Infância catarinense e educação intercultural

Autores

  • Vera Lúcia Chacon Valença UNISUL

DOI:

https://doi.org/10.14244/198271991135

Resumo

DOI: http://dx.doi.org/10.14244/198271991135

O propósito deste artigo é refletir sobre a infância catarinense na perspectiva da educação intercultural. Com esse objetivo, realizou-se uma revisão teórica e uma pesquisa empírica, exploratória, com 78 crianças de várias descendências de oito a 12 anos. Partiu-se do pressuposto de que a infância catarinense, por ser constituída de diversas descendências/etnias, apresenta elementos culturais comuns e algumas especificidades com relação aos valores estético culturais. A educação intercultural é aquela que visa à criação de contextos educativos nos quais os conflitos entre identidade e diferença sejam minimizados, promovendo uma convivência respeitosa e solidária entre as crianças. A pesquisa foi desenvolvida no âmbito do projeto do Museu das Crianças do Brasil, espaço cultural criado para elas a exemplo do Brooklyn Children’s Museum, de Nova York. Da pesquisa, participaram crianças descendentes: africanas, indígenas e europeias (ucranianas e açorianas). Elas foram submetidas a três questionários, sobre as tradições, a vida cotidiana e o padrão físico de beleza. Tabulados, os resultados possibilitaram o traçado de um perfil que evidenciou características comuns a todas as crianças, como os valores atribuídos às pessoas: respeito aos mais velhos, responsabilidade e honestidade (valores relacionados ao ideal de ego); assim como expressaram particularidades de cada descendência (festas, culinária, manifestações religiosas). No que diz respeito ao padrão físico de beleza, predominou “a beleza do consumo”: pele clara ou bronzeada e cabelos lisos. Tais resultados constituirão a Rede Virtual, a do Imaginário Infantil, que alimentará o museu e por suas atividades será alimentada.

Palavras-chave: Infância catarinense, Museu das Crianças do Brasil, Educação intercultural.

Abstract

The purpose of this article is to reflect on childhood in Santa Catarina state, Brazil, from the perspective of intercultural education. To this end, a theoretical review and an exploratory empirical study were conducted with 78 children, of various ethnic descents, aged eight to 12 years. The study was based on the assumption that children in Santa Catarina come from varied descents and, therefore, would present some common cultural elements, but also some specificity regarding cultural-aesthetic values. Inter-cultural education should aim to enable educational contexts where conflicts between identity and difference are minimized, encouraging respect and solidarity between children. The study was developed within the Childhood Museum of Brazil project, a cultural space set up for children, along the lines of the Brooklyn Children’s Museum in New York. Participants were children of African, Indigenous, and European descents. The profile outlined from the study results revealed characteristics common to all of them: values attributed to people (respect for elders, responsibility, and honesty); expressed characteristics of each descent (celebrations, cuisine, religious manifestations); and predomination of ‘consumer beauty’ (pale or tanned skin and straight hair) with respect to the physical standard of beauty. These results create the Virtual Network, that of the Childhood Imaginarium, which will, in turn, nourish the Museum in its activities.

Keywords: Childhood in Santa Catarina state, Childhood Museum of Brazil, Intercultural education.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Vera Lúcia Chacon Valença, UNISUL

Vera Lúcia Chacon Valença

Vera Lúcia Chacon Valença, Doutorado na Université Paris V, René Descartes, como Bolsista Capes (1980); e estágio de Pós-Doutorado com Bolsa do Istituto Italo-Latino Americano, em Roma, no Centro Nacional de Pesquisa-Roma-CNR. Professora tempo integral do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade do Sul de SC (Unisul). Linha de Pesquisa relações culturais e históricas da educação. Membro do Grupo de Pesquisa Educação, Cultura e Sociedade. Pesquisadora dos temas criança, aprendizagem e cultura, e coordenadora do Projeto do Museu das Crianças do Brasil. Professora aposentada pela Universidade Federal de Santa Catarina. E-mail: veravalenca@uol.com.br. Telefone: (48)3222-5841 e do trabalho: (48) 3621-33 67. Endereço: Rua Ferreira Lima, 247, apto 1001. CEP: 88015-420. Centro, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

 

Downloads

Publicado

25-05-2016

Como Citar

VALENÇA, V. L. C. Infância catarinense e educação intercultural. Revista Eletrônica de Educação, [S. l.], v. 10, n. 1, p. 26–41, 2016. DOI: 10.14244/198271991135. Disponível em: https://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/view/1135. Acesso em: 15 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos
##plugins.generic.dates.received## 2014-08-28
##plugins.generic.dates.accepted## 2015-04-23
##plugins.generic.dates.published## 2016-05-25