O ESTADO NEOLIBERAL E A PROMULGAÇÃO DA EDUCAÇÃO ENQUANTO MERCADORIA

Fábio Luciano Oliveira Costa

Resumo


Este artigo discute a educação em sua relação com o Estado neoliberal brasileiro. Como instituição financiada e/ou regulada pelo Estado, a educação institucionalizada tem atendido a propostas e finalidades específicas de grupos restritos, de caráter mercadológico, direcionadas no campo estrutural, definido principalmente pelas escolas. Nestes espaços, a educação exercida pelos agentes da educação (formuladores de políticas públicas, professores, estudantes, comunidades em geral), promove um ensino que estimula a reprodução das tradicionais regras sociais, mas também atua como válvula para pensar e questionar as desigualdades impostas por tais regras.

Palavras-chave: Estado Neoliberal; Educação; Mercadoria.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14244/19827199203

____________

Propriedade Intelectual

Revista Eletrônica de Educação adota a licença Creative Commons BY-NC do tipo "Atribuição Não Comercial".

Essa licença permite, exceto onde está identificado, que o usuário final remixe, adapte e crie a partir do seu trabalho para fins não comerciais, sob a condição de atribuir o devido crédito e da forma especificada pelo autor ou licenciante.

Para mais informações, consultar: https://br.creativecommons.org/

____________

REVISTA ELETRÔNICA DE EDUCAÇÃO. São Carlos (SP): Universidade Federal de São Carlos, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2007- . Publicação contínua. ISSN 1982-7199. Disponível em: http://www.reveduc.ufscar.br