Entomologia no ensino médio técnico agrícola: Uma proposta de trabalho

Felícia Pereira de Albuquerque, Julianne Milléo, João Marcos Machuca de Lima, Ivana de Freitas Barbola

Resumo


DOI: http://dx.doi.org/10.14244/198271991030

Práticas educativas requerem a participação efetiva dos sujeitos que estão envolvidos nesse processo. É importante promover uma aprendizagem significativa, por meio do qual uma nova informação se relaciona, de maneira substantiva (não-literal) e não arbitrária, a um aspecto relevante da estrutura cognitiva do indivíduo. Atividades práticas são um ótimo instrumento pedagógico, contribuem para o processo de ensino-aprendizagem, promovem motivação e fixação de conceitos de modo mais eficaz do que uma abordagem estritamente teórica. Neste trabalho relatam-se resultados de um projeto de extensão sobre entomologia para alunos do segundo ano do Colégio Agrícola Estadual Augusto Ribas, Ponta Grossa – Paraná, Brasil. O desenvolvimento deste trabalho teve como objetivo ampliar o conhecimento sobre algumas ordens de insetos de importância agrícola, através de aula teórico-prática e uso de um texto de apoio com uma chave dicotômica. A coleta de dados foi realizada através dos questionários pré-aula e pós-aula, produção de parágrafo livre e observações. Os resultados foram analisados qualitativamente. Foi observado que diferentes atividades didáticas contribuem para maior compreensão e assimilação de conteúdos científicos. A chave dicotômica é um recurso viável para ensinar caracteres taxonômicos e noções de sistemática. Durante as aulas todos os alunos demonstraram interesse e faziam perguntas. Pode se concluir que o uso de diferentes metodologias auxiliou na compreensão do conteúdo, pois aula teórico-prática despertou a curiosidade dos alunos e o texto de apoio contribuiu para a explicação e visualização de termos técnicos.

Palavras chave: Aula prática, Chave de identificação, Insetos, Saída de campo.

 


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14244/198271991030

____________

Propriedade Intelectual

Revista Eletrônica de Educação adota a licença Creative Commons BY-NC do tipo "Atribuição Não Comercial".

Essa licença permite, exceto onde está identificado, que o usuário final remixe, adapte e crie a partir do seu trabalho para fins não comerciais, sob a condição de atribuir o devido crédito e da forma especificada pelo autor ou licenciante.

Para mais informações, consultar: https://br.creativecommons.org/

____________

REVISTA ELETRÔNICA DE EDUCAÇÃO. São Carlos (SP): Universidade Federal de São Carlos, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2007- . Publicação contínua. ISSN 1982-7199. Disponível em: http://www.reveduc.ufscar.br