Intensificação do trabalho docente e saúde: estudo com docentes da Universidade Federal de Goiás vinculados a programas de pós-graduação (Intensification of teaching and health work: a study with professors from the Federal University of Goiás linked to graduate programs)

Autores

  • Joana Alice Ribeiro de Freitas Universidade Federal de Goiás
  • Vera Lucia Navarro Universidade de São Paulo - Ribeirão Preto

DOI:

https://doi.org/10.14244/198271993084

Resumo

This article discusses the relationship between the intensification of teachers’ labour and health of professors. The data obtained are based on research that had for object the work of post-graduation programs professors in a public university. The qualitative research, theoretically and methodologically grounded by historical-dialectical materialism, used interviews as the main instrument of data collection. For that, were interviewed 11 professors from two post-graduation programs of the Federal University of Goiás (UFG), in the period from 2010 to 2012, namely PPGEO and PPGEcoEvol, the programs that achieved concept six in the CAPES evaluation. The present research is justified by the observation of the profound transformations that occurred not only in higher education, but also in Brazilian post-graduation, especially after the State Reform of the 1990s. The new requirements have improved over time and have culminated in the increase of the evaluation demands made by the agencies of promotion of research, which unfold in intensification of labour. The report of professors interviewed showed a series of physical and psychological symptoms in all professors, either due to lack of rest, work overload or difficulty in handling the demands of academic and administrative work linked to post-graduation studies.

Resumo

O presente artigo discute a relação entre intensificação do trabalho docente e a saúde de professores. Os dados obtidos baseiam-se em pesquisa que teve como objeto de estudo o trabalho docente de uma universidade pública vinculado a programas de pós-graduação. A pesquisa de caráter qualitativo foi fundamentada teórica e metodologicamente pelo materialismo histórico-dialético e utilizou como principal instrumento de coleta de dados a entrevista. Para tanto foram entrevistados 11 professores vinculados aos dois programas de pós-graduação mais bem avaliados da Universidade Federal de Goiás (UFG), no período de 2010 a 2012 pela Capes. Estes dois programas, a saber, PPGEO e PPGEcoEvol obtiveram o conceito seis na avaliação mencionada. A presente pesquisa justifica-se pela observação das profundas transformações ocorridas não apenas no ensino superior, mas também na pós-graduação brasileira, principalmente em momento posterior à Reforma do Estado da década de 1990. As novas exigências têm se aprimorado ao longo do tempo e têm culminado no aumento das cobranças avaliativas feitas pelas agências de fomento à pesquisa, as quais se desdobram em intensificação do trabalho. O relato dos docentes entrevistados sinalizou para uma série de sintomas físicos e psicológicos na totalidade dos professores, seja pela falta de descanso, pela sobrecarga de trabalho ou pela dificuldade em manejar as exigências do trabalho acadêmico e administrativo vinculado à pós-graduação.

Keywords: Teachers’ labour, Health of professors, Intensification of labour.

Palavras-chave: Trabalho docente, Saúde docente, Intensificação do trabalho.  

References

ANTUNES, Caio; SILVA, Hugo Leonardo Fonseca da; FREITAS, Joana Alice Ribeiro de; MORAES, Livia de Cássia Godoi. Trabalho, o mundo sob ataque: crise estrutural do capital, medidas contratendenciais e a atual situação da classe trabalhadora. In: LOURENÇO, Edivânia Ângela de Souza; NAVARRO, Vera Lucia (Orgs.). O avesso do trabalho IV.  São Paulo: Outras expressões, 2017, pp. 429-445.

ANTUNES, Ricardo. Os sentidos do trabalho: ensaios de afirmação negação. São Paulo: Boitempo, 2009.

ANTUNES, Ricardo. O privilégio da servidão. São Paulo: Boitempo, 2018.

BOSI, Antônio de Pádua. A precarização do trabalho docente nas instituições de ensino superior do Brasil nesses últimos 25 anos. Educação e Sociedade, 28(101), pp. 1503-1523, 2007. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v28n101/a1228101. Acesso em 20 de agosto de 2012.

CARVALHO, Diana Carvalho de. Trabalho docente na pós-graduação: impasses que se colocam para os programas e o professor universitário no contexto atual das políticas de avaliação. In: MANCEBO, Deise; SILVA JUNIOR, João dos Reis da; OLIVEIRA, João Ferreira (Orgs.). Reformas e políticas: educação superior e pós-graduação no Brasil. Campinas: Alínea, 2008, pp. 223-235.

CHAVES, Vera Lucia Jacob; MENDES, Odete da Cruz. REUNI: o contrato de gestão na reforma da educação superior pública. Cadernos ANPAE, 8, 1-14, 2009. Disponível em:  http://www.anpae.org.br/congressos_antigos/simposio2009/352.pdf. Acesso em: 18 de janeiro de 2017.

CHESNAIS, François. A Mundialização do Capital. São Paulo: Xamã, 1996.

CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Ensino Superior (2013a). Ficha de Avaliação do Programa (Biodiversidade). Brasília. Disponível em:  http://avaliacaotrienal2013.capes.gov.br/resultados/fichas-de-avaliacao. Acesso em 18 de janeiro de 2017.

CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Ensino Superior (2013b). Ficha de Avaliação do Programa (Geografia). Brasília. Disponível em: http://avaliacaotrienal2013.capes.gov.br/resultados/fichas-de-avaliacao. Acesso em: 18 de janeiro de 2017.

CRUZ, Roberto Moraes. Trabalho docente, modo degradado de funcionamento institucional e patologias do trabalho. In: SOUZA, M. de; MARTINS, F.; ARAÚJO; J. N. G. de (Orgs.). Dimensões da violência: conhecimento, subjetividade e sofrimento psíquico. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2011, pp. 207-222.

DAL ROSSO, Sadi. Mais trabalho! A intensificação do labor na sociedade contemporânea. São Paulo: Boitempo, 2008.

DAÚD, Cristina dos Santos Dias. Dimensionamento da alocação de vagas de técnicos administrativos nas universidades públicas federais. 2015. Dissertação (Mestrado em Administração), Faculdade de Administração, Universidade Federal de Lavras. Lavras, 2015.

DRUCK, Graça. Trabalho, precarização e resistências: novos e velhos desafios? Cadernos CRH, 24(1), 37-57, 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ccrh/v24nspe1/a04v24nspe1. Acesso em 10 de setembro de 2016.

FARIA, José Henrique de. Gestão participativa: relações de poder e de trabalho nas organizações. São Paulo: Atlas, 2009.

FREITAS, Joana Alice Ribeiro de. Violência no trabalho docente em uma universidade pública: da demanda inicial sobre assédio moral ao problema real da precarização do trabalho. 2013. Dissertação (Mestrado em Organizações e Desenvolvimento), Faculdade de Economia e Administração, Curitiba, 2013.

GOMES, Alfredo Marcelo. As reformas e políticas da educação superior no Brasil. In: MANCEBO, Deise; SILVA JUNIOR, João dos Reis da; OLIVEIRA, João Ferreira (Orgs.). Reformas e políticas: educação superior e pós-graduação no Brasil. Campinas: Alínea, 2008, pp. 23-51.

LACAZ, Francisco Antonio de Castro. O campo da saúde do trabalhador: resgatando conhecimentos e práticas sobre as relações trabalho-saúde. Cadernos de Saúde Pública, 23(4), 2007. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csp/v23n4/02.pdf. Acesso em: 16 de janeiro, 2016.

LAURELL, Asa Cristina. A saúde-doença como processo social. Revista Latinoamericana de salud, (2). pp. 7-25, 1982. Disponível em: https://fopspr.files.wordpress.com/2009/01/saudedoenca.pdf. Acesso em: 09 de janeiro de 2017.

LIMA, Maria de Fátima Evangelista Mendonça; LIMA-FILHO, Dario de Oliveira. Condições de trabalho e saúde do/a professor/a universitário/o. Ciências & Cognição, 14(3), 62-82, 2009. Disponível em: http://www.cienciasecognicao.org/pdf/v14_3/m253.pdf. Acesso em 12 de setembro de 2017.

LIMA, Antônio Bosco de; MARQUES, Mara Rúbia Alves; SILVA, Sarita Medina; SILVA, Maria Vieira; PALAFOX, Gabriel Humberto Muñoz. Reforma e qualidade da educação no Brasil. In: LOMBARDI, José Claudinei; LUCENA, Carlos; PREVITALI, Fabiane Santana (Orgs.). Mundialização do trabalho, transição histórica e reformismo educacional. Campinas: Librum, 2014, pp. 208-232.

MACIEL, Rosana. Mendes; PREVITALI, Fabiane Santana. A reestruturação produtiva e seus impactos no trabalho docente. In: PREVITALI, Fabiane Santana (Org.). Trabalho, educação e reestruturação produtiva. São Paulo: Xamã, 2012, pp.109-126.

MANCEBO, Deise. A educação superior no Brasil: expansão e tendências (1995-2014). In: SILVA JUNIOR, João dos Reis da; ROTHEN, José Carlos; SOUSA, José Vieira de; AZEVEDO, Mário Luiz Neves. (Orgs.). Política de educação superior brasileira: apontamentos e perspectivas. Belo Horizonte: Fino Traço, 2017, pp. 101-120.

MARX, Karl. Os manuscritos econômico-filosóficos de 1844. São Paulo: Boitempo, 2004.

MARX, Karl. Grundrisse: manuscritos econômicos de 1857-1858: esboços da crítica da economia política. São Paulo: Boitempo, 2011.

MARX, Karl. O Capital. (Livro 1). São Paulo: Boitempo, 2013.

MÉSZÁROS, Istvan. Para além do capital. São Paulo: Boitempo, 2002.

MÉSZÁROS, Istvan. A crise estrutural do capital. São Paulo: Boitempo, 2008.

NAVARRO, Vera L.; ALESSI, Neiry Primo; LIMA, Maria da Glória. A violência no trabalho e a saúde do trabalhador no contexto da reestruturação produtiva no Brasil. SILVA, José Fernando da; LIMA, Ricardo Barbosa de; DAL ROSSO, Sadi (Orgs.). Violência e trabalho no Brasil. Goiânia: Editora da UFG, 2001, pp. 229-246.

PINA, José Augusto; STOTZ, Eduardo Navarro. Intensificação do trabalho e saúde do trabalhador: uma abordagem teórica. Revista Brasileira de Saúde Ocupacional 39(130), 150-160, 2014. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbso/v39n130/0303-7657-rbso-39-130-150.pdf. Acesso em 09 de janeiro de 2018.

SELIGMANN-SILVA, Edith. Trabalho e desgaste mental: o direito de ser dono de si mesmo. São Paulo: Editora Cortez, 2011.

SGUISSARDI, Valdemar; SILVA JUNIOR, João dos Reis da. Trabalho intensificado nas federais: pós-graduação e produtivismo acadêmico. São Paulo: Xamã, 2009.

SILVA JUNIOR, João dos Reis da. The new brazilian university: a busca por resultados comercializáveis: para quem? Bauru: Canal 6, 2017.

SILVA JUNIOR, João dos Reis da; SGUISSARDI, Valdemar. Novas faces da educação superior no Brasil: reforma do Estado e mudança na produção. São Paulo: Cortez. Bragança Paulista: EDUSF, 2001.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Joana Alice Ribeiro de Freitas, Universidade Federal de Goiás

Professora da Faculdade de Educação da UFG.

Vera Lucia Navarro, Universidade de São Paulo - Ribeirão Preto

Professora do Programa de Pós-graduação em Psicologia no departamento de Psicologia da Universidade de São Paulo - Ribeirão Preto.

Downloads

Publicado

02-09-2019

Como Citar

RIBEIRO DE FREITAS, J. A.; NAVARRO, V. L. Intensificação do trabalho docente e saúde: estudo com docentes da Universidade Federal de Goiás vinculados a programas de pós-graduação (Intensification of teaching and health work: a study with professors from the Federal University of Goiás linked to graduate programs). Revista Eletrônica de Educação, [S. l.], v. 13, n. 3, p. 1032–1057, 2019. DOI: 10.14244/198271993084. Disponível em: https://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/view/3084. Acesso em: 19 abr. 2024.

Edição

Seção

Demanda Contínua - Artigos
##plugins.generic.dates.received## 2018-10-22
##plugins.generic.dates.accepted## 2018-11-28
##plugins.generic.dates.published## 2019-09-02