Alunos dotados de escolas com diferentes índices de desenvolvimento da educação básica (IDEB) (Gifted students of schools with different rates of development in education)

Roseli Figueiredo Correa de Oliveira, Rosemeire de Araújo Rangni

Resumo


The identification of gifted students means the first action for them to receive the specialized education service (AEE). The Brazilian laws express that all students have rights for the education services, however, there are indications of low number of gifted students enrollments in the school census and lack of teachers formation for the giftedness theme to make possible the specialized service. The aim of the study was to verify if there were the gifted students in the third and fourth grade at the Elementary School I in two public schools. The research was descriptive and protocols were used as Guia de Observação Direta em Sala de Aula, Lista De Verificação de Identificação de Indicadores de Altas Habilidades/Superdotação na área Artística e Corporal Cinestésica, and a questionnaire to characterize the teachers and their knowledge about the giftedness theme. As results the School A with low rate of development in Basic Education (IDEB), five students were indicated and at School B with high IDEB there were nine gifted students. The protocols seemed effective to indicate the gifted students in addition the rates of the schools. Also, a signified number of teachers didn’t know de giftedness theme.

Resumo

A identificação de estudantes com dotação significa o primeiro passo para que eles recebam o atendimento educacional especializado (AEE). A legislação brasileira expressa que todos os estudantes têm direito a esse atendimento, entretanto, há indicações de um número baixo de matrículas de alunos dotados no censo escolar e, ainda, escassez de formação inicial e continuada de professores para a temática de dotação para viabilizar o atendimento especializado dos estudantes. O objetivo geral do estudo foi o de verificar se havia indicação de alunos dotados no terceiro e quarto anos do Ensino Fundamental I em duas escolas municipais. Trata-se de uma pesquisa descritiva, na qual se fez uso dos instrumentos Guia de Observação Direta em Sala de Aula, Lista de Verificação de Identificação de Indicadores de Altas Habilidades/Superdotação na área Artística e Corporal Cinestésica e um questionário para caracterizar os professores participantes e seu conhecimento sobre a temática. Como resultados, na Escola A, com Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) abaixo, cinco alunos foram indicados e na Escola B, com IDEB acima, houve nove indicações de alunos dotados.  Os instrumentos pareceram eficazes para apontar os alunos com dotação, independente do IDEB apresentado pelas escolas. Também, um número significativo de professores desconhecia a temática de dotação.

Resumen

La identificación de estudiantes con dotación significa el primer paso para receban el atendimiento educacional especializado (AEE). La legislación brasilera expresa que todo los estudiantes tenga derecho al atendimiento, aunque, hay indicaciones del número bajo de matrículas de alumnos dotados en el censo escolar y, todavía, escasez de formación inicial y continuada de profesores para la temática de dotación que realice el atendimiento especializado delos estudiantes. El objetivo general del estudio fue verificar si hubo indicación de alumnos dotados en el tercero y cuarto años del enseñanza fundamental I en dos escuelas municipales. La investigación fue descriptiva en que usó el protocolo Guia de Observação Direta em Sala de Aula, Lista De Verificação de Identificação de Indicadores de Altas Habilidades/Superdotação na área Artística e Corporal Cinestésica y un cuestionario para caracterizar los profesores participantes y su conocimiento sobre la temática. Como resultados, la Escuela A, con Indice de Desarrollo de la Educación Básica (IDEB) bajo, cinco alumnos  fueron indicados y na Escuela B, con IDEB, alto hubo nueve indicaciones de alumnos dotados. Los protocolos parecieron eficaces para apuntar los alumnos con dotación, independiente del IDEB presentado por las escuelas. También, un número significativo de profesores desconocía la temática de dotación.

Palavras-chave: Educação especial, Superdotação, Identificação.

Keywords: Special education, Gifted, Students identification.

Palabras claves: Educación especial, Superdotación, Identificación.

References

ALENCAR, E. M. L. S.; FLEITH, D. S. Superdotados: determinantes, educação e ajustamento. 2. ed. revista e revisada. São Paulo: EPU, 2001. 188p.

BRASIL. Lei nº 9.394/96, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 23 de dezembro de 1996. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9394.html>.  Acesso em: 15 jul. 2013.

BRASIL. Decreto nº 6094, de 24 de abril de 2007. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2007/decreto/d6094.htm>.  Acesso em: 15 jul. 2014.

BRASIL. Ministério da Educação. Política nacional de educação especial na perspectiva na educação inclusiva. Brasília, DF, 2008. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/politicaeducespecial.pdf>. Acesso em: 15 jul. 2014.

BRASIL. Decreto nº 7611, de 17 de novembro de 2011. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2011/decreto/d7611.htm>. Acesso em: 15 jul. 2014.

BRASIL. Lei nº 12796, de 04 de abril de 2013. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2013/lei/l12796.htm>. Acesso em: 15 jul. 2014.

DELOU, C. M. C. O funcionamento do Programa de Atendimento a Alunos com Altas Habilidades/Superdotação (PAAAH/SD-RJ). Revista Educação Especial, Santa Maria, v. 27, n. 50, p. 657-688, set./dez. 2014. Disponível em: <http://cascavel.ufsm.br/revistas/ojs-2.2.2/index.php/educacaoespecial/article/view/14323>. Acesso em: 10 abr. 2015.

FLEITH, D. S.; ALENCAR, E. M. L. S. Desenvolvimento de talentos e altas habilidades: orientação a pais e professores. Porto Alegre: Artmed, 2007. 188p.

FREITAS, S. N.; PÉREZ, S. G. P. B. Altas habilidades/superdotação: atendimento especializado. 2. ed. Marília: ABPEE, 2012. 140p.

GAGNÉ, F. Building gifts into talents. Talent development according to the DMGT.Veröffentlicht. news&science. Begabtenförderung und Begabungsforschung.özbf, Nr. 19/Ausgabe 2, 2008, S. 27-30

GAMA, M. C. S. S. Educação de superdotados: teoria e prática. São Paulo: EPU, 2006. 175p.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2011. 200p.

GUENTHER, Z. C. Desenvolver capacidades e talentos: um conceito de inclusão. Petrópolis, RJ: Vozes, 2006.

GUENTHER, Z. C. Crianças dotadas e talentosas... Não as deixem esperar mais! Rio de Janeiro: LTC, 2012. 112p.

GUENTHER, Z. C. Identificação de alunos dotados e talentosos: metodologia CEDET: versão 2014. Lavras, MG: ASPAT, 2014. Manual. 15p.

GUENTHER, Z. C.; FRANÇA-FREITAS, M. L. P. Tornar-se Visível: o lugar do aluno dotado e talentoso na educação inclusiva. In: SOUZA, R. C. S.; ANJOS, I. R. S.; FRANÇA-FREITAS, M. L. P. (Orgs.) Dotação e Talentos na Educação Inclusiva. São Cristóvão: Editora UFS, 2014. p. 165-192

PÉREZ, S. G. P. B.; FREITAS, S. N. Manual de identificação de Altas Habilidades/Superdotação. ed. 371.95. Guarapuava: Apprehendere, 2016. 121p.

RENZULLI, J. S. Three ring conception of giftedness. IN: BAUM, S. M.; MAXFIELD, L. R. Nurturing gifts and talents of primary grade students. Mansfield Center: Creative Learning Press, 1998. p.322-357

RENZULLI, J. S. Modelo de enriquecimento para toda a escola: um plano abrangente para o desenvolvimento de talentos e superdotação. Revista Educação Especial, v. 27, n. 50, p. 539-562, 2014. Disponível em: <http://www.ufsm.br/revistaeducacaoespecial>. Acesso em: 10 abr. 2015.

ROMÃO, J. E. Avaliação dialógica: desafios e perspectivas. 8. ed. São Paulo: Cortez, 2009. 196p.

VILELAS, J. O processo de construção do conhecimento. Lisboa: Edições Sílabo, 2009. 218p.

VIRGOLIM, A. M. R. A contribuição dos instrumentos de investigação de Joseph Renzulli para a identificação de estudantes com Altas Habilidades/Superdotação. Revista Educação Especial, v. 27, n. 50, p. 581-610, 2014. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.5902/1984686X14281 >. Acesso em: 10 abr. 2015.

e2872041


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14244/198271992872

____________

Propriedade Intelectual

Revista Eletrônica de Educação adota a licença Creative Commons BY-NC do tipo "Atribuição Não Comercial".

Essa licença permite, exceto onde está identificado, que o usuário final remixe, adapte e crie a partir do seu trabalho para fins não comerciais, sob a condição de atribuir o devido crédito e da forma especificada pelo autor ou licenciante.

Para mais informações, consultar: https://br.creativecommons.org/

____________

REVISTA ELETRÔNICA DE EDUCAÇÃO. São Carlos (SP): Universidade Federal de São Carlos, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2007- . Publicação contínua. ISSN 1982-7199. Disponível em: http://www.reveduc.ufscar.br