Ensino de ditadura civil-militar em tempos de “Escola Sem Partido” (Teaching of civil-military dictatorship in times of “School Without Party”)

José Airton de Farias, Danielle Rodrigues de Oliveira

Resumo


This article discusses how the organization No Party School (ESP) deals with the teaching of civil-military dictatorship. The strategies, objectives and actions of the ESP are evaluated, as well as a historiographical discussion about the memoirs in debate about the civil-military dictatorship. The methodology is based on the analysis of some documentary sources produced by the ESP, aiming to refine the understanding of the social forces and the subjects involved with the movement and with the interests underlying its discourse. Thus, it problematizes the academic and academic way of dealing with the teaching of the civil-military dictatorship, realizing that, contrary to the need for a democratic debate about the teaching process, ESP defends the return of visions about the typical dictatorship of the 60's In spite of the pressures made by ESP and other conservative forces, the civil-military dictatorship must be approached in a critical way, being problematized in its different versions from the memory conflicts.

Resumo

Este artigo aborda como a organização Escola Sem Partido (ESP) trata o ensino da ditadura civil-militar. As estratégias, objetivos e atuações da ESP são avaliados, bem como é traçada uma discussão historiográfica sobre as memórias em debate acerca da ditadura civil-militar. A metodologia está embasada na análise de algumas fontes documentais produzidas pela ESP, objetivando refinar a compreensão das forças sociais e dos sujeitos envolvidos com o movimento e com os interesses subjacentes ao seu discurso. Assim, problematiza o modo escolar e acadêmico de lidar com o ensino da ditadura civil-militar, percebendo que, ao contrário da necessidade de um debate democrático sobre o processo de ensino, a ESP defende o retorno de visões que corroboram com a ditadura típica dos anos 60 e 70. Diante disso, o estudo de temas traumáticos permanece relevante nos dias atuais e, apesar das pressões feitas pela ESP e por outras forças conservadoras, a ditadura civil-militar deve ser abordada de forma crítica, sendo problematizada em suas diferentes versões a partir dos conflitos de memória.

Keywords: Dictatorship, History theaching – Brazil, History - 1964/1985.

Palavras-chave: Ditadura, Ensino de História – Brasil, História - 1964/1985.

References

AARÃO, Daniel. A revolução faltou ao encontro. São Paulo: Brasiliense, 1990.

AARÃO, Daniel et al. (Orgs.). Versões e ficções: o sequestro da história. São Paulo: Editora Perseu Abramo, 1997.

AARÃO, Daniel. Ditadura militar, esquerda e sociedade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2000.

AARÃO, Daniel. Ditadura e democracia no Brasil: do golpe de 1964 à Constituição de 1988. Rio de Janeiro: Zarah, 2014.

ALBERTI, Verena. História e memória na sala de aula e o ensino de temas controversos. In: QUADRAT, Samantha Viz; ROLLEMBERG, Denise. História e memória das ditaduras do século XX. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2015.

ALGEBAILE, Eveline. Escola sem Partido: o que é, como age, para que serve. In: FRIGOTTO, Gaudêncio (Org.). Escola “sem” partido: esfinge que ameaça a educação e a sociedade brasileira. Rio de Janeiro: UERJ, LPP, 2017, p. 63 e seguintes.

ARAÚJO, Maria Paula Nascimento. A utopia fragmentada: as novas esquerdas no Brasil e no mundo na década de 1970. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2000.

ARAÚJO, Maria Paula Nascimento. Limites políticos para a transição democrática no Brasil. In. ______. FICO, Carlos; GRIN, Mônica (Orgs.). Violência na história: memória, trauma e reparação. Rio de Janeiro: Ponteio, 2012.

BERSTEIN, Serge. “A cultura política”. In: RIOUX, Jean-Pierre; SIRINELLI, Jean-François (Dirs.). Para uma história cultural. Lisboa: Editorial Estampa, 1998. p. 349-363.

BLOCH, Marc. Apologia da história. Rio de Janeiro, Jorge Zahar, 2001.

BOBBIO, Noberto. Direita e esquerda. São Paulo: Editora da Universidade Estadual Paulista, 1999.

BOBBIO, Noberto. Dicionário de política. Brasília: Editora Universidade de Brasília: São Paulo: Imprensa Oficial de São Paulo, 2000.

CHAUÍ, Marilena. Conformismo e resistência. São Paulo: Brasiliense, 1993.

CORDEIRO, Janaina Martins de. A ditadura em tempos de milagre: comemorações, orgulho e consentimento. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2015.

FARIAS, José Airton de. Alem das armas: guerrilheiros de esquerda no Ceará durante a Ditadura Militar. 2007. 201f. Dissertação (Mestrado em História) – Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2007.

FERREIRA, Jorge; GOMES, Angela Castro. Jango: as múltiplas faces. Rio de Janeiro; FGV, 2007.

FICO, Carlos. Como eles agiam. Rio de Janeiro: Record, 2001.

FICO, Carlos. Além do golpe. Rio de Janeiro: Record, 2004.

GABEIRA, Fernando. O que é isso, companheiro? São Paulo: Companhia das Letras, 1996.

GORENDER, Jacob. Combate nas trevas. São Paulo: Ática, 1999.

MACIEL, Lício; NASCIMENTO, José Conegundes (Orgs). Tentativas de tomada do poder (Orvil). São Paulo: Schoba, 2012.

POLLAK, Michel. Memória e Identidade Social. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v.5, n.10, p. 200-212, 1992.

RIDENTI, Marcelo. O fantasma da revolução brasileira. São Paulo: Editora da Universidade Estadual Paulista, 1993.

RIDENTI, Marcelo. Resistência e mistificação da resistência armada contra a ditadura. In: AARÃO, Daniel et al. O golpe e a ditadura militar. São Paulo: EUSC, 2004.

ROLLEMBERG, Denise. Esquerdas revolucionárias e luta armada. In: FERREIRA, Jorge; DELGADO, Lucilia de Almeida Neves. O Brasil republicano. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, volume IV, 2003.

ROLLEMBERG, Denise. Esquecimento das memórias. In: MARTINS FILHO, João Roberto. O golpe de 1864 e o regime militar: novas perspectivas. São Carlos: EDUFSCAR, 2014.

SILVA, Francisco Carlos Teixeira da. Crise da ditadura militar e o processo de abertura política no Brasil, 1974-85. In: FERREIRA, Jorge; DELGADO, Lucilia de Almeida Neves (Orgs.). O Brasil republicano. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003, V. 4.

USTRA, Carlos Alberto Brilhante. Rompendo o silêncio. Brasília: Editorial, 1987.

VENTURA, Zuenir. 1968 - O ano que não terminou. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1988.  

Internet

Zezé Di Camargo é detonado após afirmar que não houve ditadura no Brasil e dispara na internet

Disponível em: <http://www.otvfoco.com.br/zeze-di-camargo-e-duramente-criticado-por-internautas-apos-afirmar-que-nao-houve-ditadura-no-brasil/>. Acesso em: 23/09/2017.

Disponível em: <https://g1.globo.com/sp/campinas-regiao/noticia/em-sessao-tumultuada-camara-de-campinas-aprova-em-1-votacao-projeto-de-lei-escola-sem-partido.ghtml>. Acesso em: 23/09/2017.

Disponível em: <https://oglobo.globo.com/sociedade/educacao/professora-agredida-por-aluno-apos-expulsa-lo-de-sala-dilacerada-21730771>. Acesso em: 24/09/2017.

Disponível em: <http://escolasempartido.org/depoimentos-categoria/635-depoimento-de-r-n-23-09-2016>. Acesso em: 24/09/2017.

Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br/fsp/cotidian/ff1306201018.htm>. Acesso em: 24/09/2017.

Disponível em: <http://www.escolasempartido.org/livros-didaticos-categoria/315-denuncia-da-folha-de-sao-paulo>. Acesso em:24/09/2017.

Disponível em: <http://www.escolasempartido.org/livros-didaticos-categoria/315-denuncia-da-folha-de-sao-paulo>. Acesso em: 24/09/2017.

Relatório da Comissão Nacional da Verdade. Disponível em: www.cartacapital.com.br/.../comissao-da-verdade.../relatorio.../Relatorio_Final_CNV_VolumeII>. Acesso em: 24/09/2017.

Disponível em: <http://www.escolasempartido.org/quem-somos>. Acesso em: 25/09/2017.

Disponível em: <http://www.escolasempartido.org/livros-didaticos-categoria/315-denuncia-da-folha-de-sao-paulo>. Acesso em: 25/09/2017.

Disponível em: <http://escolasempartido.org/corpo-de-delito-categoria/434-ensino-da-ditadura-militar-nas-escolas-gramcismo-puro>. Acesso em: 25/09/2017.

Disponível em: <http://diplomatizzando.blogspot.com.br/2014/04/o-regime-militar-e-o-brasil-resposta.html>. Acesso em: 25/09/2017.

Disponível em: <http://escolasempartido.org/corpo-de-delito-categoria/434-ensino-da-ditadura-militar-nas-escolas-gramcismo-puro>. Acesso em: 25/09/2017.

Disponível em: <http://www.escolasempartido.org/corpo-de-delito-categoria/16-a-glamorizacao-de-um-terrorista>. Acesso em: 26/09/2017.

Disponível em: <https://www.facebook.com/contraoescolasempartido>. Acesso em: 26/09/2017. Disponível em: <https://www.programaescolasempartido.org/>. Acesso em: 01/10/2017.

e2712020


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14244/198271992712

____________

Propriedade Intelectual

Revista Eletrônica de Educação adota a licença Creative Commons BY-NC do tipo "Atribuição Não Comercial".

Essa licença permite, exceto onde está identificado, que o usuário final remixe, adapte e crie a partir do seu trabalho para fins não comerciais, sob a condição de atribuir o devido crédito e da forma especificada pelo autor ou licenciante.

Para mais informações, consultar: https://br.creativecommons.org/

____________

REVISTA ELETRÔNICA DE EDUCAÇÃO. São Carlos (SP): Universidade Federal de São Carlos, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2007- . Publicação contínua. ISSN 1982-7199. Disponível em: http://www.reveduc.ufscar.br