Apoio pedagógico nos anos iniciais a partir do modelo laboratório rotacional de ensino híbrido (Pedagogical support at yearly years from the rotating laboratory model of hybrid teaching)

Elisane Ortiz de Tunes Pinto, Fernando Augusto Treptow Brod

Resumo


This paper presents the work developed at Pedagogical Support with students from yearly years at a county school, questioning the learning procedures adopted with the students who need a personalized support. This study intends to reflect about the pedagogical strategies which take in consideration the teaching customization by a learning modality from the Rotating Laboratory Model of Hybrid Teaching, The research contains a qualitative approach, becoming a research action, because the goal of it is to have a collective intervention into the pedagogical practice taken by the researcher and other subjects from the investigation who search for an action changing which will contribute to the advances of student-centered teaching. The analysis of data collected by the questionnaires with open-ended questions with the investigation’s subjects was done using the Collective Subject Discourse method, from Lefèvre & Lefèvre, who showed how important is the reflection into the schooling space and how it is necessary to give the teachers the opportunity of saying and demonstrating about their experience because they, many times, realize the necessity of changing but they need the collective moments which will support the transformation into the pedagogical action. The results point to the importance of a personalized teaching proposal supported by the digital technologies which consider the students since their previous knowledge, respecting their multiple intelligences.

Resumo

Este artigo apresenta o trabalho desenvolvido no Apoio Pedagógico com alunos dos anos iniciais de uma escola municipal, problematizando os procedimentos didáticos adotados junto aos alunos que necessitam de um atendimento individualizado. O estudo buscou refletir sobre estratégias pedagógicas que contemplem a personalização do ensino por meio de uma modalidade de aprendizagem a partir do modelo de laboratório rotacional do ensino híbrido. A pesquisa possui uma abordagem qualitativa, configurando-se em uma pesquisa-ação, pois tem como objetivo realizar uma intervenção coletiva na prática pedagógica assumida pela pesquisadora e demais sujeitos da investigação em busca de uma mudança de ação que possa contribuir para os avanços do ensino centrado no aluno. A análise dos dados coletados a partir de questionários com questões abertas junto aos sujeitos da investigação foi realizada utilizando-se a técnica do Discurso do Sujeito Coletivo, de Lefèvre e Lefèvre, que demonstrou o quão importante é a reflexão no espaço escolar e como se faz necessário dar voz e vez aos professores e professoras que, muitas vezes, percebem a necessidade da mudança, mas necessitam de momentos coletivos que apoiem a transformação da ação pedagógica. Os resultados apontam para a importância de uma proposta de ensino personalizado apoiado pelas tecnologias digitais, que valorize os estudantes a partir dos seus conhecimentos prévios, respeitando suas múltiplas inteligências.

Palavras-chave: Ensino híbrido, Apoio pedagógico, Anos iniciais.

Keywords: Hybrid teaching, Pedagogical support, Early years.

References

BACICH, Lilian; TANZI NETO, Adolfo; TREVISANI, Fernando de M. (orgs.). Ensino Híbrido: Personalização e tecnologia na educação. Porto Alegre: Penso, 2015, 270 p.

CHRISTENSEN, Clayton M.; HORN, Michael B.; STAKER, Heather. Ensino Híbrido: uma inovação disruptiva? Uma introdução à teoria dos híbridos. Clayton Christensen Institute for Disruptive Innovation, EUA, maio de 2013. Disponível em <https://www.christenseninstitute.org/publications/ensino-hibrido/>. Acesso em 18 março 2020.

COLÉGIO MUNICIPAL PELOTENSE. Projeto Político Pedagógico, 2010.

DIONNE, Hugues. A Pesquisa-Ação para o Desenvolvimento Local. Brasília: Liber Livro Editora, 2007, 132 p.

HORN, Michael; STAKER, Heather. Blended: usando a inovação disruptiva para aprimorar a educação. Porto Alegre: Penso, 2015, 292 p.

LEFÈVRE, Fernando; LEFÈVRE, Ana Maria. O Discurso do Sujeito Coletivo: um novo enfoque em pesquisa qualitativa (desdobramentos). 2 ed., Caxias do Sul: Educs, 2005, 256 p.

MATURANA, Humberto. Emoções e Linguagem na Educação e na Política. Trad. José Fernando Campos Fortes. 1ª ed. atualizada, Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2009, 98 p.

PALFREY, John. Nascidos na era digital: entendendo a primeira geração de nativos digitais. Porto Alegre: Grupo A, 2011, 352 p.

PERRENOUD, Philippe. 10 novas competências para ensinar. Porto Alegre: Artmed, 2000, 162 p.

TARDIF, Maurice. Saberes Docentes e Formação Profissional. 17ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014. 325 p.

e2849094


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14244/198271992849

____________

Propriedade Intelectual

Revista Eletrônica de Educação adota a licença Creative Commons BY-NC do tipo "Atribuição Não Comercial".

Essa licença permite, exceto onde está identificado, que o usuário final remixe, adapte e crie a partir do seu trabalho para fins não comerciais, sob a condição de atribuir o devido crédito e da forma especificada pelo autor ou licenciante.

Para mais informações, consultar: https://br.creativecommons.org/

____________

REVISTA ELETRÔNICA DE EDUCAÇÃO. São Carlos (SP): Universidade Federal de São Carlos, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2007- . Publicação contínua. ISSN 1982-7199. Disponível em: http://www.reveduc.ufscar.br