A observação do cotidiano escolar na práxis formativa (The observation of the daily school in the formative praxis)

Elaine Conte, Adilson Cristiano Habowski, Lilian Soares Alves Branco, Míriam Benites Rios

Resumo


The work presents some reflections extracted from a hermeneutic and ethnographic experience, whose objective is to understand the daily school based on the observations made by undergraduate students from different undergraduate courses in schools of Canoas/RS, Brazil. This is a collective investigation, developed in the first semester of 2016, in the disciplines of Didactics and Curricula and Programs. From a pre-established script, we verified the Pedagogical Political Project, the methodological approach and the planning adopted by teachers in schools, as well as the educational models and routines identified. The dialectical movement between the school routine and the university education allowed articulating teaching and research, enhancing the reflective exercise of the evaluation of contexts and praxis. Based on the reports presented in class, it was possible to discuss and reevaluate that the changes in education go through social engagement and recognition of pedagogical contexts as a way to approximate the academic formation of the perplexities, tensions and contradictions of Praxis.

Resumo

O trabalho apresenta algumas reflexões extraídas de uma experiência hermenêutica e etnográfica, cujo objetivo é compreender o complexo cotidiano escolar a partir das observações realizadas por graduandos de diferentes cursos de licenciatura em escolas de Canoas/RS, Brasil. Trata-se de uma investigação coletiva, desenvolvida no primeiro semestre de 2016, nas disciplinas de Didática e de Currículos e Programas. A partir de um roteiro preestabelecido verificou-se o Projeto Político Pedagógico, a abordagem metodológica e o planejamento adotado pelos professores nas escolas, bem como os modelos educativos e as rotinas identificadas. O movimento dialético entre o cotidiano escolar e a formação universitária permitiu articular o ensino e a pesquisa, potencializando o exercício reflexivo da avaliação de contextos e da práxis. Com base nos relatos apresentados em aula foi possível discutir e reavaliar que as mudanças na educação passam pelo engajamento social e pelo reconhecimento dos contextos pedagógicos como forma de aproximar a formação acadêmica das perplexidades, tensões e contradições da práxis.

Keywords: Observation, School daily life, Pedagogical praxis.

Palavras-chave: Observação, Cotidiano escolar, Práxis pedagógica.

References

ALVES, R. O currículo dos urubus. In: ALVES, R. Estórias de quem gosta de ensinar. 10. ed. Campinas: Papirus, 2000. p. 69-74.

ANDRÉ, M. E. D. A. Etnografia da prática escolar. Campinas: Papirus, 2008.

ARENDT, H. A condição humana. 10. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2007.

AZAMBUJA, P. L.; CONTE, E.; HABOWSKI, A. C. O Planejamento Docente na Educação Infantil: metamorfoses e sentidos ao aprender. Pesquisa em Foco, São Luís, v. 22, n. 2, jul./dez. 2017. DOI: http://doi.org/10.18817/pef.v22i2.1503

BAPTISTA, S. G.; CUNHA, M. B. Estudo de usuários: visão global dos métodos de coleta de dados. Perspect. ciênc. inf., Belo Horizonte, v. 12, n. 2, p. 168-184, maio/ago. 2007.

CERTEAU, M. A invenção do cotidiano: as artes de fazer. 22. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

CHARLOT, B. A questão antropológica na Educação quando o tempo da barbárie está de volta. Educar em Revista, Curitiba, v. 35, n. 73, p. 161-180, jan./fev. 2019. DOI: 10.1590/0104-4060.62350

CONTE, E. Notas sobre Teoria e Práxis. Educação e Filosofia, Uberlândia, v. 30, n. 60, p. 883-903, jul./dez. 2016. DOI: http://dx.doi.org/10.14393/REVEDFIL.issn.0102-6801.v30n60a2016-p883a903

FREIRE, P. Educação como prática da liberdade. 10 ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1980.

FREIRE, P. Pedagogia do Oprimido. 17. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

FREIRE, P. Extensão ou Comunicação? 11. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2006.

FREIRE, M. O sentido dramático da aprendizagem. In: GROSSI, E. P.; BORDIN, J. (Org.). Paixão de aprender. Petrópolis: Vozes, 1992. p. 11-14.

GADOTTI, M. Perspectivas atuais da Educação. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 2000.

GAMBOA, S. A. S. A dialética na pesquisa em educação: elementos de contexto. In: FAZENDA, I. (Org.). Metodologia da pesquisa educacional. 4. ed. São Paulo: Cortez, 2007. p. 91-115.

HABOWSKI, A. C.; CONTE, E.; PUGENS, N. B. A perspectiva da alteridade na educação. Conjectura: Filos. Educ., Caxias do Sul, v. 23, n. 1, p. 179-197, jan./abr. 2018. DOI: 10.18226/21784612.v23.n1.10

JACOBI, D. F.; HABOWSKI, A. C.; CONTE, E. Do caos ao cosmos: A metamorfose do aprender. Revista Diálogos (RevDia), Mato Grosso, v. 6, n. 1, p. 7-23, jan./abr. 2018.

LÜDKE, M. O professor e a pesquisa. 5. ed. Campinas: Papirus, 2001.

LUCKESI, C. C. Planejamento e Avaliação escolar: articulação e necessária determinação ideológica. In: BORGES, Silva Abel. O diretor articulador do projeto da escola. São Paulo: FDE, 1992. p.115-125.

MÜHL, E. H. Habermas e a educação: racionalidade comunicativa, diagnóstico crítico e emancipação. Educ. Soc., Campinas, v. 32, n.117, p. 1035-1050, out./dez. 2011. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0101-73302011000400008

PARRA, J. D.; HERNANDEZ, C. Classroom observation in context: an exploratory study in secondary schools from Northern Colombia. Rev. Bras. Educ., Rio de Janeiro, v. 24, p. 1-25, mar. 2019. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/s1413-24782019240005

PUGENS, N. B.; CONTE, E.; HABOWSKI, A. C. Pedagogia Científica na Educação Infantil: pressupostos montessorianos. Revista Intersaberes, Canoas, v. 13, n. 29, 354-368, 2018. DOI: http://dx.doi.org/10.22169/revint.v13i29.1379

SACRISTÁN, J. G. Poderes instáveis em educação. Porto Alegre: Artmed, 1999.

SACRISTÁN, J. G. A educação obrigatória: seu sentido educativo e social. Porto Alegre: Artmed, 2001.

SAVIANI, D. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. 10. ed. São Paulo: Autores Associados, 2008.

VÁZQUEZ, A. S. Filosofia da Práxis. 2. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1997.

ZABALA, A. A prática Educativa: Como ensinar. Porto Alegre: ArtMed, 1998.

e2787032


Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.14244/198271992787

____________

Propriedade Intelectual

Revista Eletrônica de Educação adota a licença Creative Commons BY-NC do tipo "Atribuição Não Comercial".

Essa licença permite, exceto onde está identificado, que o usuário final remixe, adapte e crie a partir do seu trabalho para fins não comerciais, sob a condição de atribuir o devido crédito e da forma especificada pelo autor ou licenciante.

Para mais informações, consultar: https://br.creativecommons.org/

____________

REVISTA ELETRÔNICA DE EDUCAÇÃO. São Carlos (SP): Universidade Federal de São Carlos, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2007- . Publicação contínua. ISSN 1982-7199. Disponível em: http://www.reveduc.ufscar.br