INCLUSÃO DE ALUNOS COM SURDEZ NA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR

Tássia Pereira Alves, Zenilda Nogueira Sales, Ramon Missias Moreira, Leonardo de Carvalho Duarte, Edvaldo Souza Couto

Resumo


A educação inclusiva é um processo social que vem se desenvolvendo em todo o mundo e direciona os pensamentos para a reflexão sobre a educação e o papel da escola nos tempos atuais. Este estudo objetivou apreender as representações de alunos com surdez sobre sua inclusão nas aulas de Educação Física Escolar. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, do tipo descritiva-exploratória e analítica, realizada em duas escolas públicas de um município do interior da Bahia, Brasil. Participaram da entrevista semiestruturada 8 alunos com surdez, sendo que a mesma foi aplicada mediante a presença de um intérprete da Língua de Sinais Brasileira (Libras). Os dados foram organizados, tratados, e analisados à luz da técnica de análise de conteúdo, sendo selecionados elementos como palavras e frases dotadas de significados, em seguida codificação das unidades de registro. Nesse sentido, a partir da análise dos conteúdos manifestos, emergiram 4 categorias: aprendizado durante as aulas de Educação Física; atendimento às necessidades nas aulas de Educação Física; estratégias inclusivas utilizadas nas aulas de Educação Física; e sugestões para modificações nas aulas de Educação Física. Foi relatado pela maioria dos informantes que seus professores eram preocupados com o aprendizado deles, e em contrapartida, identificou-se que a prática pedagógica de outros docentes não considerava as necessidades educacionais de seus alunos com surdez. Portanto, espera-se que esse estudo possa contribuir com o modus operandi na perspectiva da educação inclusiva e para novas reflexões sobre essa temática.

Palavras-chave: Percepção Social; Inclusão; Surdos; Educação Física.


DOI: http://dx.doi.org/10.14244/19827199790

 


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14244/%2519827199790

____________

Propriedade Intelectual

Revista Eletrônica de Educação adota a licença Creative Commons BY-NC do tipo "Atribuição Não Comercial".

Essa licença permite, exceto onde está identificado, que o usuário final remixe, adapte e crie a partir do seu trabalho para fins não comerciais, sob a condição de atribuir o devido crédito e da forma especificada pelo autor ou licenciante.

Para mais informações, consultar: https://br.creativecommons.org/

____________

REVISTA ELETRÔNICA DE EDUCAÇÃO. São Carlos (SP): Universidade Federal de São Carlos, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2007- . Publicação contínua. ISSN 1982-7199. Disponível em: http://www.reveduc.ufscar.br