AS CRIANÇAS PEQUENAS SOB UMA BOA GUARDA

Eric Plaisance

Resumo


As limitações profissionais e de tempo dos pais, as possibilidades institucionais e sociais na guarda e no cuidado das crianças pequenas levaram os sociólogos a redefinir as “idades” da pequena infância: 0-2 anos, a creche; 2-3 anos, o “jardin d’éveil”; a partir dos três anos, a escola maternal, à qual devemos acrescentar a guarda em casa e, para as classes mais ricas, a empregada doméstica. A partir de entrevistas com pais, E. Plaisance mostra que os interessados ressaltam a liberdade de escolha (mesmo quando as ofertas são raras) e reforçam o tom da evidência de que a solução tomada era a melhor para eles e para a criança. Mas as respostas mostram também que eles buscam se informar, segundo meios que favorecem o “boca a boca” e que dão lugar aos fenômenos do rumor. De fato, a “escolha” dos atores é determinada, mas como para se tranquilizar e assumir sua responsabilidade, eles a descrevem voluntariamente como “livre”.

Palavras-chave: Guarda e educação de crianças pequenas; Escolha dos pais; Transmissão de rumores (boca a boca).

Veja também a versão original em francês publicada nesta edição.

LES JEUNES ENFANTS SOUS BONNE GARDE

Les contraintes horaires et professionnelles des parents, les possibilités institutionnelles et sociales dans la garde et la prise en charge des jeunes enfants, ont amené les sociologues à redéfinir les “âges” de la petite enfance : 0-2 ans, la crèche ; 2-3 ans, le “jardin d’éveil”; à partir de 3 ans, l’école maternelle, à quoi il faut ajouter la garde à domicile et pour les classes les plus aisées l’employée de maison. À partir d’entretiens avec les parents, É. Plaisance montre que les intéressés mettent en avant le libre choix (même quant les offres sont rares) et soulignent sur le ton de l’évidence que la solution retenue était la meilleure pour eux-mêmes et pour l’enfant. Mais les réponses montrent aussi qu’ils cherchent à se renseigner, selon des modes qui favorisent le bouche à oreille et laissent place aux phénomènes de rumeur. De fait, le “choix” des acteurs est déterminé, mais comme pour se rassurer et assumer leur responsabilité, ils le décrivent volontiers comme “libre”.

Mots-clés: Garde et éducation des jeunes enfants; Choix des parents; Enquête par interviews ; Transmission des rumeurs (bouche à oreille).

Voir aussi la version originale française publiée dans ce numéro.

 


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14244/19827199527

____________

Propriedade Intelectual

Revista Eletrônica de Educação adota a licença Creative Commons BY-NC do tipo "Atribuição Não Comercial".

Essa licença permite, exceto onde está identificado, que o usuário final remixe, adapte e crie a partir do seu trabalho para fins não comerciais, sob a condição de atribuir o devido crédito e da forma especificada pelo autor ou licenciante.

Para mais informações, consultar: https://br.creativecommons.org/

____________

REVISTA ELETRÔNICA DE EDUCAÇÃO. São Carlos (SP): Universidade Federal de São Carlos, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2007- . Publicação contínua. ISSN 1982-7199. Disponível em: http://www.reveduc.ufscar.br