Auguste Comte e o projeto educacional burguês (Auguste Comte and the bourgeois educational project)

Ana Paula Aires Rodrigues, Daniela Azarias Ferreira da Silva, Marco Antônio de Oliveira Gomes, Maria Cristina Gomes Machado

Resumo


The theoretical framework elaborated by Auguste Comte presents a fundamentally pedagogical nature, since it presupposes the “regeneration” of humanity. Therefore, the purpose of this article is to present an analysis of the Comte an understanding of modern society, as well as the postulates that substantiated positivism in the face of a scenario marked by profound transformations and social convulsions. To reach the proposed objectives, an initial approach is contextualized based on the political, social and economic scenario of Europe in the first half of the nineteenth century. Subsequently, the author's conservative proposals are presented, which sought a rational and scientific solution to the problems of society. The pedagogical project of Comte was approached, which assigns to women and the family a prominent role in the new order that it advocates, and finally, the Comtean model of education. The methodology adopted is based on a historical research based on historical and dialectical materialism, which comprehend society from the real conditions of human existence, starting from the concrete to the abstract or, in other words, from the reality to the field of ideas. The historical analysis leads us to conclude that, as a whole, the comtean production sought to point out the social need of a systematic positive education, with the purpose to educate the individual as a citizen aware of his role in the society, in order to reach the progress, within the limits of the established social order.

Resumo

O arcabouço teórico elaborado por Auguste Comte apresenta uma natureza fundamentalmente pedagógica, visto que pressupõe a “regeneração” da humanidade. Assim, este artigo tem como propósito apresentar uma análise acerca da compreensão comteana sobre a sociedade moderna, bem como dos postulados que fundamentaram o positivismo diante de um cenário marcado por profundas transformações e convulsões sociais. Para alcançar os objetivos propostos, faz-se uma abordagem inicial contextualizando sua produção no cenário político, social e econômico da Europa da primeira metade do século XIX. Em seguida, são apresentadas as propostas conservadoras do autor, que buscava uma solução racional e científica para os problemas da sociedade. Foi abordado o projeto pedagógico de Comte, que atribui à mulher e à família um papel de destaque na nova ordem por ele preconizada e, por fim, o modelo de educação comteano. A metodologia adotada está alicerçada numa pesquisa histórica fundamentada no materialismo histórico e dialético, que compreende a sociedade a partir das condições reais da existência humana, partindo do concreto para o abstrato, ou seja, da realidade para o campo das ideias. A análise histórica nos leva a concluir que, a produção comteana, em seu conjunto, buscou apontar para a necessidade social de uma educação positiva sistemática, com o objetivo de formar o indivíduo como cidadão consciente de seu papel na sociedade e, dessa forma, alcançar o progresso, dentro dos limites da ordem social estabelecida.

Resumen

El marco teórico elaborado por Auguste Comte presenta una naturaleza fundamentalmente pedagógica. Por lo tanto, presupone la "regeneración" de la humanidad. Así, el objetivo de este artículo es presentar un análisis sobre la comprensión comteana de la sociedad moderna y postulados que fundamentaron el positivismo frente a un escenario marcado por profundas transformaciones y convulsiones sociales. Para lograr los objetivos propuestos, hacemos un acercamiento inicial contextualizando su producción en el escenario político, social y económico en la Europa de la primera mitad del siglo XIX. Por consiguiente, presentamos las propuestas conservadoras del autor, pues buscó una solución racional y científica a los problemas de la sociedad. Discutimos el proyecto pedagógico de Comte que asigna a la mujer y a la familia un papel prominente en el nuevo orden defendido por él y el modelo de educación comteano. La metodología es una investigación histórica basada en el materialismo histórico y dialéctico. Esta metodología comprende la sociedad basada en las condiciones reales de la existencia humana, desde el concreto hasta el abstracto. En otras palabras, de la realidad para el campo de las ideas. El análisis histórico nos lleva a concluir que la producción comteana en su conjunto, trató de apuntar a la necesidad social de una educación positiva sistemática. Esto resultó en la formación del individuo como ciudadano consciente de su papel en la sociedad y en el logro del progreso, dentro de los límites del orden social establecido.

Palavras-chave: Auguste Comte, Positivismo, Educação.

Keywords: Positivism, Education.

Palabras-clave: Educación.

References

ANDERY, Maria Amália Pie Abib; SÉRIO, Tereza Maria de Azevedo Pires. Há uma ordem imutável na natureza e o conhecimento a reflete: Auguste Comte. In: ANDERY, Maria Amália “et al.”. Para compreender a ciência: uma perspectiva histórica. Rio de Janeiro: Espaço e Tempo: São Paulo: Educ, 1996.

BENOIT, Lelita Oliveira. Augusto Comte: fundador da física social. 2 ed. São Paulo: Moderna, 2006. (Coleção Logos)

BERGO, Antonio Carlos. O positivismo: caracteres e influência no Brasil. Reflexão, Campinas, ano VIII, n. 25, p. 47-97, jan./abr. 1983.

COMTE, Auguste. Curso de filosofia positiva; Discurso sobre o espírito positivo; Discurso preliminar sobre o conjunto do positivismo; Catecismo positivista. São Paulo: Abril Cultural, 1978. (Os Pensadores).

LOPES, Eliane Marta Teixeira. As relações entre os contextos históricos e os discursos pedagógicos. In:____ Origens da educação pública: a instrução na revolução burguesa do século XVIII. Coleção EDUCAÇÃO. São Paulo: Loyola, 1981.

LÖWY, Michael. As aventuras de Karl Marx contra o Barão de Münchhausen: marxismo e positivismo na sociologia do conhecimento. São Paulo: Cortez Editora, 1998.

MANACORDA, Mario Alighiero. História da Educação: da Antiguidade aos nossos dias. São Paulo: Cortez, 1996.

MARTINS, Carlos Benedito. O que é sociologia. São Paulo: Brasilense, 1984.

MARX, Karl. O capital. Crítica da Economia Política. Livro Primeiro. VOLUME I. O Processo de Produção do Capital. TOMO 1 (Prefácios e Capítulos I a XII). São Paulo: Editora Nova Cultural, 1996. (Os Economistas).

PONCE, Aníbal. Educação e luta de classes. São Paulo: Cortez Editora, 2001.

RIBEIRO JR., João. O que é positivismo. São Paulo: Brasilense, 1988.

SILVA, João Carlos da. “O amor por princípio, a ordem por base, o progresso por fim”: as propostas do apostolado positivista para a educação brasileira (1870-1930). Cascavel: Unioeste, 2016.

SINGER, Paul. Aprender economia. São Paulo: Brasiliense, 1983.

e3382097


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14244/198271993382

____________

Propriedade Intelectual

Revista Eletrônica de Educação adota a licença Creative Commons BY-NC do tipo "Atribuição Não Comercial".

Essa licença permite, exceto onde está identificado, que o usuário final remixe, adapte e crie a partir do seu trabalho para fins não comerciais, sob a condição de atribuir o devido crédito e da forma especificada pelo autor ou licenciante.

Para mais informações, consultar: https://br.creativecommons.org/

____________

REVISTA ELETRÔNICA DE EDUCAÇÃO. São Carlos (SP): Universidade Federal de São Carlos, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2007- . Publicação contínua. ISSN 1982-7199. Disponível em: http://www.reveduc.ufscar.br