O ENSINO APRENDIZAGEM DA DIVISÃO NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES

Maria Auxiliadora Bueno Andrade Megid

Resumo


Este estudo busca compreender como o resgate da trajetória de aprendizagem inicial da divisão através da escrita de memórias, aliada ao processo de (re)construção desse conceito utilizando a escrita de atividades exploratório investigativas, auxilia na problematização do processo de formação de futuras educadoras dos anos iniciais. Na coleta de dados, foram utilizadas três fontes de registros escritos: da professora-pesquisadora, das alunas, individualmente, e do grupo de alunas em trabalhos colaborativos. As práticas em sala de aula centraram-se nas quatro operações aritméticas fundamentais, tendo-se por intenção constituir uma base conceitual sobre essas operações. Para este trabalho, serão trazidas as considerações relacionadas à divisão, na perspectiva de ressignificá-la, bem como os procedimentos utilizados pelas alunas para resolvê-la e para produzir conhecimentos e saberes docentes. As análises apontam que os procedimentos auxiliaram na (re)significação de conceitos matemáticos e na construção de perspectivas pedagógicas para o ensino de Matemática nos anos iniciais. Tais procedimentos auxiliaram na percepção de que há necessidade de desnaturalização de processos de realizar cálculos, permitindo a percepção, pelas alunas, de que os algoritmos tradicionais constituem-se em apenas um dos procedimentos possíveis na elaboração das operações aritméticas fundamentais. Foi possível depreender que as estratégias formativas escolhidas favoreceram a produção de saberes/conhecimentos docentes e possibilitaram compreender os diferentes sentidos da operação da divisão e evidenciar que a realização de um cálculo aritmético não significa necessariamente repetir procedimentos; é preciso compreender a operação que se quer realizar sendo possível utilizar diferentes recursos, muitas vezes diferentes daqueles que a escola tradicionalmente desenvolve.

Palavras-chave: Educação Matemática; Divisão; Formação de professores.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14244/19827199349

____________

Propriedade Intelectual

Revista Eletrônica de Educação adota a licença Creative Commons BY-NC do tipo "Atribuição Não Comercial".

Essa licença permite, exceto onde está identificado, que o usuário final remixe, adapte e crie a partir do seu trabalho para fins não comerciais, sob a condição de atribuir o devido crédito e da forma especificada pelo autor ou licenciante.

Para mais informações, consultar: https://br.creativecommons.org/

____________

REVISTA ELETRÔNICA DE EDUCAÇÃO. São Carlos (SP): Universidade Federal de São Carlos, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2007- . Publicação contínua. ISSN 1982-7199. Disponível em: http://www.reveduc.ufscar.br