A HISTÓRIA, O LÚDICO E AS ATIVIDADES DE ENSINO: REFLEXÕES SOBRE A FORMAÇÃO INICIAL DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA.

Amanda Gonçalves Ribeiro, Naysa Crystine Nogueira Oliveira, Wellington Lima Cedro

Resumo


Este trabalho é um relato da experiência de ensino realizada durante o estágio supervisionado do curso de licenciatura em Matemática. A experiência de ensino foi desenvolvida com os estudantes do quinto ano do ensino fundamental, em um centro de ensino e pesquisa vinculado à Universidade Federal de Goiás, UFG, e baseou-se no ensino de geometria plana. O objetivo da proposta pedagógica foi relacionar o interesse por desenho animado, percebido durante o período de observação da turma, com a necessidade de aprender os conhecimentos geométricos. Para isso criamos uma história chamada “A LENDA DE NARUPRISMATO”, fundamentada no desenvolvimento de atividades orientadoras de ensino. Nessa história os estudantes tiveram a oportunidade de vivenciar um mundo imaginário, vivenciando os desafios vinculados às personagens, os quais estavam ligados a conceitos matemáticos, tais como simetria, ângulos e outros. Os principais resultados alcançados relacionam-se à aprendizagem dos estudantes da Educação Básica, bem como ao processo de formação inicial do professor de matemática. Com relação aos estudantes, o trabalho permitiu o aumento do nível de participação, isto é, eles se sentiram motivados a aprender. A história e a atividade lúdica, como proposta de ensino, são recursos que, juntos, possibilitam uma abordagem matemática diferenciada, levando os alunos a mostrar interesse pelo conteúdo ministrado. Em relação à formação profissional, o desenvolvimento da proposta permitiu que desenvolvêssemos a ousadia e a autoconfiança para propor novos caminhos para se ensinar, despertando um interesse particular pelos anos iniciais, que agora compreendemos, por vários aspectos, serem realmente a base da formação humana.

Palavras-chave: Atividade de ensino; História como recurso de aprendizagem; Geometria; Anos iniciais.

Agências financiadoras: CAPES, INEP.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14244/19827199363

____________

Propriedade Intelectual

Revista Eletrônica de Educação adota a licença Creative Commons BY-NC do tipo "Atribuição Não Comercial".

Essa licença permite, exceto onde está identificado, que o usuário final remixe, adapte e crie a partir do seu trabalho para fins não comerciais, sob a condição de atribuir o devido crédito e da forma especificada pelo autor ou licenciante.

Para mais informações, consultar: https://br.creativecommons.org/

____________

REVISTA ELETRÔNICA DE EDUCAÇÃO. São Carlos (SP): Universidade Federal de São Carlos, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2007- . Publicação contínua. ISSN 1982-7199. Disponível em: http://www.reveduc.ufscar.br