Escritura acadêmica e engagement: limitações e potencialidades na elaboração dos trabalhos finais da graduação (Academic scripture and engagement: limitations and potentialities in the preparation of the final work of the graduation)

Rosa Maria Rigo, Maria Inês Côrte Vitória, José António Marques Moreira

Resumo


This article presents data from an action research, which sought to analyze limitations and potentialities in the course of the writing process of Graduation Course Completion Works. Using the content analysis (BARDIN, 2010), the results pointed limitations: 1) writing of textual genres needs to be practiced encouraged regularly; 2) promotion of the reading culture has become urgent since joining the university. The potentialities the study pointed out: 1) academic writing can become an important element in processes of student engagement; 2) the paired learning showed the improvement in the writing of the CBTs; 3) the promotion of active learning helps in the development of CBT; 4) the attribution of meaning to the CBT helps in the autonomy of the student, since supported by reading good reference texts.

Resumo

Este relato de experiência tratou de analisar limitações e potencialidades no decorrer do processo de escrita de Trabalhos de Conclusão de Curso de Graduação. Utilizando a análise de conteúdo (BARDIN, 2010), os resultados apontaram como limitações: 1) a escrita de gêneros textuais necessita ser praticada, incentivada regularmente; 2) fomento à cultura leitora se faz urgente desde o ingresso na universidade. Como potencialidades o estudo apontou: 1) a escrita acadêmica pode se tornar elemento importante em processos de engajamento estudantil; 2) a aprendizagem por pares evidenciou a melhoria na escrita dos TCCs; 3) a promoção da aprendizagem ativa auxilia na elaboração do TCC; 4) a atribuição de sentido ao TCC auxilia na autonomia do estudante, desde que amparado em leitura de bons textos de referência.

Resumen

Este relato de experiencia trató de analizar limitaciones y potencialidades en el curso del proceso de escritura de Trabajos de Conclusión de Curso de Graduación. En el análisis de contenido (BARDIN, 2010), los resultados apuntaron como limitaciones: 1) la escritura de géneros textuales necesita ser practicada, incentivada regularmente; 2) fomento a la cultura lectora se hace urgente desde el ingreso en la universidad. Como potencialidades el estudio apuntó: 1) la escritura académica puede tornarse elemento importante en procesos de compromiso de los estudiantes; 2) el aprendizaje por pares evidenció la mejora en la escritura de los TCC; 3) la promoción del aprendizaje activo ayuda en la elaboración del TCC; 4) la atribución de sentido al TCC auxilia en la autonomía del estudiante, desde que amparado en lectura de buenos textos de referencia.

Palavras-chave: Escrita acadêmica, Ensino superior.

Keywords: Academic writing, Engagement, Higher education.

Palabras clave: Escritura académica, Compromiso, Enseñanza superior.

References

ANTUNES, Irandé. Lutar com palavras – Coesão e coerência. 1ª edição. São Paulo: Parábola, 2005.

BAEPLER, Paul et al. Um guia para o ensino na aula de aprendizagem ativa. Virginia: Sterling, 2016.

BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 1986.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2010.

BECKER, Howard S. Truques da escrita: para começar e terminar teses, livros e artigos. Editora Zahar, Rio de Janeiro, 2014.

BHATIA, Vijay K. Analysing genre: language use in professional settings. London: Longman, 1993.

BRANCHER, Vantoir Roberto; OLIVEIRA, Valeska Forte (Orgs.). Formação de professores em tempos de incerteza. 1a. Ed., Jundiaí, SP: Paco Editorial, 2016.

FÁVERO, Leonor Lopes. Coesão e coerência textuais, São Paulo: Editora Ática, 2000.

FERREIRO, Emília. O passado e o presente dos verbos ler e escrever. São Paulo: Cortez, 2002.

FINN, Jeremy. D. School Engagement & Students at Risk. Washington DC, 1993.

FISCHER, Adriana. Sentidos situados em eventos de letramento na esfera acadêmica. Educação, Santa Maria, v. 35, n. 1, p. 215-228, maio/ago. 2010.

HALLIDAY, Mak; MATTHIESSEN, Christian. An Introduction to Functional Grammar, 3ª ed. Distributed in the United States of America by Oxford University Press Inc. Madison Avenue, New York, 2004.

MELLO, Ana Maria Côrte; VITÓRIA, Maria Inês Côrte. Textos opinativos nos concursos vestibulares: a possibilidade de conjugar os verbos ler e escrever em primeira pessoa. In: SMITH, Marisa M.; BOCCHESE, [et al.] (org.) (Sobre)escrevendo a redação de vestibular. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2007.

MONTEIRO, Ana Maria Ferreira. Professores entre saberes e práticas. Educação e Sociedade. V.22, n. 74. Campinas, abr/ 2001.

MORAIS, Artur Gomes. Ortografia: Ensinar e Aprender. Ed. Ática, 2003.

MYERS, Greg. The Pragmatics of Politeness in Scientific Articles. Applied Linguistics, 10/1, p.1-35. Oxford University Press, 1989.

RIGO, Rosa Maria; VITÓRIA, Maria Inês Côrte. Mediação Pedagógica em Ambientes Virtuais de Aprendizagem. Porto Alegre,  EDIPUCRS, 2015.

SALANOVA SORIA, Marisa; SCHAUFELI, Wilmar. El Engagement en el trabajo: cuando el trabajo se convierte en pasión. Madrid: Alianza Editorial, 2009.

SCHAUFELI, Wilmar et al. Engajamento no Trabalho. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2013.

SCHÖN, Donald. Educando o profissional reflexivo. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 2000.

SWALES, John M. Genre Analysis: English in academic and research settings. Cambridge: Cambridge University Press, 1990.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional.  9. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2008.

THIOLLENT, Michel. Metodologia de pesquisa-ação. 15 ed. São Paulo: Cortez, 2007.

VERGARA, Sylvia C. Projetos e relatórios de pesquisa em administração. 3.ed. Rio de Janeiro: Atlas, 2000.

VITÓRIA, Maria Inês Côrte; Christofoli, Maria Conceição Pillon. A escrita no Ensino Superior. Revista Educação da UFSM, Santa Maria, v. 38, n. 1, p. 41-54, jan./abr. 2013.

VITÓRIA, Maria Inês Côrte. La escritura académica en la formación universitaria. Madrid, Espanã: Narcea, 2018.

WHITE, Peter. Beyond Modality and Hedging: a dialogic view of the language of intersubjective stance. Revista Text 23(2) 2003, p.259-284.

e3417079


Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.14244/198271993417

____________

Propriedade Intelectual

Revista Eletrônica de Educação adota a licença Creative Commons BY-NC do tipo "Atribuição Não Comercial".

Essa licença permite, exceto onde está identificado, que o usuário final remixe, adapte e crie a partir do seu trabalho para fins não comerciais, sob a condição de atribuir o devido crédito e da forma especificada pelo autor ou licenciante.

Para mais informações, consultar: https://br.creativecommons.org/

____________

REVISTA ELETRÔNICA DE EDUCAÇÃO. São Carlos (SP): Universidade Federal de São Carlos, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2007- . Publicação contínua. ISSN 1982-7199. Disponível em: http://www.reveduc.ufscar.br