: https://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/view/4466. Acesso em: 23 jul. 2024.

Edição

Seção

Demanda Contínua - Artigos
##plugins.generic.dates.received## 2020-06-17
##plugins.generic.dates.accepted## 2021-08-25
##plugins.generic.dates.published## 2024-06-20