A lógica do capital financeiro e sua expressão educacional: a barbárie bolsonarista em ação (The logic of financial capital and its educational expression: bolsonarista barbarism in action)

Celso do Prado Ferraz de Carvalho, José Eduardo de Oliveira Santos

Resumo


This text analyzes the theoretical and political foundations of the rise process, in Brazil, of forces called neoconservative, neoliberal, extreme right or, simply, the new right, in order to understand their most evident impacts on the construction of educational policy in the country, along with a vision of political economy subsumed to the financial logic and interest of the corporations that control the circulation of capital. It takes, as a paradigmatic example of expression of the conceptions of the new right, the most recent ideopolitical context that legitimized and legitimizes the current federal government. It is supported by both academic bibliography and videographic production, as a way to promote the interface between two sources of opinion formation in the dynamic world of analysis of facts and concepts that produces political ideology and impacts the configuration of policies social.

Resumo

Este texto analisa os fundamentos teórico-políticos do processo de ascensão, no Brasil, de forças denominadas neoconservadoras, neoliberais, de extrema direita ou, simplesmente, da nova direita, para fins de compreender seus impactos mais evidentes na construção da política educacional no país, em par com uma visão de economia política subsumida à lógica financeira e de interesse das corporações controladoras da circulação do capital. Toma, como exemplo paradigmático de expressão das concepções da nova direita, o contexto ideopolítico mais recente que legitimou e legitima o atual governo federal. Apoia-se tanto em bibliografia acadêmica quanto em produção videográfica, como forma de promover interface de duas fontes de formação de opinião do dinâmico mundo de análise de fatos e concepções que produz ideologia política e impacta a configuração das políticas sociais.

Resumen

Este texto analiza los fundamentos teóricos y políticos del proceso de ascenso, en Brasil, de fuerzas llamadas neoconservadoras, neoliberales, de extrema derecha o, simplemente, la nueva derecha, para comprender sus impactos más evidentes en la construcción de la política educativa en el país, junto con una visión de economía política subsumida a la lógica financiera y el interés de las corporaciones que controlan la circulación de capital. Toma, como ejemplo paradigmático de expresión de las concepciones de la nueva derecha, el contexto ideopolítico más reciente que ha dado legitimad al gobierno federal actual. Está respaldado tanto por la bibliografía académica como por la producción videográfica, como una forma de promover la interfaz entre dos fuentes de formación de opinión en el mundo dinámico de análisis de hechos y conceptos que producen ideología política e impacta la configuración de las políticas sociales.

Palavras-chave: Educação brasileira, Ideologia política, Nova direita, Políticas educacionais.

Keywords: Brazilian education, Political ideology, New right, Educational policies.

Palabras claves: Educación brasileña, Ideología política, Nueva derecha, Políticas educacionales.

References

AMIN, Samir. Geopolítica del imperialismo contemporâneo. In: E. Borgiani, Elisabete, Carlos Montaño. (orgs.). Coyuntura actual, latinoamericana y mundial: tendência y movimentos. (Biblioteca Latinoamericana de Servicio Social . Série Antologías, v. 14). São Paulo: Cortez, 2009, p. 206-252.

BATISTA, Eraldo Leme; ORSO, Paulino José; LUCENA, Carlos (Orgs.). Escola sem partido ou a escola da mordaça e do partido único a serviço do capital. Uberlândia: Navegando Publicações, 2019. Disponível em: https://www.editoranavegando.com/livro-escola-sem-partido.

BIANCHETTI, Lucídio; SGUISSARDI, Valdemar. Da universidade à commoditycidade – ou de como e quando, se a educação/formação é sacrificada no altar do mercado, o futuro da universidade se situa em algum lugar do passado. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2017.

BOBBIO, N. Ideologia. In: BOBBIO, N.; MATEUCCI, N.; PASQUINO, G. (orgs.). Dicionário de Política. V.I. 11 ed. Brasília, DF: Editora da UnB, 1998.

CASIMIRO, Flávio Henrique Calheiros. A nova direita: aparelhos de ação política e ideológica no Brasil contemporâneo. São Paulo: expressão Popular, 2018.

DARDOT, Pierre; LAVAL, Christian. A nova razão do mundo – ensaio sobre a sociedade neoliberal. Trad.: Mariana Echalar. 1 ed. São Paulo: Boitempo, 2016.

DOWBOR, Ladislau. A era do capital improdutivo: Por que oito famílias têm mais riqueza do que a metade da população do mundo? São Paulo: Outras Palavras/Autonomia Literária, 2017.

DOWBOR, Ladislau. Governança corporativa: o caótico poder dos gigantes financeiros. Pesquisa e Debate, PUC-SP, Vol. 27., N. 2 (50), dez., 2016. p. 25-46.

FRIGOTTO, Gaudêncio (org.) Escola “sem” partido: esfinge que ameaça a educação e a sociedade brasileira. Rio de Janeiro: UERJ, LPP, 2017. Disponível em: https://drive.google.com/file/d/0Bw_ptI_xxOGFMUM2RnJYNjdlRXM/view

HARVEY, David. O neoliberalismo: história e implicações. Tradução Adail Sobral e Maria Stela Gonçalves. São Paulo: Loyola, 2014.

LACERDA, Marina Basso. O novo conservadorismo brasileiro. Porto Alegre: Zouk, 2019.

LANDER, Edgardo. Conocimiento para que? Conocimiento para quién? Reflexiones sobre la universidad y la geopolítica de los saberes hegemónicos. In: PALERMO, Zulma (comp.). Des/decolonizar la universidad. 1 ed. (Coleccíon El desprendimiento). Buenos Aires: Del Signo, 2015. ps. 41-67.

MARX, Karl. (2013). O capital: crítica da economia política. Livro I: o processo de produção do capital. Tradução de Rubens Enderle. São Paulo: Boitempo, 2013.

MASCARO, Alysson Leandro. Estado e forma política. São Paulo: Boitempo, 2013.

MENEGAT, Marildo. Depois do fim do mundo - a crise da modernidade e a barbárie. Rio de Janeiro: Relume Damará; FAPERJ, 2003.

NOGUEIRA, Heryka C. Privatização mercantil da educação superior em contexto de regulação transnacional – o caso FAMA/KROTON do Amapá. Brasil. (Tese de Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Nove de Julho, São Paulo: 2020.

OGAMA, Danilo Ferraz de Oliveira As desventuras da sociedade pós-industrial: as falácias da visão determinista do desenvolvimento tecnológico. Dissertação (Mestrado) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Programa de Pós-graduação em Tecnologia e Sociedade, Curitiba, 2019.

SADER, Emir (org.). 10 anos de governos pós-neoliberais no Brasil: Lula e Dilma. São Paulo, SP: Boitempo; Rio de Janeiro, RJ: FLACSO Brasil, 2013.

SAMPAIO DA SILVA, Evaldo. Os três movimentos da modernidade. Ethic@ - An international Journal for Moral Philosophy, Florianópolis, v. 12, n. 2, p. 321-345, dez. 2013. ISSN 1677-2954. Disponível em: <https://periodicos.ufsc.br/index.php/ethic/article/view/1677-2954.2013v12n2p321>. Acesso em: 09 abr. 2020. doi:https://doi.org/10.5007/1677-2954.2013v12n2p321.

SANTOS, Eduardo. Da geopolítica das potências à geopolítica do conhecimento: financeirização e epistemologias de mercado na educação  superior brasileira. Revista Lusófona de Educação, v. 47, n. 48, abr.junh., 2020, s/p (no prelo)

SOUZA, Jessé. A elite do atraso – da escravidão à Lava Jato. Rio de Janeiro: Leya, 2017.

SOUZA, Jessé. A guerra contra o Brasil - como os EUA se uniram a uma organização para destruir o sonho brasileiro. Rio de Janeiro: Estação Brasil, 2020.

VALE, Maria Ribeiro do. Matizes do pensamento político norte-americano na virada conservadora de 1970. Cad. CRH, Salvador, v. 23, n. 59, p. 369-383, agosto de 2010. Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-49792010000200011&lng=en&nrm=iso>. acesso em 09 de abril de 2020.  https://doi.org/10.1590/S0103-49792010000200011 

TANNER, Lisa. Allan Bloom. Disponível em: <http://www2.southeastern.edu/Academics/Faculty/nadams/educ692/Bloom.html>. Acesso em: 09 de abr. de 2020

WATSON, Adam. A evolução da sociedade internacional – uma análise histórica comparativa. Trad.: René Loncan. Brasília, DF: Editora da UnB, 2004.

e4650144

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14244/198271994650

____________

Propriedade Intelectual

Revista Eletrônica de Educação adota a licença Creative Commons BY-NC do tipo "Atribuição Não Comercial".

Essa licença permite, exceto onde está identificado, que o usuário final remixe, adapte e crie a partir do seu trabalho para fins não comerciais, sob a condição de atribuir o devido crédito e da forma especificada pelo autor ou licenciante.

Para mais informações, consultar: https://br.creativecommons.org/

____________

REVISTA ELETRÔNICA DE EDUCAÇÃO. São Carlos (SP): Universidade Federal de São Carlos, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2007- . Publicação contínua. ISSN 1982-7199. Disponível em: http://www.reveduc.ufscar.br