O PAPEL DA MEDIAÇÃO E DA INTENCIONALIDADE EM ATIVIDADES DE MODELAGEM MATEMÁTICA

Rodolfo Eduardo Vertuan, Adriana Helena Borssoi, Lourdes Maria Werle de Almeida

Resumo


Com o propósito de voltar a atenção ao processo de aprendizagem dos alunos quando envolvidos em atividades de Modelagem Matemática, este texto busca associar aspectos teóricos da Mediação Semiótica, do ponto de vista de Vygotsky, bem como da Intencionalidade como atributo para a aprendizagem. A atividade de Modelagem que analisamos é oriunda de um trabalho de pesquisa desenvolvida com alunos durante um curso de extensão e será analisada tomando elementos dos referenciais teóricos mencionados, a partir de registros escritos dos alunos e de transcrições de diálogos ocorridos durante o desenvolvimento da atividade. Considerando um ambiente de sala de aula com atividades de Modelagem, inferimos que, a mediação leva à intencionalidade e a intencionalidade leva a mediação e é por meio da “interação” desses dois elementos que a internalização de conceitos se torna possível, favorecendo a aprendizagem.

Palavras-chave: Modelagem Matemática; Intencionalidade; Mediação Semiótica.


DOI: http://dx.doi.org/10.14244/19827199851

 


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14244/19827199851

____________

Propriedade Intelectual

Revista Eletrônica de Educação adota a licença Creative Commons BY-NC do tipo "Atribuição Não Comercial".

Essa licença permite, exceto onde está identificado, que o usuário final remixe, adapte e crie a partir do seu trabalho para fins não comerciais, sob a condição de atribuir o devido crédito e da forma especificada pelo autor ou licenciante.

Para mais informações, consultar: https://br.creativecommons.org/

____________

REVISTA ELETRÔNICA DE EDUCAÇÃO. São Carlos (SP): Universidade Federal de São Carlos, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2007- . Publicação contínua. ISSN 1982-7199. Disponível em: http://www.reveduc.ufscar.br