A utilização de vídeos do Youtube como suporte ao processo de aprendizagem (Using Youtube videos to support the learning process)

Estevon Nagumo, Lúcio França Teles, Lucélia de Almeida Silva

Resumo


Watching video online is one of the most performed activities on the internet in Brazil, according to PNAD Continua 2017. To explore the relationship of this activity with education, the aim of this study was to identify ways to use Youtube videos to support the learning process by college students. To try to elucidate this issue, a systematic literature review (RAMOS, FARIA, FARIA, 2014) was conducted on Youtube and education in the CAPES Theses Database  to inquire the accumulation of discussion on the subject. This literature review showed that there are 4 dissertations in this Brazilian database that studied the use of Youtube videos in elementary school. There is a gap in studies in higher education or focusing on informal learning. As an exploratory survey of the theme was applied an online questionnaire to collect data on the use of Youtube to support the learning process. From the content analysis (BARDIN, 2009) of the 64 answers, 4 interest categories were identified in the use of Youtube: 1) content learning, 2) content review, 3) test preparation and 4) audiovisual resources used. In general, it is noted that Youtube videos have been used to answer a specific demand or to reinforce school or self-interest knowledge due to their ease of access and their audiovisual resources.

Resumo

Assistir vídeo online é uma das atividades mais realizadas na internet no Brasil, segundo dados da PNAD Contínua 2017. Para explorar a relação desta atividade com a educação, o objetivo deste estudo foi identificar formas de utilização de vídeos do Youtube como suporte ao processo de aprendizagem por universitários. Para tentar elucidar esta questão foi realizada uma revisão sistemática da literatura (RAMOS; FARIA; FARIA, 2014) sobre o Youtube e a educação no catálogo de teses e dissertações Capes para averiguar o acúmulo de discussão sobre a temática. Esta revisão da literatura mostrou que há 4 dissertações nesta base brasileira que estudaram a utilização de vídeos do Youtube no ensino fundamental. Há uma lacuna de estudos no ensino superior ou que foquem na aprendizagem informal. Como levantamento exploratório do tema foi aplicado um questionário online para levantar dados sobre a utilização do Youtube como suporte ao processo de aprendizagem. A partir da análise de conteúdo (BARDIN, 2009) das 64 respostas foram identificadas 4 categorias de interesses na utilização do Youtube: 1) aprendizagem de conteúdo, 2) revisão de conteúdo, 3) preparação para testes e 4) recursos audiovisuais utilizados. Em geral, nota-se que vídeos do Youtube têm sido utilizados para atender uma demanda específica ou para reforçar um conhecimento escolar ou de interesse próprio devido a sua facilidade de acesso e aos seus recursos audiovisuais.

Palavras-chave: Tecnologia e educação, Educação informal, Atitude dos estudantes, Ambiente de aprendizagem.

Keywords: Technology Uses in Education; Informal Education; Student Attitudes; Situated Learning.

References

ARAUJO, Marcelo Henrique de; REINHARD, Nicolau. Caracterizando os usuários de Internet no Brasil: uma análise a partir das habilidades digitais. TWENTY-FOURTH AMERICAS CONFERENCE ON INFORMATION SYSTEMS, New Orleans, Anais…, 2018. Disponível em: https://aisel.aisnet.org/amcis2018/LACAIS/Presentations/12/. Acesso em: 24 jun. 2019

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BLASCHKE, Lisa Marie; HASE, Stewart. Heutagogy and digital media networks: Setting students on the path to lifelong learning. Pacific Journal of Technology Enhanced Learning. 1. 2019. Disponível em https://ojs.aut.ac.nz/pjtel/index.php/pjtel/article/view/1/1 Acesso em 11 out. 2019.

BURGESS, Jean; GREEN, Joshua. YouTube e a Revolução Digital: como o maior fenômeno da cultura participativa transformou a mídia e a sociedade; tradução Ricardo Giassetti. São Paulo: Aleph, 2009,

FLEMING, Neil D.; BAUME, David. Learning Styles Again: VARKing up the right tree!, Educational Developments, SEDA Ltd, Issue 7.4, 2006. Disponível em http://www.vark-learn.com/wp-content/uploads/2014/08/Educational-Developments.pdf. Acesso em 13 out. 2019

FLEMING, Neil D.; BONWELL, Charles C. How Do I Learn Best?: A Student's Guide to Improved Learning: Vark, Visual Aural Read/write Kinesthetic. Christchurch, N.Z: N. Fleming, 2001. Disponível em http://vark-learn.com/wp-content/uploads/2019/07/How-Do-I-Learn-Best-Sample.pdf. Acesso em 13 out. 2019

KAMERS, Nelito Jose. O YouTube como ferramenta pedagógica no ensino de física. 2013. 178 f. Mestrado em Educação: Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, 2013.

LANIER, Jaron. Dez argumentos para você deletar agora suas redes sociais. Tradução Bruno Casotti. Intrínseca; Edição do Kindle. 2018

LAVE, J.; WENGER, E. Situated leaning: legitimate peripheral participation. Cambridge: Cambridge University Press, 1991.

LAVE, Jean. Aprendizagem como/na prática. Horizontes Antropológicos [Online], 44, 2015. Disponível em http://journals.openedition.org/horizontes/1000. Acesso em 3 out. 2019

MESEGUER-MARTINEZ, Angel; ROS-GALVEZ, Alejandro; ROSA-GARCIA, Alfonso Satisfaction with online teaching videos: A quantitative approach, Innovations in Education and Teaching International, 54:1, 62-67, 2017. DOI: 10.1080/14703297.2016.1143859

MINOSSO, Anderson. Contribuições do software de geometria dinâmica na abordagem do conceito de função quadrática no ensino fundamental. 2018. 82 f. Mestrado Profissional em Educação Básica: Universidade Alto Vale do Rio do Peixe, Caçador, 2018

MOTA, Gersivalda Mendonça da. Possibilidades de uso do site de rede social youtube na educação básica em Itabaiana-SE. 2018. 112 f. Mestrado em Educação: Fundação Universidade Federal de Sergipe. 2018.

NASCIMENTO, W. R. D.; SALVIATO-SILVA, A. C.; DELL’ AGLI, B. A. V. O desempenho em tecnologias digitais para aprendizagem: um estudo com universitários. ETD - Educação Temática Digital, v. 21, n. 1, p. 182-201, 2019.

ORRICO, Clarissa Ariadne. A influência das tecnologias de informação e comunicação na leitura dos alunos do 6º ano do Ensino Fundamental II. 2018. 83 f. Mestrado Profissional em Processos de ensino, gestão e inovação: Universidade de Araraquara, Araraquara, 2018.

PNAD Contínua. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua. Acesso à Internet e à televisão e posse de telefone móvel celular para uso pessoal 2017. IBGE. 2018. Disponível em https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv101631_informativo.pdf  Acesso em 14 out. 2019

RAMOS, Altina; M. FARIA, Paulo; FARIA, Ádila. Revisão sistemática de literatura: contributo para a inovação na investigação em Ciências da Educação. Revista Diálogo Educacional, v. 14, n. 41, p. 17-36, 2014. Disponível em: https://periodicos.pucpr.br/index.php/dialogoeducacional/article/view/2269/2185 Acesso em: 04 jun. 2019.

SCOLARI, Carlos A. Adolescentes, medios de comunicación y culturas colaborativas. Aprovechando las competencias transmedia de los jóvenes en el aula.  h2020 | Research and Innovation Actions: España. 2018. Disponível em https://digital.fundacionceibal.edu.uy/jspui/handle/123456789/247. Acesso em: 04 jun. 2019.

SIBILIA, Paula. O Show do Eu. A intimidade como espetáculo. 2 ed. Rio de Janeiro: Contraponto, 2016.

WOJCICKI, Susan. Mid-year Update on Our Five Creator Priorities for 2018. Julho 2018. Disponível em https://youtube-creators.googleblog.com/2018/07/mid-year-update-on-our-five-creator.html. Acesso em: 29 set. 2019.

e3757008


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14244/198271993757

____________

Propriedade Intelectual

Revista Eletrônica de Educação adota a licença Creative Commons BY-NC do tipo "Atribuição Não Comercial".

Essa licença permite, exceto onde está identificado, que o usuário final remixe, adapte e crie a partir do seu trabalho para fins não comerciais, sob a condição de atribuir o devido crédito e da forma especificada pelo autor ou licenciante.

Para mais informações, consultar: https://br.creativecommons.org/

____________

REVISTA ELETRÔNICA DE EDUCAÇÃO. São Carlos (SP): Universidade Federal de São Carlos, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2007- . Publicação contínua. ISSN 1982-7199. Disponível em: http://www.reveduc.ufscar.br