Práticas de oralidade na alfabetização: uma leitura do material do programa Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14244/198271993400

Palavras-chave:

PNAIC, Oralidade, Alfabetização.

Resumo

Este trabalho apresenta uma análise sobre a concepção de oralidade que embasa o programa de formação docente “Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa” com base em três cadernos do 3º ano do ensino fundamental. Utilizamos como pressupostos teóricos uma concepção discursiva de linguagem, oriunda do Interacionismo Sociodiscursivo (BRONCKART, 2006; SCHNEUWLY; DOLZ, 2004) em que a aprendizagem dos gêneros textuais é necessária para o desenvolvimento humano; tal aprendizagem propicia a inserção dos alunos em práticas de linguagem, fator indispensável para a socialização e participação numa sociedade multiletrada. Utilizamos, também, as perspectivas relacionadas aos letramentos, em que oralidade e escrita estão integradas e não dicotômicas (MARCUSCHI, 2001; ROJO, 2001; ROJO; SCHNEUWLY, 2006). Por meio da pesquisa documental, selecionamos os cadernos 1, 2 e 8 por serem os que mais versam sobre o tema da oralidade. Os dados revelam que o material defende que o ciclo de alfabetização deve estar ancorado na perspectiva dos gêneros textuais; como consequência, práticas de oralidade e escrita devem estar integradas nas atividades escolares num viés social da língua. Nos três cadernos, há um enfoque nos eixos do ensino de oralidade em língua materna (produção oral, escuta, análise linguística e relações fala/escrita), o que demonstra que o programa evidencia questões didáticas importantes da oralidade. Tais análises nos permitem inferir que os projetos e sequências da seção “Compartilhando” se apropriam dos pressupostos do documento, o que nos indica uma positiva possibilidade de mudança para ensino de Língua Portuguesa nos primeiros anos de escolaridade.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Pilar Silveira Mattos, Universidade Federal de Juiz de Fora

Graduada em Letras (UFJF), especialista em Educação no Ensino Fundamental (UFJF), especialista em Gramática: Reflexão e Ensino (UFMG) e mestranda em Educação (UFJF). Atua nas redes estadual de ensino na cidade de Juiz de Fora.  Desenvolve pesquisa na área de oralidade no ensino de língua materna e formação de professores.

Tânia Guedes Magalhães, Universidade Federal de Juiz de Fora

Possui graduação em Letras (UFJF), Mestrado em Letras - Linguística (UFJF) e Doutorado em Letras - Estudos Linguísticos (UFF). Professora da Universidade Federal de Juiz de Fora, atua no Programa de Pós-Graduação em Educação, na linha "Linguagem, conhecimento e formação de professores". É líder do Grupo de pesquisa "Linguagem, Ensino e Práticas sociais" e integrante do Grupo "Interação, Sociedade e Educação", ambos vinculados ao Núcleo FALE - Formação de Professores, Alfabetização, Linguagem e Ensino, da Faculdade de Educação da UFJF. É pesquisadora do Grupo Linguagem e Educação (UEL), sob coordenação da Profa. Dra Vera Cristovão. Desenvolve pesquisas nas seguintes áreas: Linguística Aplicada, Ensino de Língua Portuguesa e Formação de professores.

Referências

ALVIM, V. T.; MAGALHÃES, T. G. Oralidade na escola: a escuta ativa como procedimento didático no ensino de Língua Portuguesa nos anos iniciais do Ensino Fundamental. In: BARROS, Eliana Merlin de; STRIQUER, Marilucia dos Santos Domingos; STORTO, Letícia Jovelina. (Org.). Propostas didáticas para o ensino da língua portuguesa. Campinas: Editora Pontes, 2018, p. 113-134.

BORTONI-RICARDO, S. M. Educação em língua materna: a sociolinguística na sala de aula. São Paulo: Parábola Editorial, 2004. 112 p.

BRASIL. Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais: primeiro e segundo ciclos do Ensino Fundamental – Língua Portuguesa. Brasília: MEC/SEF, 1997.

BRASIL. Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro e quarto ciclos do Ensino Fundamental – Língua Portuguesa. Brasília: MEC/SEF, 1998.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. Programa de Formação de Professores Alfabetizadores. Guia do Formador- Módulo 2. Brasília, 2001.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Secretaria de Educação a Distância. Pró-Letramento: Programa de formação continuada de professores das séries iniciais do Ensino Fundamental: guia geral. Brasília: MEC/SEF, 2007.

BRASIL. Ministério da Educação. Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa. Ministro de estado da educação. Portaria nº 867, de 4 de julho de 2012. Brasília, 2012.

BRONCKART, J. P. Atividade de linguagem, discurso e desenvolvimento humano. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2006. 260 p.

BRONCKART, J. P. O agir nos discursos: das concepções teóricas às concepções dos trabalhadores. Tradução de Anna Rachel Machado e Maria de Lourdes Meirelles Matencio. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2008. 208 p.

BUENO, L.; COSTA-HÜBES, T. C. (orgs). Gêneros orais no ensino. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2015. 376 p.

BULEA, E. Linguagem e efeitos desenvolvimentais da interpretação da atividade. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2010. 176 p.

CORDEIRO, G. S. Ensinar gêneros textuais orais e formais no ciclo de Educação Infantil: uma possibilidade? In: ALBUQUERQUE, R.; MOTTA, V. A (Orgs). Linguagem e interação: o ensino em pauta. São Carlos: Pedro e João Editores, 2011.

COSTA-MACIEL, D. A. G.; SANTOS, J. M. P. Impactos do discurso oficial sobre a seleção dos gêneros textuais orais presentes nos livros didáticos de língua portuguesa. In: COSTA-MACIEL, D. A. G.; LUNA, E.A.A.; RODRIGUES, S. G. C. (Orgs). Oralidade e leitura: olhares plurais sobre linguagem e ensino. Recife, EDUFPE, 2016. p. 54-73.

DOLZ, J.; GAGNON, R. O gênero de texto, uma ferramenta didática para desenvolver a linguagem oral e escrita. In: BUENO, L.; COSTA-HÜBES, T. C. (orgs.) Gêneros orais no ensino. Campinas: Mercado de Letras, 2015. p. 23-56.

DOLZ, J.; SCHNEUWLY, B.; HALLER, S. O oral como texto: como construir um objeto de ensino. In: SCHNEUWLY, Bernard; DOLZ, Joaquim. Gêneros orais e escritos na escola. Tradução e organização: Roxane Rojo e Glaís Sales Cordeiro. Campinas, SP: Mercado das Letras, 2004. P. 149-185.

GALVÃO, A. M. O.; BATISTA, A. A. G. Oralidade e escrita: uma revisão. In: Cadernos de Pesquisa, v. 36, nº 128, p. 403-432. mai/ago. 2006. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/cp/v36n128/v36n128a07.pdf. Acesso em maio de 2017.

GARCIA-REIS, A. R.; MAGALHÃES, T. G. Análise do eixo da oralidade no programa nacional do livro didático de língua portuguesa de 1º ao 5º anos (anos 2007 a 2016). In: MAGALHÃES, T. G.; CRISTOVÃO, V. L. L. (Orgs). Oralidade e ensino de Língua Portuguesa. Campinas, SP: Editora Pontes, 2018, p. 239-262.

LEAL, T. F.; BRANDÃO, A. C. P.; LIMA, J. M. A oralidade como objeto de ensino na escola: o que sugerem os livros didáticos? In: LEAL, T. F; GOIS, S. (orgs.). A oralidade na escola: a investigação do trabalho docente como foco de reflexão. Belo Horizonte: Autêntica, 2012. p. 13-35

LEAL, T. F.; GOIS, S. (org.). A oralidade na escola: a investigação do trabalho docente como foco de reflexão. Belo Horizonte: Autêntica, 2012. 200 p.

LEAL, T. F. et al. Currículo e alfabetização: implicações para a formação de professores. In: MORTATTI, M. R. L.; FRADE, I. C. A. S. (Orgs.). Alfabetização e seus sentidos: o que sabemos, fazemos e queremos? Marília: Oficina Universitária; São Paulo: Editora Unesp, 2014. 352p.

MACHADO, M. G. F. K. Um olhar sobre o cotidiano escolar: o eixo da oralidade nas práticas do(a) professor(a) alfabetizador(a) participante da formação do PNAIC em Santa Catarina. Revista Práticas de Linguagem, Juiz de Fora, vol. 7, n. 1, p. 103-116, junho de 2017. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/praticasdelinguagem/article/view/28535 Acesso em março de 2019.

MAGALHÃES, T. G.; CRISTOVÃO, V.L.L. Análise do eixo da oralidade do Programa Nacional do Livro didático de Língua Portuguesa (anos 2005 a 2014). In: MAGALHÃES, T. G.; GARCIA-REIS, T. G.; FERREIRA, H. M. Concepção discursiva de linguagem: ensino e formação docente. Campinas: Editora Pontes, 2017. p. 61-84.

MAGALHÃES, T. G.; CRISTOVÃO, V. L. L. (Orgs) Oralidade e ensino de Língua Portuguesa. Campinas: Editora Pontes, 2018. 270 p.

MARCUSCHI, L. Da fala para a escrita: atividades de retextualização. São Paulo: Cortez, 2001. 136 p.

MOREIRA, H.; CALEFFE, L. G. Metodologia da pesquisa para o professor pesquisador. Rio de Janeiro: DP&A, 2006. 248 p.

RAIMO, L. C. F. D.; BURACH, C. A. M. Oralidade ou oralização da escrita? Uma análise do livro didático Letramento e alfabetização. Caderno Seminal Digital, Rio de Janeiro, v. 1, nº 26, p. 175-201. jul-dez de 2016. Disponível em http://dx.doi.org/10.12957/cadsem.2016.25032 Acesso em maio de 2018.

ROJO, R. Letramento escolar, oralidade e escrita em sala de aula: diferentes modalidades ou gêneros do discurso? In: SIGNORINI, I. (Org.). Investigando a relação oral/escrito e as teorias do letramento. Campinas: Mercado de Letras, 2001. p. 51-76.

ROJO, R.; SCHNEUWLY, B. As relações oral/escrita nos gêneros orais formais e públicos: o caso da conferência acadêmica. Linguagem em (Dis)curso, Tubarão, v. 6, n. 3, set./dez. 2006.p. 463-493. Disponível em: http://www.portaldeperiodicos.unisul.br/index.php/Linguagem_Discurso/article/view/346/367 Acesso em maio de 2018.

SCHNEUWLY, B.; DOLZ, J. Gêneros orais e escritos na escola. Trad. org. Roxane Rojo; Glaís Sales Cordeiro. Campinas-SP, Mercado de Letras, 2004. 278 p.

STREET, B. Letramentos sociais: abordagens críticas do letramento no desenvolvimento, na etnografia e na educação. Trad. Marcos Bagno. São Paulo: Parábola, 2014. 216 p.

Downloads

Publicado

27-07-2020

Como Citar

MATTOS, P. S.; MAGALHÃES, T. G. Práticas de oralidade na alfabetização: uma leitura do material do programa Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa. Revista Eletrônica de Educação, [S. l.], v. 14, p. e3400102, 2020. DOI: 10.14244/198271993400. Disponível em: https://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/view/3400. Acesso em: 24 jun. 2024.

Edição

Seção

Demanda Contínua - Artigos
##plugins.generic.dates.received## 2019-04-10
##plugins.generic.dates.accepted## 2020-05-30
##plugins.generic.dates.published## 2020-07-27