O CONHECIMENTO PROFISSIONAL DOCENTE E SUA RELAÇÃO COM A IDEIA DE PROPORCIONALIDADE

Angelica da Fontoura Garcia Silva, Edvonete Souza de Alencar

Resumo


Este artigo tem como objetivo analisar o conhecimento profissional docente de professores que ensinam Matemática no 5.º ano do Ensino Fundamental, cujos alunos (média de idade de 9 a 10 anos) se destacaram no Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo (SARESP). Trata-se de pesquisa de campo que envolve um grupo de cinco professores de uma escola da rede pública de São Paulo, Brasil. A coleta de dados incluiu a aplicação de um questionário e entrevistas semiestruturadas. Teoricamente, esta investigação fundamenta-se tanto em teorias que discutem questões relacionadas à formação de professores como em estudos que investigam questões didáticas sobre a multiplicação e divisão de números naturais. Quanto ao primeiro enfoque, apoiou-se especialmente em estudos de Shulman. Em relação às questões didáticas, associadas ao objeto matemático, utilizou-se a Teoria dos Campos Conceituais de Vergnaud. De modo geral, a análise dos dados permitiu identificar que o grupo de professores da escola investigada trabalha de forma coletiva. Entretanto, pudemos verificar que as dificuldades relativas à prática docente podem ser influenciadas pela falta de domínio dos professores a respeito do conteúdo matemático, uma vez que observamos fragilidades em seus argumentos para o uso do procedimento de cálculo. Este estudo indica a necessidade de se rediscutirem as formas de se tratar a multiplicação e a proporcionalidade, em especial, nos cursos de formação inicial e continuada de professores.
 
Palavras-chave
: Educação Matemática; Conhecimento Profissional Docente, Ensino e Aprendizagem; Proporcionalidade.

 


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14244/19827199386

____________

Propriedade Intelectual

Revista Eletrônica de Educação adota a licença Creative Commons BY-NC do tipo "Atribuição Não Comercial".

Essa licença permite, exceto onde está identificado, que o usuário final remixe, adapte e crie a partir do seu trabalho para fins não comerciais, sob a condição de atribuir o devido crédito e da forma especificada pelo autor ou licenciante.

Para mais informações, consultar: https://br.creativecommons.org/

____________

REVISTA ELETRÔNICA DE EDUCAÇÃO. São Carlos (SP): Universidade Federal de São Carlos, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2007- . Publicação contínua. ISSN 1982-7199. Disponível em: http://www.reveduc.ufscar.br