Sobre a intolerância e as formas de pensar: uma reflexão a partir de Paul Ricoeur (On intolerance and ways of thinking: a reflection from Paul Ricoeur)

Clóvis Trezzi

Resumo


This article discusses the issue of intolerance and its consequences in the world. It starts from the idea that intolerance is a problem that coexists with humanity and is part of its history, and analyzes it from the point of view of human options, seeking reflexes in education. It aims to hold a discussion on intolerance in 21st century society that, with the strengthening of authoritarian governments, has been gaining strength, and seeking ways to overcome the problem. The bibliographic character of the article allows a greater hermeneutic analysis of intolerance as an ideological trait. We work here from authors, especially Ricoeur (1990) and Adorno (1995) who analyze the elements that lead from ideology to the polarization of opinion, which is an engine of intolerance. If the contemporary world is so polarized and depoliticized, politics and critical thinking seem to be the way. It is concluded that, beyond the acquisition of the critical spirit, the possibility of overcoming lies in the human capacity for discernment, since the critical spirit itself, when not well understood, can be at the service of an ideology and serve to reinforce intolerance. The school is largely responsible for developing the criticality needed to overcome intolerance.

Resumo

Este artigo debate a questão da intolerância e suas consequências no mundo. Parte da ideia de que a intolerância é um problema que coexiste com a humanidade e faz parte da sua história, e analisa-a do ponto de vista das opções humanas, buscando reflexos na educação. Tem como objetivo realizar uma discussão sobre a intolerância na sociedade do século XXI que, com o fortalecimento de governos autoritários, vem ganhando força, e buscar caminhos de superação do problema. O caráter bibliográfico do artigo permite uma análise hermenêutica maior da intolerância como traço ideológico. Trabalha-se aqui a partir de autores, especialmente Ricoeur (1990) e Adorno (1995) que analisam os elementos que conduzem da ideologia para a polarização de opinião, sendo esta um motor da intolerância. Se o mundo contemporâneo está tão polarizado e despolitizado, a política e o espírito crítico parecem ser o caminho. Conclui-se que, para além da aquisição do espírito crítico, a possibilidade de superação está na capacidade humana de discernimento, uma vez que o próprio espírito crítico, quando não bem compreendido, pode estar a serviço de uma ideologia e servir para reforçar a intolerância. Cabe à escola, em grande parte, a responsabilidade pelo desenvolvimento da criticidade necessária à superação da intolerância.

Resumen

Este artículo analiza el tema de la intolerancia y sus consecuencias en el mundo. Parte de la idea de que la intolerancia es un problema que coexiste con la humanidad y es parte de su historia, y lo analiza desde el punto de vista de las opciones humanas, buscando reflexiones sobre la educación. Su objetivo es mantener una discusión sobre la intolerancia en la sociedad del siglo XXI que, con el fortalecimiento de los gobiernos autoritarios, ha ido ganando fuerza y buscando formas de superar el problema. El carácter bibliográfico del artículo permite un mejor análisis hermenéutico de la intolerancia como rasgo ideológico. Trabajamos aquí de autores, especialmente Ricoeur (1990) y Adorno (1995) que analizan los elementos que conducen desde la ideología a la polarización de la opinión, que es un motor de intolerancia. Si el mundo contemporáneo está tan polarizado y despolitizado, la política y el pensamiento crítico parecen ser el camino. Se concluye que, más allá de la adquisición del espíritu crítico, la posibilidad de superación radica en la capacidad humana de discernimiento, ya que el espíritu crítico en sí mismo, cuando no se entiende bien, puede estar al servicio de una ideología y servir para reforzar la intolerancia. La escuela es en gran parte responsable de desarrollar la criticidad necesaria para superar la intolerancia.

Palavras-chave: Intolerância, Política, Educação.

Keywords: Intolerance, Policies, Education.

Palabras claves: Intolerancia, Politica, Educación.

References

ADORNO, Theodor. Educação e emancipação. São Paulo: Paz & Terra, 1995.

BAUMAN, Zygmunt. Modernidade líquida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

COMTE-SPONVILLE, André. Pequeno tratado das grandes virtudes. São Paulo: Martins Fontes, 1995.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da indignação. Cartas pedagógicas e outros escritos. São Paulo: Unesp, 2000.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da tolerância. São Paulo: Paz e Terra, 2014.

MARTINS, Carlos H. dos Santos; CARRANO, Paulo C. R. A escola diante das culturas juvenis: reconhecer para dialogar. Educação, Santa Maria, v. 36, n. 1, p. 43-56, jan./abr. 2011. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/reveducacao/article/ download/2910/1664Acesso em 11 jul. 2019.

RICOEUR, Paul. Amor e justiça. São Paulo: Martins Fontes, 2012.

RICOEUR, Paul. Interpretação e ideologias. 4ª ed., Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1990.

ZIZEK, Slavoj. O absoluto frágil. São Paulo: Boitempo, 2015.

ZUIN, Antonio A. S. A sociedade do espetáculo e a reconfiguração da autoridade pedagógica. Educar em Revista, Curitiba, Brasil, n. 50, p. 207-222, out./dez. 2013. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/er/ n50/n50a13.pdf. Acesso em 11 jul. 2019.

e3696099


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14244/198271993696

____________

Propriedade Intelectual

Revista Eletrônica de Educação adota a licença Creative Commons BY-NC do tipo "Atribuição Não Comercial".

Essa licença permite, exceto onde está identificado, que o usuário final remixe, adapte e crie a partir do seu trabalho para fins não comerciais, sob a condição de atribuir o devido crédito e da forma especificada pelo autor ou licenciante.

Para mais informações, consultar: https://br.creativecommons.org/

____________

REVISTA ELETRÔNICA DE EDUCAÇÃO. São Carlos (SP): Universidade Federal de São Carlos, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2007- . Publicação contínua. ISSN 1982-7199. Disponível em: http://www.reveduc.ufscar.br