Reflexões sobre a formação em educação física para atuação em saúde (Reflections on training in Physical education for health performance)

Stela Lopes Soares, Douglas Prado Araújo, Diogo Queiroz Allen Palácio, Heraldo Simões Ferreira, Neide Dourado Martins, Anaisa Alves de Moura, Eveline Rufino Brasil, Davi Moreira Lima Romcy

Resumo


Abstract

The teacher of physical education, became in the course of the years, a professional valued by society, in such a way that, currently integrates multidisciplinary teams in the single system of health-SUS, and through its interdisciplinary approach, comes gaining more and more space. For this purpose, the objective of this research is to analyze the training offered in the course of undergraduate degree in physical education at Universidade Estadual Vale do Acaraú. For this, this study has as methodology the field research and exploratory, because it has as focus the information and/or knowledge about a problem or situation, seeking answers to either, or proving assumptions, discovering new phenomena or the Relations between them. The scenario of this research was the Universidade Estadual Vale do Acaraú, in particular, interviews with the faculty of the Physical Education course of the aforementioned University in the year 2017. From the findings, the profile of these teachers was observed: men, aged between 41 and 50 years, masters, graduated in physical education from the Universidade de Fortaleza, sought a master's degree or doctorate in the area of health, have between 20 to 29 experience in Higher education and have between one to five years of experience in the university cited it is believed that the concept of health exerts influence in the training of the professionals of physical education, and other attitudes are necessary for the modification of the framework found. In this way, it is understood that the initial formation of those involved did not prepare them to address the thematic health in the school.

Resumo

O professor de Educação Física, tornou-se no decorrer dos anos, um profissional valorizado pela sociedade, de tal modo que, atualmente integra equipes multidisciplinares no Sistema Único de Saúde - SUS, e através de sua abordagem interdisciplinar, vem conquistando cada vez mais espaço. Com este intuito, o objetivo dessa pesquisa é analisar a formação oferecida no curso de Licenciatura em Educação Física da Universidade Estadual Vale do Acaraú. Para tanto, este estudo tem como metodologia a pesquisa de campo e exploratória, pois tem como foco as informações e/ou conhecimentos sobre um problema ou situação, buscando respostas para tanto, ou comprovando pressupostos, descobrindo novos fenômenos ou as relações entre eles. O cenário desta pesquisa foi a Universidade Estadual Vale do Acaraú, em específico, entrevistas com os docentes do curso de Educação Física da referida universidade, no ano de 2017. A partir dos achados, observou-se o perfil destes professores: homens, com idades entre 41 e 50 anos, mestres, formados em Educação Física pela Universidade de Fortaleza, com mestrado ou doutorado na área da Saúde, têm entre 20 a 29 anos de experiência no Ensino Superior e possuem entre um a cinco anos de experiência na Universidade citada. Acredita-se que o conceito de saúde exerça influência na formação dos profissionais de Educação Física, sendo necessárias outras atitudes para a modificação do quadro encontrado. Dessa forma, percebe-se que a formação inicial dos envolvidos não os preparou para abordar a temática saúde na escola.

Resumen

El profesor de educación física, se convirtió en el curso de los años, un profesional valorado por la sociedad, de tal manera que, actualmente integra equipos multidisciplinares en el sistema único de salud-sus, y a través de su enfoque interdisciplinario, viene ganando más y más espacio. Con este fin, el objetivo de esta investigación es analizar la formación ofrecida en el curso de licenciatura en educación física en la Universidad Estatal de Vale do Acaraú. Para ello, este estudio tiene como metodología la investigación de campo y exploratoria, ya que tiene como foco la información y/o conocimiento sobre un problema o situación, buscando respuestas a cualquiera, o probando hipótesis, descubriendo nuevos fenómenos o el Las relaciones entre ellos. El escenario de esta investigación fue la Universidad Estatal de Vale do Acaraú, en particular, entrevistas con la facultad del curso de educación física de la mencionada universidad en el año 2017. A partir de las conclusiones, se observó el perfil de estos docentes: hombres, de entre 41 y 50 años de edad, maestros, graduados en educación física por la Universidad de fortaleza, solicitaron una maestría o doctorado en el área de salud, tienen entre 20 y 29 experiencias en La educación superior y tienen entre uno a cinco años de experiencia en la Universidad citada se cree que el concepto de salud ejerce influencia en la formación de los profesionales de la educación física, y otras actitudes son necesarias para la modificación del marco encontrado. De esta manera, se entiende que la formación inicial de los involucrados no los preparó para abordar la salud temática en la escuela.

Palavras-chave: Formação profissional, Educação física e treinamento,
Serviços de saúde escolar.

Keywords: Vocational training, Physical education and training, School health services.

Palabras clave: Formación profesional, Educación física y formación, Servicios de salud escolar.

References

ANDRADE, Maria do Carmo Ferreira; SOUZA, Ana Cláudia Ribeiro de. A formação de professores na utilização da metodologia por competências – SENAI em Manaus. 5° CONGRESSO IBERO-AMERICANO EM INVESTIGAÇÃO QUALITATIVA, Atas CIAIQ, 2016.                              

BRASIL. Ministério da Educação e Cultura – MEC. Referenciais para formação de professores. Brasília: MEC/Secretaria de Educação Fundamental, 2002.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CES 7/2004. Diário Oficial da União, Brasília, 5 de abril de 2004, Seção 1, p. 18.

BRASIL. Conselho Nacional de SaúdeResolução n° 466, de 12 de dezembro de 2012. Aprova normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos. Brasília: Diário Oficial da União, 2012.

BRASIL. Ministério da Educação. Resolução CNE/CP 2, de 1° de julho de 2015. Diário Oficial da União, Brasília, 2015.

BURGARELLI, Cristovão Giovani; CARMO, Danielsie Silva do. Formação e desejo de ser professor, Revista Eletrônica de Educação, v.11, n.3, p.890-899, set./dez., 2017. Disponível em: <http://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/view/1872/646> Acesso em: 14 de maio de 2018.

CARDOSO, Márcia Regina Gonçalves. O professor do ensino superior hoje: perspectivas e desafios. Cadernos da Fucamp, v.15, n.23, p.87-106 /2016. Disponível em: <http://www.fucamp.edu.br/editora/index.php/cadernos/article/viewFile/837/596> Acesso em:  10 de março de 2017.

CARVALHO, Fábio Fortunato Brasil de. Práticas corporais e atividades físicas na atenção básica do sistema único de saúde: ir além da prevenção das doenças crônicas não transmissíveis é necessário. Rev. Movimento, Porto Alegre, v. 22, n. 2, 647-658, abr./jun. de 2016.

CONFEF- Conselho Federal de Educação Física. Resolução n206, de 07 de novembro de 2010, Rio de Janeiro, 2010.

COSTA, Gabriela Maria Cavalcanti; CAVALCANTI, Vagner Martins; BARBOSA, Mayara Lima; CELINO, Suely Deysny de Matos; FRANÇA, Inárcia Sátiro Xavier de; SOUSA, Francisco Stélio de. Promoção de saúde nas escolas na perspectiva de professores do ensino fundamental. Revista Eletrônica de Enfermagem, 15(2): 506-15, abr./jun.2013. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5216/ree.v15i2.15769> . Acesso em 10 de Dezembro de 2017.

FARIA JUNIOR, Alfredo Professor de educação física: licenciado generalista. In: OLIVEIRA, Vitor Marinho de (org.). Fundamentos pedagógicos educação física 2. Rio de Janeiro: Ao livro técnico, 1987

FERREIRA, Heraldo Simões; OLIVEIRA, Bráulio Nogueira de; SAMPAIO, José Jackson Coelho. Análise da percepção dos professores de Educação Física acerca da interface entre a saúde e a Educação Física escolar: conceitos e metodologias. Rev. Bras. Ciênc. Esporte [online], 2013, vol.35, n.3, pp.673-685. ISSN 2179-3255.

FERREIRA, Heraldo Simões. Educação Física Escolar e saúde em escolas públicas municipais de Fortaleza: proposta de ensino para saúde. 2011. 191f. Tese (Doutorado em Saúde Coletiva), Associação Ampla UECE/UFC/UNIFOR, Universidade Estadual do Ceará-UECE, Fortaleza, 2011.

FIORIN, Pauline Brendler Goettems; SALAMONI, Bethânia; MOTTA, Gabriela Almeida; BALDISSERA, Fernanda Giesel; ZANETI, Izabel Cristina Bruno Barcelar; MAGALHÃES, Cleidilene Ramos. O ensino interdisciplinar na área da saúde: perspectivas para a formação e atuação multiprofissional. Revista Didática Sistêmica, ISSN:1809-3108, v.16, n. 2, p. 30-43, 2015.

GARBOIS, Júlia Arêas; SODRE, Francis; DALBELLO-ARAUJO, Maristela. From the notion of social determination to one of social determinants of health. Saúde debate [online], 2017, vol.41, n.112, pp.63-76. ISSN 0103-1104.  Disponível em <http://dx.doi.org/10.1590/0103-1104201711206>. Acesso em 10 de janeiro de 2018.

GARCIA, Maria Manuela Alves; FONSECA, Márcia Souza da; LEITE, Vanessa Caldeira. Teoria e prática na formação de professores: a prática como tecnologia do eu docente. Educ. rev. [online]. 2013, vol.29, n.3, pp.233-264. 

GONÇALVES, Rita Maria Grilo; ROCHAEL, Magda Cristina Nascimento. A importância da didática para a formação do docente do ensino superior. Revista Científica da FEPI-Edição interdisciplinar. Itajubá. v 7, 2015. Disponível em:http://www.fepi.br/revista/index.php/revista/article/view/253/142. Acesso em: 12 de set. 2017.

HUBERMAN, Michael. O ciclo de vida profissional dos professores. In: NÓVOA, A. (Org.). Vidas de professores. 2. ed. Porto: Porto, 2000, p.31-61.

INEP. Censo Escolar da Educação Superior, 2011. Brasília, DF: Ministério da Educação/ Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, 2011. Disponível em: < http://download.inep.gov.br/educacao_superior/censo_superior/resumo_tecnico/>. Acesso em: 02 fev. 2018.

ISAIA, Silvia Maria de Aguiar; BOLZAN, Doris Pires Vargas. Formação do professor do Ensino superior: um processo que se aprende? Revista do Centro de Educação, UFSM, v. 29, n. 2,  jul./dez. 2004, pp. 121-133.

LARROSA-BONDÍA, Jorge. Notas sobre a experiência e o saber da experiência. Revista Brasileira de Educação, Campinas, n.19, p.20-8, 2002.

LAUDELINO, Julien Ariani de Souza; MAES, Maria Aparecida. A identidade do professor do Ensino Superior. Revista de Educação, v. 13, n° 16, ano 2010. Disponível em: <file:///C:/Users/Stela/Downloads/1837-7051-1-PB%20(2).pdf> Acesso em: 10 mar. 2017.

LAUXEN, Ademar Antônio; PINO, José Cláudio Del. A formação contínua do professor-formador: constituição dos saberes profissionais em processos reflexivos coletivos, Revista Eletrônica de Educação, v.11, n.2, p. 540-558, jun./ago., 2017. Disponível em: <http://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/view/1736/612> Acesso em: 10 de maio de 2018.

LORENA, Allan Gomes de; SANTOS, Liliana; ROCHA, Cristianne Fame; LIMA, Marcelo Soares Silveira; PINO, Michel Reina; AKERMAN, Marco. Graduação em saúde coletiva no Brasil: onde estão atuando os egressos dessa formação? Rev. Saúde e Sociedade, São Paulo, v.25, n.2, p.369-380, 2016.

LOURENÇO, Luciana de Fátima Leite; DANCZUK, Rutes de Fátima Terres; PAINAZZER, Daiany; PAULA JUNIOR, Newton Ferreiar; MAIA, Ana Rosete Camargo Rodrigues; SANTOS, Evanguelia Kotzias Atherino dos. A Historicidade filosófica do Conceito Saúde. Revista Here. Disponível em: <http://www.here.abennacional.org.br/here/vol3num1artigo2.pdf>. Acesso em 06 de maio de 2019.

MIRANDA, Marília Gouvea de. O Professor Pesquisador e Sua Pretensão de Resolver a Relação Entre a Teoria e a Prática na Formação de Professores. In: O Papel da pesquisa na formação e na prática dos professores. Campinas: Papirus, 5 ed, 2006, p.129-143

MENEGAZZI, Marlene; DALCIN, Andreia. Potencialidades e limitações de um trabalho colaborativo sobre frações com estudantes de Pedagogia. Revista Perspectivas, Florianópolis, v. 34, n. 2, p. 486-509, maio/ago, 2016. Disponível em: <http://www.perspectiva.ufsc.br>. Acesso em: 10 de junho de 2017.

MOREIRA, Hudson Resende; NASCIMENTO, Juarez Vieira do; SONOO, Christi Noriko; BOTH, Jorge. Qualidade de vida no trabalho e perfil do estilo saúde. Revista Brasileira de Ciências da Saúde, ano 10, nº 34, out/dez 2012. Artigos originais referências de vida individual de professores de Educação Física ao longo da carreira docente Motriz, 2010.

NAHAS, Markus Vinícius. Educação Física no ensino médio: educação para um estilo de vida ativo no terceiro milênio. In: IV SEMINÁRIO DE EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR/ ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA E ESPORTE. Anais..., p.17-20, 1997.

NUNES, Hudson Fabricius Peres; NUNES, Romulo Eduardo Peres; BETTANIM, Marcelo Rodella; BETTI, Mauro; CHELLES, Claudinei; DRIGO, Alexandre Janotta. Treinamento desportivo: perfil acadêmico dos professores de Educação Física no ensino superior brasileiro. Revista Movimento, Porto Alegre, v. 23, n.1, p. 265-280, jan./mar. 2017.

NUNES, Marcello Pereira; VOTRE, Sebastião Josué; SANTOS, Wagner dos. O profissional em educação física no Brasil: desafios e perspectivas no mundo do trabalho. Motriz, Rio Claro, v.18, n.2, p.280-290, abr./jun. 2012. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/motriz/v18n2/v18n2a08.pdf> Acesso em: 19. dez. de 2018.

OLIVEIRA, Ellen Viviane de Sousa; BEZERRA, Elizabeth Jatobá. Educação Física escolar e saúde: uma experiência interdisciplinar nos anos iniciais do ensino fundamental. FIEP BULLETIN, v. 82, Edição Especial, Art. 1, 2012.

PEREIRA, Letícia Rodrigues; ANJOS, Daniela Dia dos. O Professor do Ensino Superior: perfil, desafios e trajetórias de formação. SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE ENSINO SUPERIOR, 2014. Anais... Disponível em: < https://uniso.br/publicacoes/anais_eletronicos/2014/1_es_formacao_de_professores/31.pdf>. Acesso em: 10 de junho de 2017.

PIMENTA, Selma Garrido; GHEDIM, Evandro. Professor reflexivo no Brasil: gênese e crítica de um conceito. São Paulo: Cortez, 2008.

PRYJMA, Marielda Ferreira; OLIVEIRA, Oséias Santos de. O desenvolvimento profissional dos professores da educação superior: reflexões sobre a aprendizagem para a docência. Rev. Educação e Sociedade, Campinas, v. 37, nº. 136, p.841-857, jul.-set., 2016. Disponível em:< http://www.scielo.br/pdf/es/v37n136/1678-4626-es-ES0101-73302016151055.pdf>. Acesso em: 15 de jan. de 2018.

TARDIF, Maurice. Saberes profissionais dos professores e conhecimentos universitários. Revista Brasileira de Educação, n.13, p. 5-13, jan./abr. 2000.

e2782038


Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.14244/198271992782

____________

Propriedade Intelectual

Revista Eletrônica de Educação adota a licença Creative Commons BY-NC do tipo "Atribuição Não Comercial".

Essa licença permite, exceto onde está identificado, que o usuário final remixe, adapte e crie a partir do seu trabalho para fins não comerciais, sob a condição de atribuir o devido crédito e da forma especificada pelo autor ou licenciante.

Para mais informações, consultar: https://br.creativecommons.org/

____________

REVISTA ELETRÔNICA DE EDUCAÇÃO. São Carlos (SP): Universidade Federal de São Carlos, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2007- . Publicação contínua. ISSN 1982-7199. Disponível em: http://www.reveduc.ufscar.br