Interações, teorias e a massificação: estudo de caso da implantação de sala master em EaD (Interactions, theories and massification: a case study of the implementation of master's degree in distance education)

Antonio Siemsens Munhoz, Dinamara Pereira Machado

Resumo


The present research presents the results about the implantation and development of the virtual master room that have as support the following pillars: (i) distance education (DE) and virtual learning environments (VLE); (ii)  large number of students and several courses, characterizing the context as a master's room, with the complexities that this situation commits for interaction and accompaniment to the students; (iii). The pedagogical practices derived from andragogy and heutagogy. The methodology used for this research is characterized as a case study, aiming to juxtapose the transferability of what was found for other rooms of the same nature in DE courses. It was structured a research plan involving the teachers, the data collected from the interactions and the identification of pedagogical practices. The research scenario was a private institution, with a large number of students, which works at DE. The follow-up of the students and teachers in the master's hall occurred in a period of fourteen weeks, this time of duration of a certain discipline. The conclusions of the research point out that interactions between the educational actors happen only with the intervention of the teachers, that the students prefer to study for the written material, although other materials are included, and that the teachers' workload to break this educational culture of passivity needs to be dialogue within the educational institution, in addition to the training of teachers to work in the context of the master's course in the DE course, and the operational implications of the VLE.

Resumo

A presente pesquisa apresenta os resultados sobre a implantação e desenvolvimento da sala máster virtual que tem por sustentação os seguintes pilares: (i) educação a distância (EaD) e os ambientes virtuais de aprendizagem (AVA); (ii) grande número de alunos e de diversos cursos, caracterizando o contexto como uma sala máster, com as complexidades que essa situação comete para interação e acompanhamento aos alunos; (iii) as práticas pedagógicas oriundas da andragogia e heutagogia. A metodologia utilizada para esta pesquisa caracteriza-se como estudo de caso, com objetivo de justapor a transferibilidade do que foi encontrado para outras salas da mesma natureza em cursos EaD. Foi estruturado um plano de pesquisa envolvendo os professores, os dados coletados das interações e a identificação das práticas pedagógicas. O cenário da pesquisa foi uma instituição privada, de grande número de alunos, que atua na EaD. O acompanhamento dos alunos e professores na sala máster ocorreu num período de quatorze semanas, tempo este de duração de determinada disciplina. As conclusões da pesquisa direcionam que as interações entre os atores educacionais acontecem somente com intervenção dos professores, que os alunos preferem estudar pelo material escrito, apesar de constar outros materiais, e que a carga horária de professores para quebrar esta cultural educacional da passividade precisa ser dialogada dentro da instituição de ensino, além da formação de professores para atuar no contexto de sala máster em curso EaD, e a implicações operacionais do AVA.

Palavras-chave: Educação a distância, Práticas pedagógicas, Teorias, Massificação.

Keywords: Distance education, Pedagogical practices, Theories, Massification.

References

ALLEN, D.; TANNER, K. Infusing active learning into the large-enrollment biology class: Seven strategies from the simple to the complex. Cell Biology Education, 4 (Winter), 2005, 262-268.

CENSO EAD.BR: Relatório Analítico da Aprendizagem a Distância no Brasil 2015 = Censo EAD.BR: Analytic Report of Distance Learning in Brazil 2015/[organização].

CROCHICK, N. Interesse de saber: um estudo com adolescente do ensino médio. Online. 2011 [internet]. Disponível em http://www.bv.fapesp.br/pt/publicacao/79762/interesse-de-saber-um-estudo-com-adolescente-do-ensino-medi/. Acessado em julho de 2017.

GUDWIN, R. R. Aprendizagem ativa. Online. s. d. [internet]. Disponível em http://faculty.dca.fee.unicamp.br/gudwin/activelearning. Acesso em julho de 2017.

HOLLOWAY, S. 4 Ways to bring gamification of education to your classroom. Online. s. d. [internet]. Disponível em https://tophat.com/blog/gamification-education-class/. Acesso em julho de 2017.

HOLMBERG, B. Growth and structure of distance education. London: Croom Helm Ltda., 1986.

LITTO, F. M.; FORMIGA, M. Educação a Distância: estado da arte. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2009.

MACHADO, Dinamara P. Análises das Potencialidades das Práticas Formativas em um curso de Pedagogia na Modalidade a distância. 2015. Disponível em:  https://sapientia.pucsp.br/bitstream/handle/9850/1/Dinamara%20Pereira%20Machado.pdf. Acesso em agosto 2017

MARQUES, J. R. Qual a importância da visão sistêmica de uma empresa? Online. 2015 [internet]. Disponível em http://www.ibccoaching.com.br/portal/rh-gestao-pessoas/qual-a-importancia-da-visao-sistemica-de-uma-empresa/. Acesso em julho de 2015.

MARTINI, A. L. G.; PERIPOLLI, O. J. Os meios de comunicação como ferramenta pedagógica. Online. 2011 [internet]. Disponível em http://sinop.unemat.br/projetos/revista/index.php/eventos/article/viewFile/388/203. Acesso em julho de 2017.

MUNHOZ, A. S. Aprendizagem baseada em problemas: ferramenta de apoio ao docente no processo de ensino e aprendizagem. São Paulo: editora CENGAGE, 2016.

MUNHOZ, A. S. Qualidade de ensino nas grandes salas de aula. São Paulo, 2016b.

MUNHOZ, A. S.; MARTINS, D. R. Aprender pelo erro – vantagens da estratégia na educação de jovens e adultos. Online. 2015 [internet]. Disponível em http://www.abed.org.br/congresso2015/anais/pdf/BD_34.pdf. Acesso em julho de 2017.

PIRES, H. F. Universidade, políticas públicas e novas tecnologias aplicadas à educação a distância. Revista Advir, Rio de Janeiro, n. 14, p. 22-30, 2001.

RODRIGUES, C. Evasão é o maior problema do ensino a distância, aponta estudo. 2012 [internet]. Disponível em https://educacao.uol.com.br/noticias/2012/08/02/evasao-e-o-maior-obstaculo-ao-ensino-a-distancia-para-instituicoes-diz-estudo.htm. Acesso em julho de 2017.

TORI, R. A presença das tecnologias interativas na educação. Online. 2010 [internet]. Disponível em: https://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=3&cad=rja&uact=8&ved=0ahUKEwiPp9W37erUAhUDiJAKHT63C_cQFggwMAI&url=http%3A%2F%2Fcomunicacaomediadaporcomputador.blogspot.com%2F2007%2F12%2Fprticas-que-aumentam-presena-social.html&usg=AFQjCNFIGDhWz4rR61YsW_paW3XaavKDNg. Acesso em julho de 2017.

e3841012


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14244/198271993841

____________

Propriedade Intelectual

Revista Eletrônica de Educação adota a licença Creative Commons BY-NC do tipo "Atribuição Não Comercial".

Essa licença permite, exceto onde está identificado, que o usuário final remixe, adapte e crie a partir do seu trabalho para fins não comerciais, sob a condição de atribuir o devido crédito e da forma especificada pelo autor ou licenciante.

Para mais informações, consultar: https://br.creativecommons.org/

____________

REVISTA ELETRÔNICA DE EDUCAÇÃO. São Carlos (SP): Universidade Federal de São Carlos, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2007- . Publicação contínua. ISSN 1982-7199. Disponível em: http://www.reveduc.ufscar.br