Hierarquia social dos objetos: o capital científico das tecnologias digitais de informação e comunicação no campo da educação (Social Hierarchy of objects: The scientific capital of the Digital Information and Communication Technologies in the field of Education)

André Garcia Corrêa, Daniel Ribeiro Silva Mill

Resumo


This research makes empirical tests of a Bourdieu concept for sociology of science: the social hierarchy of objects. Looking at the specific field of Education, the research sought to measure the position of Digital Information and Communication Technologies (DICT) within this hierarchy. To this end, we collected metadata of thesis defended in postgraduate programs in Education in Brazil with grade five and higher between 1996 and 2016. The data indicated the production by HEI and geographically. Also the keywords were analyzed in a Network and indicators of centrality and density were used to map the hierarchy of objects and, consequently, the distribution of scientific capital among them in the field. Empirical tests have shown that DICT and distance education, as necessarily mediated by a technology, have relevance within the field as a concentration of symbolic capital. The analysis showed that the Hierarchy formed by the technologies segment was denser than the total network and that there was a considerable weight for the distance education modality. Regarding the hierarchy of objects in the DE subfield, a certain autonomy was observed in relation to the complete field, since its objects turned to subjects more important to the modality related to the student. Finally, statements from other DE studies were compared with the research data that showed some quantitative divergences, but qualitative convergences emphasizing the same observed trends and corroborating the analyzes of this research.

Resumo

Esta investigação faz testes empíricos de um conceito de Bourdieu para a sociologia da ciência: a Hierarquia Social dos Objetos. Olhando para o campo específico da Educação, a investigação procurou mensurar a posição das Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (TDIC) dentro desta hierarquia. Para tanto, foram coletados metadados de teses defendidas em Programas de pós-graduação em Educação no Brasil com nota cinco e superior entre os anos de 1996 e 2016. Os dados indicaram a produção por IES e geograficamente bem como as palavras-chave foram analisadas em rede e indicadores de centralidade e densidade foram utilizados para mapear a hierarquia dos objetos e, por consequência, a distribuição de capital científico entre eles no campo. Os testes empíricos mostraram que as TDIC e também a EaD, por ter necessariamente mediação por uma tecnologia, têm relevância dentro do campo enquanto concentração de capital simbólico. As análises mostraram que a Hierarquia formada pelo recorte de Tecnologias chegava a ser mais densa que a rede total e que havia um peso considerável para a modalidade a distância. Sobre a hierarquia de objetos no subcampo EaD, observou-se uma certa autonomia em relação ao campo completo, pois seus objetos se voltavam a assuntos mais caros à modalidade relacionados ao aluno. Por fim, foram confrontadas afirmações de outras investigações sobre EaD com os dados da investigação que mostraram algumas divergências quantitativas, mas convergências qualitativas enfatizando as mesmas tendências observadas e corroborando as análises desta investigação.

Palavras-chave: Educação, Sociologia da ciência, Produção científica, Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação.

Keywords: Education, Sociology of science, Scientific production, Digital information and communication technologies.

References

ÁVILA, Patrícia. A distribuição do capital científico: diversidade interna e permeabilidade externa no campo científico. Sociologia – problemas e práticas, Lisboa – Portugal, n. 25, p. 9-49, 1997.

BLONDEL, Vincent D.; GUILLAUME, Jean-Çoup; LAMBIOTTE, Renaud; LEFEBVRE, Etienne. Fast unfolding of communities in large networks.  Journal of Statistical Mechanics: Theory and Experiment, Trieste – Itália, n.10, p. 1000, 2008.

BORGATTI, Stephen P.; EVERETT, Martin G.; JOHNSON, Jeffrey C. Analyzing Social Networks. Londres: SAGE, 2013.

BOURDIEU, Pierre. Método científico e hierarquia social dos objetos. In: NOGUEIRA, Maria Alice; CATANI, Afrânio (Org.). Escritos de educação. Petrópolis: Editora Vozes, 2007. p. 33-38.

BOURDIEU, Pierre. Os usos sociais da ciência: por uma sociologia clínica do campo científico. 1. ed. São Paulo: Editora UNESP, 2004. 88 p.

CABRAL, Ana Lúcia Tinoco; TARCIA, Rita Maria Lino. O novo papel do professor na Ead. In: LITTO, Fredric Michael; FORMIGA, Marcos. Educação a distância: o estado da arte. v. 2; São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2011. 443p.

CORRÊA, André Garcia; MILL, Daniel Ribeiro Silva. Análise da percepção do docente virtual no ensino de música pela educação a distância. Acta Scientiarum. Education, Maringá, v. 38, n. 4, p. 425-436, Out.-Dez., 2016.

COSTA, Larissa et al. Redes: uma introdução às dinâmicas da conectividade e da auto-organização. 1. ed. Brasília: WWF-Brasil, 2003. 91 p.

KENSKI, Vani Moreira; MEDEIROS, Rosângela de Araújo; ORDÉAS, Jean. Grupos que pesquisam Educação a Distância no Brasil: primeiras aproximações. In: MILL, Daniel Ribeiro Silva et al. (Orgs.). Educação a distância: dimensões da pesquisa, da mediação e da formação. 1. ed. São Paulo: Artesanato Educacional, 2018. 194 p.

MILL, Daniel Ribeiro Silva; OLIVEIRA, Márcia Rozenfeld Gomes. A Educação a distância em pesquisas acadêmicas: uma análise bibliométrica em teses do campo educacional. Educar em Revista, Curitiba, Educação especial n.4, 2014. p.15-36.

MOORE, Michael G.; KEARSLEY, Greg. Educação a distância: uma visão integrada. São Paulo: Cengage Learning, 2010. 398 p.

PELLEGRINI, Thalita de Oliveira; SILVA, Sheila Serafim da; FERREIRA, Maxwel de Azevedo. O perfil da pesquisa acadêmica sobre educação a distância no Brasil e no mundo. REAd, Porto Alegre, v. 23, n. especial, p.371-393, dez. 2017.

SANTOS, Elaine Maria dos et al. Educação a distância no Brasil: Evolução da produção científica. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA, 13., 2007, Curitiba. Anais [...]. São Paulo: ABED, 2007.

e3756106


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14244/198271993756

____________

Propriedade Intelectual

Revista Eletrônica de Educação adota a licença Creative Commons BY-NC do tipo "Atribuição Não Comercial".

Essa licença permite, exceto onde está identificado, que o usuário final remixe, adapte e crie a partir do seu trabalho para fins não comerciais, sob a condição de atribuir o devido crédito e da forma especificada pelo autor ou licenciante.

Para mais informações, consultar: https://br.creativecommons.org/

____________

REVISTA ELETRÔNICA DE EDUCAÇÃO. São Carlos (SP): Universidade Federal de São Carlos, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2007- . Publicação contínua. ISSN 1982-7199. Disponível em: http://www.reveduc.ufscar.br