Estratégias de aprendizagem e variáveis sociodemográficas de professores de licenciaturas (Learning strategies and sociodemographic variables in undergraduate courses)

Gisele Fermino Demarque Jeronymo, Paula Mariza Zedu Alliprandini

Resumo


This article is based on the Cognitive Psychology /Information Processing Theory, with emphasis on the study of the learning strategies used by university teachers in order to learn. This study is to analyze the frequency which undergraduate professors from a university in the north of Paraná use learning strategies related to sociodemographic variables. A total of 56 teachers participated in the study, being 57.14% female and 42.46% male ones. The data collection was done online using the Google Drive forms. The results showed that most of the teachers use more the Cognitive and Metacognitive Self-Regulation strategies comparing to the ones of Internal Resources Self-regulation and Contextual and Social. That female participants and teachers from the Letras Vernáculas (Portuguese teaching course) department are the most strategic teachers comparing to the one’s. It is important to emphasize the need for undergraduate courses to include in their syllabus some content about learning strategies, in order to provide to the teachers access to new models of teaching how to learn.

Resumo

Este artigo fundamenta-se na Psicologia Cognitiva/Teoria do Processamento da Informação, com ênfase no estudo de estratégias de aprendizagem utilizadas por professores universitários para aprender. Analisa a frequência do uso de estratégias de aprendizagem de professores de uma universidade do norte do Paraná em função de variáveis sociodemográficas. Participaram da pesquisa 56 professores, sendo 57,14% do sexo feminino e 42,46% do sexo masculino. A coleta de dados foi online, por meio de formulários do Google Drive. Os resultados evidenciaram que grande parte dos professores utilizam com maior frequência as estratégias de Autorregulação Cognitivas e Metacognitivas se comparado as de Autorregulação de Recursos Internos/Contextual e Social. Os participantes do sexo feminino e professores do departamento de Letras Vernáculas apresentaram-se mais estratégicos. Ressalta-se a necessidade de incluir nos cursos de licenciatura os conteúdos sobre estratégias de aprendizagem, a fim de possibilitar aos professores acesso ao conhecimento de novos modelos de ensinar a aprender.

Resumen

Este artículo se fundamenta en la Psicología Cognitiva/Teoría del Procesamiento de la Información, con énfasis en el estudio de estrategias de aprendizaje utilizadas por profesores universitarios para aprender. Analizar la frecuencia de uso de estrategias de aprendizaje por parte de profesores de cursos de licenciatura de formación docente de una universidad del norte de Paraná, en función de variables sociodemográficas. Participaron de la investigación 56 profesores, de los cuales un 57,14% es de sexo femenino y un 42,46% de sexo masculino. La recolección de datos se realizó en línea, por medio de formularios de Google Drive. Los resultados evidenciaron que la mayor parte de los profesores utilizan más las estrategias de Autorregulación Cognitivas y Metacognitivas en comparación con las de Autorregulación de Recursos Internos/Contextual y Social. Los participantes del sexo femenino y profesores del departamento de Letras Vernáculas son los más estratégicos comparados con los demás. Se destaca la necesidad de que los cursos de licenciaturas de formación docente incluyan en sus contenidos sobre estrategias de aprendizaje, con el fin de posibilitar a los profesores el acceso a conocimiento de nuevos modelos de enseñar a aprender.

Palavras-chave: Psicologia cognitiva, Estratégias de aprendizagem, Formação de professores.

Keywords: Cognitive psychology, Learning strategies, Teacher training.

Palabras clave: Psicología cognitiva, Estrategias de aprendizaje, Formación de profesores.

References

ALLIPRANDINI, Paula Mariza Zedu; SCHIAVONI, Andreza; MÉLLO, Diene Eire de; SEKITANI, Juliane TiemiEstratégias de aprendizagem utilizadas por estudantes na educação a distância: implicações educacionais. Psic. da Ed., São Paulo, 38, 1º sem. de 2014, pp. 5-16.

ALMEIDA, L. S. Facilitar a aprendizagem: ajudar os alunos a aprender e a pensar. Psicologia Escolar e Educacional. Portugal, v. 6, n. 2, p. 155-165, 2002.

ATKINSON, Richard; SHIFFRIN, Richard. The control processes of short memory. California: Stenford University, 1971. (Technical Report, n. 173). Disponível em: <https://suppes-corpus.stanford.edu/techreports/IMSSS_173.pdf>. Acesso em: 1 dez. 2016.

ÁVILA, Luciana Toaldo Gentilini; FRISON, Lourdes Maria Bragagnolo; VEIGA SIMÃO, Ana Margarida. Estratégias de autorregulação de aprendizagem: contribuições para a formação de estudantes de Educação Física. Revista Iberoamericana de Educación, Madrid, v. 70, n. 1, p. 63-78, 2016. Disponível em: https://rieoei.org/RIE/article/view/7 Acesso em: 24 nov. 2016.

BARABÁSI, Tünde. Primary school teachers learning experiences in child-and adulthood and the pedagogical task of teaching to learn. Acta Didactica Napocensia, Cluj-Napoca, v. 6, n. 2, p. 49-60, 2013. Disponível em: <https://eric.ed.gov/?id=EJ1053638>. Acesso em: 20 dez. 2016.

BAETEN, Marlies; DOCHY, Filip; STRUYVEN, Katrien; PARMENTIER, Emmeline; VANDERBRUGGEN, Anne. Student-centred learning environments: an investigation into student teachers’ instructional preferences and approaches to learning. Learning Environments Research, Netherlands, v. 19, n. 1, p. 43-62, Apr. 2016. Disponível em: <http://link.springer.com/article/10.1007/s10984-015-9190-5>. Acesso em: 27 nov. 2016.

BORTOLETTO, Denise. Estratégias de aprendizagem e de regulação emocional de estudantes dos cursos de formação de professores. 2011. 171 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2011.

BORTOLETTO, Denise; BORUCHOVITCH, Evely. Learning strategies and emotional regulation of pedagogy students. Paidéia, Ribeirão Preto, v. 23, n. 55, p. 235-242, 2013.

BORUCHOVITCH, Evely.  Autorregulação da aprendizagem: contribuições da psicologia educacional para a formação de professores.  Psicologia Escolar e Educacional, São Paulo, v. 18, n. 3, p. 401-409, 2014.

BORUCHOVITCH, Evely. Estratégias de aprendizagem e desempenho escolar: considerações para a prática educacional. Psicologia: reflexão e crítica, Porto Alegre, v. 12, n. 2, p. 361-376, 1999. Disponível em: <http://www.redalyc.org/articulo.ao?id=18812208>. Acesso em: 10 jul. 2015.

BORUCHOVITCH, Evely; SANTOS, Acácia Aparecida Angeli. Psychometric studies of the learning strategies scale for University Students. Paidéia, Ribeirão Preto, v. 25, n. 60, p. 19-27, 2015. Disponível em: <http://www.journals.usp.br/paideia/article/view/97058/96103>. Acesso em: 11 set. 2016.

CUNHA, Neide de Brito; BORUCHOVITCH, Evely. Percepção e conhecimento de futuros professores sobre seus processos de aprendizagem. Pro-Posições, Campinas, v. 27, n. 3, p. 31-56, dez. 2016. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73072016000300031&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 6 jan. 2017.

DAVIS, Claudia; NUNES, Marina M. R.; NUNES, Cesar A. A.. Metacognição e sucesso escolar: articulando teoria e prática. Cad. Pesqui.,  São Paulo ,  v. 35, n. 125, p. 205-230,  maio  2005 .   Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-15742005000200011&lng=pt&nrm=iso>. acessos em  09  ago.  2018.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-15742005000200011.

DEMBO, Myron H.; SELI, Helena. Motivation and learning strategies for college success: a focus on self-regulated learning. 5. ed. New York: Routledge, 2016.

DEMBO, Myron. Applying educational psychology. 5. ed. New York: Longman, 1994.

EYSENCK, Michael W.; KEANE, Mark T. Manual de psicologia cognitiva. 5. ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 2007.

FISHER, Robert. Teaching children to think. Oxford: Basil Backwell, 1990.

KORKMAZ, Ozgen; KAYA, Sinan. Adapting online self-regulated learning scale into turkish. Turkish Online Journal of Distance Education-TOJDE, Eski?ehir, v. 13, n. 1, p. 1302-1308, Jan. 2012. Disponível em: <http://files.eric.ed.gov/fulltext/EJ976929.pdf>. Acesso em: 12 fev. 2017.

KRAWEC, Jennifer; MONTAGUE, Marjorie. The role of teacher training in cognitive strategy instruction to improve math problem solving. Learning Disabilities Research & Practice, Virgínia, n. 29, p. 126-134, 2014. Disponível em: <http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/ldrp.12034/>. Acesso em: 20 nov. 2016.

LEMOS, Lucas Schumacher. Estratégias de aprendizagem de estudantes de pedagogia: relações com característica demográficas e autopercepção de desempenho. 2016. 73 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2016.

LOPES DA SILVA, Adelina; VEIGA SIMÃO, Ana Margarida; SÁ, Isabel. Aprendizagem autorregulada: Perspectivas psicológicas e educacionais. Porto: Porto Editora, 2004.

MARINI, Janete Aparecida da Silva; BORUCHOVITCH, Evely. Estratégias de aprendizagem de alunos brasileiros do Ensino Superior: considerações sobre adaptação, sucesso acadêmico e aprendizagem autorregulada. Revista Eletrônica de Psicologia, Educação e Saúde, [S. l.], v. 1, p. 102-126, 2014.

MONEREO, Carles Font (Coord); CASTELLÓ BADIA, Montserrat; CLARIANA I MUNTADA, Mercè; PALMA MUÑOZ, Montserrat; PÉREZ CABANÍ, M. Lluïsa. Estrategias de enseñanza y aprendizaje: formación del professorado y aplicación em la escuela. Barcelona: Grao, 2007.

OLIVEIRA, Hailton Barreiros de; MORO, Leandro Silva, SANTOS, Patricia Peixoto dos; SILVA, Wellington dos Reis. A Formação Pedagógica de professores na Pós-Graduação Stricto Sensu: Os casos UFU E UFMG. Poiésis Pedagógica, 9 vol. 2, 2012, p. 3–19.  Disponível em: https://doi.org/https://doi.org/10.5216/rpp.v9i2.17299

PAVESI, Marilza Aparecida; ALLIPRANDINI, Paula Mariza Zedu. Autorregulação da aprendizagem de alunos cursos a distância em função do sexo. Unopar Científica: ciências humanas e educação, Londrina, v. 16, n. 2, p. 100-108, abr. 2015. Disponível em: <http://www.pgsskroton.com.br/seer/index.php/ensino/article/viewFile/2893/2830>. Acesso em: 10 fev. 2017.

PAVESI, Marilza Aparecida. Análise da aprendizagem autorregulada de alunos de cursos à distância em função das áreas de conhecimento, faixa etária e sexo. 2014. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2014.

PIANCA, Humberto José Cardoso. Estratégias de Aprendizagem utilizadas por professores da Educação Básica da Rede Pública de Ensino do Paraná. 2016. 119 fls. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2016.

PINTRICH, Paul; GROOT, Elizabeth V. Motivational and self-regulated learning components of classroom academic performance. Journal of Educational Psychology, Arlington, v. 82, n. 1, p. 33-40, 1990. Disponível em: <http://rhartshorne.com/fall-2012/eme6507-rh/cdisturco/eme6507-eportfolio/documents/pintrich%20and%20degroodt%201990.pdf>. Acesso em: 24 dez. 2016.

SANTOS, Osmar José Ximenes. O professor enquanto estudante: suas estratégias de aprendizagem. 2008. 143 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2008.

SANTOS, Osmar José Ximenes; BORUCHOVITCH, Evely. Estratégias de aprendizagem e aprender a aprender: concepções e conhecimento de professores. Psicologia: ciência e profissão, Brasília, v. 31, n. 2, p. 284-295, 2011. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-98932011000200007&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 6 jun. 2015.

SCHULTZ, Duane P.; SCHULTZ, Sydney Ellen. História da psicologia moderna. 10. ed. São Paulo: Cengage Learning, 2015.

SCHUNK, Dale H.; ZIMMERMAN, Barry. J. Self-regulation of learning and performance: issues and educational applications. Hillsdale: Erlbaum, 1994.

STERNBERG, Robert J.  Psicologia cognitiva. 5. ed. São Paulo: Cengage Learning, 2016.

VEIGA SIMÃO, Ana Margarida. Aprendizagem estratégica: uma proposta na autorregulação. Lisboa: Ministério da Educação, 2002.

WEINSTEIN, Claire Ellen; ACEE, Taylor W.; JUNG, JaeHak. Self?regulation and learning strategies. New Directions for Teaching and Learning, Medford, v. 2011, n. 126, p. 45-53, 2011.

WEINSTEIN, Clarice Ellen.; MAYER, Richard E. The teaching of learning strategies. Inovation Abstracts, Austin, v. 5, n. 32, Nov. 1983.

ZIMMERMAN, Barry J.; MARTINEZ-PONS, Manuel. Development of a structured interview for assessing student use of self-regulated learning strategies. American Educational Research Journal, Washington, n. 23, p. 614-618, Dec. 1986. Disponível em: <http://aer.sagepub.com/content/23/4/614>. Acesso em: 15 nov. 2015.

e2911024


Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.14244/198271992911

____________

Propriedade Intelectual

Revista Eletrônica de Educação adota a licença Creative Commons BY-NC do tipo "Atribuição Não Comercial".

Essa licença permite, exceto onde está identificado, que o usuário final remixe, adapte e crie a partir do seu trabalho para fins não comerciais, sob a condição de atribuir o devido crédito e da forma especificada pelo autor ou licenciante.

Para mais informações, consultar: https://br.creativecommons.org/

____________

REVISTA ELETRÔNICA DE EDUCAÇÃO. São Carlos (SP): Universidade Federal de São Carlos, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2007- . Publicação contínua. ISSN 1982-7199. Disponível em: http://www.reveduc.ufscar.br