Entomologia na escola: o que os estudantes pensam sobre os insetos e como utilizá-los como recurso didático? (Entomology in the school: what do students think about insects and how to use them as a didactic resource?)

Bruno de Sousa-Lopes, Nayane Alves da Silva

Resumo


Insects represent a relevant didactic resource to work with artistic skills, concepts, attitudes and values in the Science teaching because they are diversified in forms and colors, and because they have different life styles. However, there are relatively few reports of experience with evidence of their importance as a didactic resource. In this sense, our main aims were to describe and analyze: (1) the perceptions of seventh-year elementary school students of a public school in Uberlândia-MG, Brazil, about insects; and (2) a didactic sequence in which insects are used to work concepts, artistic skills, attitudes and values, such as respect for life. In 2018, we applied and analyzed 47 questionnaires with five questions about insects; and after we prepared a didactic sequence to stimulate student’s learning through strategies such as reading, dictionary use, research, expository lecture, and drawing. We noticed that most students knew at least one insect, although they had little information on insects’ scientific and ecological importance. We also noticed from the reports, participation, and evaluation of the students that the didactic sequence was useful on several competencies abovementioned, suggesting that the use of different types of strategies can stimulate students to become interested and participate actively in the classes. Therefore, insects represent an excellent didactic resource to work conceptual, procedural and attitudinal concepts in Science teaching.

Resumo

Por serem diversificados em formas e cores, e também por possuírem variados modos de vida, os insetos representam um relevante recurso didático para trabalhar com habilidades artísticas, conceitos, atitudes e valores no ensino de Ciências. Contudo, há relativamente poucos relatos de experiência com evidências da importância deles como recurso didático. Neste contexto, os principais objetivos deste relato foram descrever e analisar: (1) as percepções de estudantes do sétimo ano do Ensino Fundamental de uma escola pública de Uberlândia-MG quanto aos insetos; e (2) uma sequência didática em que os insetos são utilizados para trabalhar conceitos, habilidades artísticas, atitudes e valores, como o respeito à vida. Em 2018 foram aplicados e analisados, em uma perspectiva quali-quantitativa, 47 questionários com cinco questões sobre os insetos. Depois, foi desenvolvida uma sequência didática envolvendo leitura com uso de dicionário, pesquisa, aula expositiva dialogada, momento musical e confecção de desenhos. De maneira geral, os questionários evidenciaram que a maior parte dos estudantes foi capaz de reconhecer pelo menos um tipo de inseto, embora soubessem pouco sobre sua importância científica e ecológica. Notou-se também, pelos relatos, participação, avaliação dos estudantes e comportamento deles para com os insetos, que a sequência didática foi útil para trabalhar as diferentes competências acima mencionadas, o que sugere que o uso dos insetos junto com variados tipos de estratégias pode estimular os estudantes a se interessarem e participarem ativamente das aulas. Portanto, os insetos representaram um excelente recurso didático para trabalhar conteúdos conceituais, procedimentais e atitudinais no ensino de Ciências.

Resumen

Por ser diversificados en formas y colores, y también por sus variados modos de vida, los insectos representan un relevante recurso didáctico para trabajar con habilidades artísticas, conceptos, actitudes y valores en la enseñanza de las Ciencias. Sin embargo, hay relativamente pocos relatos de experiencia con evidencias de su importancia como recurso didáctico. En este contexto, los principales objetivos de este estudio fueron: (1) describir y analizar las percepciones de estudiantes del séptimo año de la Enseñanza Fundamental de una escuela pública de Uberlândia-MG en cuanto a los insectos; y (2) describir una secuencia didáctica en la que los insectos se utilizan para trabajar conceptos, habilidades artísticas, actitudes y valores, como el respeto a la vida. En el año 2018 se aplicaron y analizaron 47 cuestionarios con cinco preguntas sobre los insectos y luego se preparó y analizó una secuencia didáctica que involucra lectura con uso de diccionario, investigación, clase expositiva dialogada y confección de dibujos. En general, los cuestionarios evidenciaron que la mayor parte de los estudiantes fue capaz de reconocer al menos un tipo de insecto, aunque supieron poco sobre su importancia científica y ecológica. Se ha notado también, por los relatos, participación y evaluación de los estudiantes, que la secuencia didáctica ha sido útil para trabajar diferentes competencias, lo que sugiere que el uso de variados tipos de estrategias puede estimular a los estudiantes a interesarse y participar activamente en las clases. Por lo tanto, los insectos representan un excelente recurso didáctico para trabajar contenidos conceptuales, procedimentales y actitudinales en la enseñanza de las Ciencias.

Palavras-chave: Ensino de Ciências, Insetos na educação básica, Metodologias ativas, Recurso didático.

Keywords: Active methodologies, Didactic resource, Insects in elementary school, Science teaching.

Palabras claves: Enseñanza de Ciencias, Insectos en la educación básica, Metodologías activas, Recurso didáctico.

References

ALMEIDA-NETO, José Rodrigues; COSTA-NETO, Eraldo Medeiros; SILVA, Paulo Roberto Ramalho; BARROS, Roseli Faria Melo. Percepções sobre os insetos em duas comunidades rurais da Serra do Passa-Tempo, Nordeste do Brasil. Revista Espacios, v. 36, n. 11, 2015.

BRAGA; Ima Aparecida; VALLE, Denise. Aedes aegypti: histórico do controle no Brasil. Epidemiologia e Serviços de Saúde, v. 16, n. 2, 113-118, 2007.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria da Educação Básica. LDB: Lei de diretrizes e bases da educação nacional. Brasília: Senado Federal, Coordenação de Edições Técnicas, 2017. 58 p. Disponível em: http://www2.senado.leg.br/bdsf/bitstream/handle/id/529732/lei_de_diretrizes_e_bases_1ed.pdf. Acesso em: fev. 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria da Educação Básica. BNCC: Base Nacional Comum Curricular. Brasília, DF, 2018. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/wp-content/uploads/2018/02/bncc-20dez-site.pdf. Acesso em: fev. 2018.

CARRECK Norman; WILLIAMS Ingrid. The economic value of bees in the UK. Bee World, v. 79, n. 3, p.115-23, 1998.

COSTA, Marco Antonio Ferreira; COSTA, Maria Fátima Barrozo.; LIMA, Maria Conceição Almeida Barbosa.; LEITE, Sidnei Quezada Meireles. O desenho como estratégia pedagógica no ensino de ciências: o caso da biossegurança. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias, v. 5, n. 1, 2006.

COSTA-NETO, Eraldo Medeiros. Manual de etnoentomología. Zaragoza: Manuales & Tesis SEA, 2002.

COSTA-NETO, Eraldo Medeiros; CARVALHO, Paula Dib de. Percepção dos insetos pelos graduandos da Universidade Estadual de Feira de Santana, Bahia, Brasil. Acta Scientiarum, v. 22, n. 2, p. 423-428, 2000.

COSTA-NETO, Eraldo Medeiros; RODRIGUES, Rosalina Maria Fatima Ribeiro. As formigas (Insecta: Hymenoptera) na concepção dos moradores de Pedra Branca, Santa Terezinha, estado da Bahia, Brasil. Boletín Sociedad Entomológica Aragonesa, n. 37, 353-364, 2005.

DICKE, Marcel. Insects in western art. American Entomologist, v. 46, 228-236, 2000.

DICKE, Marcel. From Venice to Fabre: insects in western art. Proceedings of the Netherlands Entomological Society, v. 15, 9-14, 2004.

GALLO, Domingos; NAKANO, Octavio; NETO, Sinval Silveira; CARVALHO, Ricardo Pereira Lima; BAPTISTA, Gilberto Casadei; BERTI-FIHO, Evoneo; PARRA, José Roberto Postali; ZUCCHI, Roberto Antonio; ALVES, Sérgio Batista; VENDRAMIM, José Djair; MARCHINI, Luis Carlos; LOPES, João Roberto Spotti.; OMOTO, Celso. Entomologia Agrícola. Piracicaba: FEALQ, 2002. 920 p.

GOULD, James L.; GOULD, Carol Grant. The honey bee. Scientific American Library, New York, 1988.

GRIMALDI, David; ENGEL, Michael S. Evolution of the insects. New York: Cambridge University Press, 2005. 755p.

GULLAN, Penny J.; CRANSTON, Peter S. The insects: an outline of entomology. 4 ed. Oxford: Willey Blackwell, 2010.

HICKMAN, Cleveland P. Junior; ROBERTS, Larry S.; LARSON, Allan. Princípios Integrados de Zoologia. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2016.

LENKO, Karol; PAPAVERO, Nelson. Insetos no Folclore. São Paulo: Secretaria de Cultura, Ciência e Tecnologia do Estado de São Paulo, 1979. 518p.

LOZOYA, Xavier; BERNAL-IBAÑEZ, Sergio. A cien años de la Zoología medica de Jesús Sánchez. México: Instituto de Seguridad y Servicios Sociales de Los Trabajadores Del Estado, 1993.

MACEDO, Indira Maria Estolano; VELOSO, Rodrigo Rossetti; MEDEIROS, Henri Adso Ferreira; PADILHA, Maria Rosário Fátima; FERREIRA, Gêneses Silva Ferreira; SHINOHARA, Neide Kazue Sakugawa. Entomophagy in different food cultures. Revista Geama, v. 3, n. 2, 58-62, 2017.

MACÊDO, Margarete Valverde.; MONTEIRO, Ricardo Ferreira; FLINTE, Vivian; GRENHA, Viviane; GRUZMAN, Eduardo; NESSIMIAN, Jorge Luiz; MASUDA, Hatisaburo. Insetos na Educação Básica. Volume único. Rio de Janeiro: Fundação CECIERJ, 2009.

MACHADO, Elaine Ferreira; MIQUELIN, Awdry Feisser. A construção coletiva de um insetário virtual inspirada na obra de Maria Sibylla Merian (1647-1717) e mediada pelos smartphones e o aplicativo instagram. Revista Tecnológica na Educação, ano 8, n. 14, 2016.

MARTINS, Isabel; OGBORN, Jon; KRESS, Gunther. Explicando uma explicação. Ensaio: Pesquisa e Educação em Ciências, v. 1, n 1, 1-14, 1999.

MATOS, Claudia Helena Cysneiros; OLIVEIRA, Carlos Romero Ferreira; SANTOS, Maria Patrícia França; FERRAZ, Célia Siqueira. Utilização de modelos didáticos no ensino de entomologia. Revista de Biologia e Ciências da Terra, v. 9, n. 1, 2009.

PATTERSON, Jessica M.D.; SAMMON, Maura M.D.; GARG, Manish M.D. Dengue, zika and chikungunya: emerging arboviruses in the New world. Western Journal of Emergency Medicine, v. 17, n. 6, 671-679, 2016.

PERRENOUD, Philippe. Construir as competências desde a escola. Porto Alegre: ARTMED, 1999.

PINHO, Luiz C. Bringing taxonomy to school kids: Aedokritus adotivae sp. n. from Amazon (Diptera: Chironomidae). Zootaxa, v. 4399, n. 4, 586-590, 2018.

PRICE, Peter W.; DENNO, Robert F.; EUBANKS, Micky D.; FINKE, Deborah L.; KAPLAN, Ian. Insect Ecology: behavior, populations and communities. New York: Cambridge University Press, 2011. 764p.

RABAAN, Ali A; BAZZI, Ali M.; AL-AHMED, Shamsah H.; AL-GRAITH, Mohamed H.; AL-TAWFIQ, Jaffar A. Overwiew of zika infection, epidemiology, transmission and control measures. Journal of Infections and Public Health, v. 10, p. 141-149, 2017.

SALLES, Frederico F.; MASSARIOL, Fabiana C.; NASCIMENTO, Jeane M.C.; BOLDRINI, Rafael; RAIMUNDI, Erikcsen A.; ANGELI, Kamila B.; SOUTO, Paula. Ephemeroptera do Brasil, 2004. Disponível em: http://ephemeroptera.com.br/. Acesso em: fev. 2019.

SÁNCHEZ-BAYO, Francisco; WYCKUYS, Kris A.G. Worldwide decline of the entomofauna: a review of its drivers. Biological Conservation, v. 232, 8-27, 2019.

SANTOS, Danielle Caroline de Jesus; SOUTO, Leandro Sousa. Coleção entomológica como ferramenta facilitadora para a aprendizagem de Ciências no ensino fundamental. Scientia Plena, v. 7, n. 5, 2011.

SOUSA-LOPES, Bruno. Sobre o uso de uma coleção entomológica como ferramenta didática no ensino médio noturno e a percepção de fatores que influenciam o baixo rendimento escolar. Experiências em Ensino de Ciências, v. 12, n. 8, 250-260, 2017.

SOUSA-LOPES, Bruno; ALVES-DA-SILVA, Nayane. O saber – Ciências e Biologia. Blog Científico, 2012. Disponível em: http://osaberciencias.blogspot.com/p/ciencia-com-arte.html. Acesso: fev. 2019.

SOUZA, Matheus. Em São Paulo, projeto da USP empresta insetários para escolas públicas.  Jornal da USP, 2018. Disponível em: jornal.usp.br/?p=200706. Acesso: fev. 2019.

STORK, Nigel E. How many species of insects and other arthropods are there on earth? Annual Review of Entomology, v. 63, n. 1, 31-45, 2018.

TRINDADE, Oziel S.N; SILVA JÚNIOR, Juvenal C; TEIXEIRA, Paulo M.M. Um estudo das representações sociais de estudantes do ensino médio sobre os insetos. Revista Ensaio, v. 14, n. 3, p. 37-50, 2012.

WARDENSKI, Rosilaine F.; GIANNELLA, Tais R. Insetos no Ensino de Ciências: objetivos, abordagens e estratégias pedagógicas. In: XI Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências, 2017, Florianópolis. ANAIS do XI Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências, 2017. p. 1-10. 2017.

WEISS, Harry B. The Scarabaeus of the Ancient Egyptians. The American Naturalist, v. 61, n. 675, 353-369, 1927.

WILSON, Edward O. Biophilia: The human bond with other species. Cambridge, Mass.: Harvard University Press, 1984. 145p.

ZABALA, A. A prática educativa: como ensinar. Porto Alegre: ArtMed, 1998. 224p.

e3300078


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14244/198271993300

____________

Propriedade Intelectual

Revista Eletrônica de Educação adota a licença Creative Commons BY-NC do tipo "Atribuição Não Comercial".

Essa licença permite, exceto onde está identificado, que o usuário final remixe, adapte e crie a partir do seu trabalho para fins não comerciais, sob a condição de atribuir o devido crédito e da forma especificada pelo autor ou licenciante.

Para mais informações, consultar: https://br.creativecommons.org/

____________

REVISTA ELETRÔNICA DE EDUCAÇÃO. São Carlos (SP): Universidade Federal de São Carlos, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2007- . Publicação contínua. ISSN 1982-7199. Disponível em: http://www.reveduc.ufscar.br