O ESTADO NEOLIBERAL E A PROMULGAÇÃO DA EDUCAÇÃO ENQUANTO MERCADORIA

Autores

  • Fábio Luciano Oliveira Costa Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.14244/19827199203

Resumo

Este artigo discute a educação em sua relação com o Estado neoliberal brasileiro. Como instituição financiada e/ou regulada pelo Estado, a educação institucionalizada tem atendido a propostas e finalidades específicas de grupos restritos, de caráter mercadológico, direcionadas no campo estrutural, definido principalmente pelas escolas. Nestes espaços, a educação exercida pelos agentes da educação (formuladores de políticas públicas, professores, estudantes, comunidades em geral), promove um ensino que estimula a reprodução das tradicionais regras sociais, mas também atua como válvula para pensar e questionar as desigualdades impostas por tais regras.

Palavras-chave: Estado Neoliberal; Educação; Mercadoria.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Fábio Luciano Oliveira Costa, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro

Graduado em História pela UFU. Graduação incompleta em Filosofia pela UFU. Especialista em Sociologia Política pela UFPR. Mestrando em Educação pela UNIRIO.

Downloads

Publicado

28-11-2012

Como Citar

COSTA, F. L. O. O ESTADO NEOLIBERAL E A PROMULGAÇÃO DA EDUCAÇÃO ENQUANTO MERCADORIA. Revista Eletrônica de Educação, [S. l.], v. 6, n. 2, p. 413–426, 2012. DOI: 10.14244/19827199203. Disponível em: https://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/view/203. Acesso em: 25 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos
##plugins.generic.dates.received## 2011-02-20
##plugins.generic.dates.accepted## 2012-03-13
##plugins.generic.dates.published## 2012-11-28