REFLEXÕES SOBRE O RECOLHIMENTO DE ADOLESCENTES COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL EM INSTITUIÇÕES TOTAIS

Eder da Silva Santana

Resumo


O confinamento de pessoas com deficiência intelectual em instituições como os asilos, manicômios e prisões se revela uma prática muito antiga. Embora sejam notórias as transformações sociais que vêm ocorrendo, principalmente nas últimas décadas, em tempos atuais, constata-se que essa prática é ainda uma realidade em nosso meio social, a exemplo dos institutos “reeducativos” para menores. A pessoa com deficiência intelectual inserida nesses institutos pode vivenciar situações traumáticas, como violências físicas, violências sexuais e morais, que dificultam a sua reinserção no convívio social. Tais eventos traumáticos podem ser potencializados com a vivência, com adolescentes infratores que cometeram “delitos” graves, bem como pela eventual atuação ou omissão de profissionais que, ao invés de protegê-los, negligenciam os cuidados, rotulando-os, também não colaborando para a sua reintegração. Havendo a ocorrência do ato infracional por uma pessoa com deficiência intelectual, a atuação de uma equipe técnica capacitada para uma triagem quanto à gradação da deficiência intelectual, da periculosidade do adolescente, e da gravidade do próprio ato infracional cometido, direcionando-o para instituições específicas, seriam condições essenciais para minimizar os possíveis impactos traumáticos, contribuindo para torná-lo  mais autônomo, e com uma melhor autoestima em relação a sua deficiência.

Palavras-chave: Deficiência intelectual; Violência; Instituições totais.


DOI: http://dx.doi.org/10.14244/19827199539


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14244/19827199539

____________

Propriedade Intelectual

Revista Eletrônica de Educação adota a licença Creative Commons BY-NC do tipo "Atribuição Não Comercial".

Essa licença permite, exceto onde está identificado, que o usuário final remixe, adapte e crie a partir do seu trabalho para fins não comerciais, sob a condição de atribuir o devido crédito e da forma especificada pelo autor ou licenciante.

Para mais informações, consultar: https://br.creativecommons.org/

____________

REVISTA ELETRÔNICA DE EDUCAÇÃO. São Carlos (SP): Universidade Federal de São Carlos, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2007- . Publicação contínua. ISSN 1982-7199. Disponível em: http://www.reveduc.ufscar.br