EXPERIÊNCIA E FORMAÇÃO DOCENTE DE PROFESSORES QUE ENSINAM MATEMÁTICA

Cláudio José de Oliveira

Resumo


Este texto apresenta e discute os resultados finais de uma pesquisa que estudou a formação docente de egressos dos Cursos de Pedagogia, no período de 1995 até o ano de 2008, em relação aos processos de aprender e ensinar matemática nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental (AIEF). A pesquisa também estudou a experiência de formação de estudantes-professoras matriculadas nas disciplinas de Linguagem Matemática na Educação I e II, nas edições de 2009 até 2011. Assim, o objetivo deste texto é discutir alguns efeitos da formação como experiência docente na produção de professores segundo uma lógica da informação, do repassar conteúdo e da formação de sujeitos da opinião. A produção dos dados foi realizada em duas etapas. Na primeira foi realizado um mapeamento dos egressos dos Cursos de Pedagogia que responderam dois questionários com questões objetivas e dissertativas. A tabulação e análise dos dados foram realizadas com as estudantes-professoras durante as disciplinas. Fez parte da segunda etapa um fórum de discussão na modalidade EAD. Na primeira etapa da pesquisa 40 egressos de Pedagogia responderam aos questionários e, na segunda, 30 alunas participaram do fórum de discussão. Os achados da pesquisa foram discutidos problematizando a formação docente como produtora de um professor informado de técnicas, um sujeito que tem pressa, que busca conhecer no tempo que dispõe as novidades apresentadas na e pela instituição formadora. Como resultados sublinhamos a intrínseca relação entre os saberes docentes e as práticas pedagógicas dos professores que ensinam matemática com as propostas dos “cursos de atualização” que lhes são oferecidos, impostos, sem avaliar os resultados destas ações. Na análise dos dados foram considerados os estudos de Maurice Tardif, Dario Fiorentini, Adair Nacarato, Jorge Larrosa, entre outros.

 

Palavras–chave: Formação docente; Experiência; Educação matemática.

 

 


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14244/19827199364

____________

Propriedade Intelectual

Revista Eletrônica de Educação adota a licença Creative Commons BY-NC do tipo "Atribuição Não Comercial".

Essa licença permite, exceto onde está identificado, que o usuário final remixe, adapte e crie a partir do seu trabalho para fins não comerciais, sob a condição de atribuir o devido crédito e da forma especificada pelo autor ou licenciante.

Para mais informações, consultar: https://br.creativecommons.org/

____________

REVISTA ELETRÔNICA DE EDUCAÇÃO. São Carlos (SP): Universidade Federal de São Carlos, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2007- . Publicação contínua. ISSN 1982-7199. Disponível em: http://www.reveduc.ufscar.br